Edição do dia 22/02/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Brasil confirma primeiro caso de Coronavírus
SAÚDE - Um homem de 61 anos, morador de São Paulo, foi infectado durante viagem à Itália
Serviços são alterados neste Carnaval
GERAL
Crime de importunação sexual tem pena de até cinco anos de reclusão
ECONOMIA
Avenida joga amistoso na tarde deste sábado nos Eucaliptos
ESPORTES
Sistema usado no HSC é eleito melhor prontuário eletrônico da América Latina
GERAL
Prefeitura inicia melhorias no campo do Bom Jesus
ESPORTES - Investimentos serão realizados para implantação de novo gramado e iluminação
Edemilson pede demissão da prefeitura
GERAL - Secretário de Cultura deverá assumir compromissos pessoais com produções culturais
Locomotiva: os passos para a revitalização
VARIEDADES - O monumento estava em Canoas, antes de ser trazido para Santa Cruz, em 2015
Mistura de enérgico com álcool pode ser perigosa
GERAL - Cardiologista não recomenda realizar a combinação das bebidas, pois pode causar graves danos ao organismo e dependência
Sihmatel: 22 anos de tradição
EMPRESARIAL - Empresa está em novo endereço, com espaço mais amplo para melhor atender seus clientes
Avenida joga amistoso na tarde deste sábado nos Eucaliptos
ESPORTES - Técnico quer ajustar equipe para estreia dia 1º de março em Rio Grande
Caxias e Grêmio decidem primeiro turno na serra
ESPORTES
Afasc: Os resultados das categorias de base
ESPORTES
Judô: União Corinthians busca apoio para auxiliar atleta surda
ESPORTES
Lifasc: Posse da nova coordenação ocorre dia 27
ESPORTES
Santa-cruzenses correm para regularizar título de eleitor
GERAL - Fila quilométrica foi registrada na manhã de ontem, 21, nas imediações da Justiça Eleitoral
Seminário regional debate sobre a água
GERAL - Ação realizada na quarta, 19, foi uma promoção das prendas da 5ª Região Tradicionalista
Brigada Militar prende foragido
POLÍCIA

Novamente a Educação

Valério Garcia - 22/11/2019

Não tenho mais como definir o sentimento daqueles profissionais ligados à educação. A rede escolar não se resume apenas aos professores, vários outros servidores são imprescindíveis ao bom funcionamento de uma escola. Desde que o aluno sai da sua casa, uma quantidade grande de profissionais está pronta para o seu zelo, seu apoio e sua caminhada para a aprendizagem, que é o grande objetivo da educação. Eis alguns: o motorista do transporte escolar que madruga nas estradas para que o estudante chegue no horário; o funcionário da escola que abre cedo o prédio fazendo sua limpeza e manutenção; as merendeiras que já estão limpando e preparando a merenda escolar que, para muitos, é a primeira refeição do dia; a direção e supervisão que tudo planejam voltado ao aluno; o professor que juntamente com seus pupilos são a grande razão da entidade chamada Escola. Tudo isso coordenado e apoiado pela Secretaria da Educação e seus diferentes profissionais, sempre voltados para o bem da Educação. 
Na educação “desfilam” todos os moradores de uma cidade, por quase todos os dias. Se não é um aluno é pai, mãe, avô(a), tio, tia, sobrinho(a), padrinho, madrinha, etc... Todos nós temos um vínculo inseparável com a educação, queiramos ou não! Ela é a mola propulsora do conhecimento e do progresso, através dela que as coisas existem e acontecem. Não consigo imaginar um lugar profícuo sem a presença das letras, números, dos estudos e dos profissionais que ali estão inseridos. Em muitos lugares ela tem uma atenção diferenciada, como deveria ser, como deveriam tratar sempre.
O que está acontecendo no Brasil e no nosso Estado? Um constante desrespeito às Instituições e aos profissionais que nelas atuam. As entrevistas que tenho assistido com o Ministro dito da educação são impressionantes para não dizer estarrecedoras. Mostra um despreparo pedagógico, acadêmico, psicológico e principalmente, profissional. Mas me detenho aqui no Estado onde estamos mais próximos. Querem tirar dos professores e funcionários da área educacional direitos que levaram décadas para serem conquistados, anos para serem construídos. Parece que tudo é culpa da Educação. Mas devemos fazer uma auto-crítica: temos um pouco de culpa sim, afinal de contas esses cidadãos que estão no comando receberam o voto dos nossos alunos e o que é pior: o voto de alguns colegas também. Mobilizemos nossos deputados pois, se isso acontecer, qualquer dia até nossa profissão será extinta, como querem alguns. Bom fim de semana.