Edição do dia 13/12/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Pagamento do IPVA com desconto começa dia 17 de dezembro
ECONOMIA
Aulas deverão ser concluídas somente em 2020
EDUCAÇÃO
Senac-RS lança edital para distribuição de vagas gratuitas
GERAL
Lei Geral de Proteção de Dados é tema de evento
GERAL
Novo Cabrais: Quadra de esportes da Linha São João é inaugurada
ESPORTES - Local foi construído pela prefeitura municipal, através de uma emenda parlamentar de Luiz Carlos Heinze
Novo Cabrais: Programação de Natal ocorre nesta sexta-feira
VARIEDADES - Evento contará com diversas atrações no Centro Desportivo Municipal
Novo Cabrais: Projeto sobre meio ambiente é desenvolvido na Teófilo
GERAL
Receita Estadual entrega dados de sonegação ao Ministério Público do RS
ECONOMIA
Saque imediato do FGTS
GERAL - Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite
TSE aprova normas para eleição municipal de 2020
GERAL
NAAC realiza o 1º Seminário de Tradutores e intérpretes de Libras
GERAL
Christkindfest: Desfile Natalino é destaque no fim de semana
VARIEDADES
Senac inscreve para curso de Design
GERAL
Christkindfest 2019: Espetáculo Alma Única no dia 18 de dezembro
VARIEDADES
RGE investiu R$ 45,7 milhões no Vale do Rio Pardo
ECONOMIA
Escolas da região doam materiais
EDUCAÇÃO
Empregador assina a carteira digital pelo eSocial
GERAL
Reuniões com as fumageiras terminam sem definição de preço
ECONOMIA

Revendo conceitos

Osvino Toillier - 13/09/2019

Ao longo da vida construímos convicções com base em que formulamos nossos conceitos. São eles basicamente responsáveis pela imagem que construímos e pela qual as pessoas nos conhecem. Enfim, quando se fala em nosso nome, logo surgem na memória das pessoas as imagens que nos identificam, os valores pelos quais somos conhecidos e que construímos ao longo da vida.
Acontece, porém, que a vida é dinâmica, e as mudanças trazem modificações na forma de ver o mundo. Todos os dias assistimos às implicações que o mundo pós-moderno traz para o mundo de hoje.
Podemos não concordar, mas as mudanças vão se impondo independente de nossa opinião e vontade. A questão que fica é esta: em que medida mantemos nossas convicções e lutamos por elas ou assimilamos novos conceitos e alteramos nossa visão de mundo?
Basicamente, este é grande desafio de nossas vidas. Não se trata de renunciar às nossas convicções, mas de ajustar as velas de acordo com o vento. O convívio com nossos filhos e netos e as outras pessoas nos coloca na frequência das mudanças, de novos jeitos de ver o mundo.
As tecnologias encurtaram distâncias, porque estamos conectados com o mundo. Ninguém mais está isolado ou desconectado, a não ser que queira. A qualquer momento, instantaneamente, podemos falar com pessoas em qualquer continente, trocar mensagens, acompanhar inovações, saber de novidades, enfim, mantermo-nos atualizados com os acontecimentos do mundo.
Então, é preciso rever conceitos e não nos engessarmos em nosso tempo e convicções. Vamos ser lembrados por aquilo que pregamos em nosso tempo e pela capacidade de ajustarmos aos novos tempos, sem renunciarmos à sacralidade de nosso tempo.