Edição do dia 17/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Costuras e Reformas Suzana Ramos: ateliê comemora quatro anos
GERAL
Resultado financeiro da 35ª Oktoberfest supera R$ 1,6 milhão
GERAL
Contatos feitos via redes sociais são falsos
GERAL - Instituto Consulpam alerta sobre suposta contratação de equipe para trabalhar no concurso da Prefeitura
Atividades na rede municipal são oferecidas no período das férias
GERAL
Distribuição de fraldas em novo endereço
GERAL
Salário mínimo sobe para R$ 1.045
ECONOMIA - Reajuste decorre da inflação mais alta em 2019
Doces que empoderam mulheres e combatem o trabalho infantil
VARIEDADES
Banco de Móveis já contabiliza mais de duas mil doações
GERAL
Pedido de aposentadoria
GERAL - Passados seis meses de espera, segurado pode exigir agilidade na Justiça
Portas Abertas já realizou 11.064 atendimentos
SAÚDE
Saiba como retirar medicamentos na farmácia de Monte Alverne
SAÚDE
Iniciam as obras do posto de saúde sustentável
SAÚDE - Primeira unidade do Brasil começou a tomar forma na última terça-feira
Tarifa adicional de cheque especial não será cobrada
ECONOMIA
Saúde estuda redistribuição de incentivos estaduais para hospitais
SAÚDE
IPE Saúde amplia pagamentos assistenciais para 2020
SAÚDE
Vacina pentavalente já está disponível em Santa Cruz
SAÚDE
Porto Verão Alegre 2020 passa em Santa Cruz do Sul
VARIEDADES
The Wailers volta ao Rio Grande do Sul
VARIEDADES - Após quatro anos desde o último espetáculo, banda jamaicana retorna tocando os maiores sucessos

Natal hoje e sempre

Osvino Toillier - 20/12/2019

O fim do ano é pródigo em sentimentos e simbologias. A cada momento, nossos pensamentos são envolvidos pela magia do Natal, este tempo tão bonito, tão incrível, tão fascinante, que evoca tantas lembranças em cujo universo renasce o mundo das nossas fantasias dos tempos idos.
A vida é presente, passado e futuro. É um eterno vir-a-ser, que renasce a cada amanhecer. À medida que o sol desponta e ilumina a face da terra, a vida desabrocha com todo o seu fulgor. Todos nós somos herdeiros deste mundo mágico com que convivemos.
Só tem um jeito: a sisudez dos adultos se render à capacidade de encantamento das crianças e permitir que a candura e a inocência infantis façam morada em nossos corações para acolher a Divina Criança que vai nascer. É tempo de renascimento. Tempo de rever o plano de vida e não se deixar engessar pelas convenções e proclamar a supremacia do amor.
No Natal, Deus descobre um jeito definitivo de tocar o mundo e as pessoas através de um Menino humilde. “Deus nasce e o mundo inteiro começa de novo”, arrisca dizer o psicanalista Carl Jung.
Que o espírito natalino nos alcance e sensibilize nossos corações a fim de que incorporemos o sentimento de humildade e fraternidade como valores fundamentais de nossa existência e celebremos diariamente a sacralidade da vida. Sejamos porta-vozes da Boa Nova da Divina Criança, nascida na Manjedoura de Belém.
A vida é dádiva e como tal precisa ser vivida. Como em nenhuma época do ano, a sensibilidade nos leva a olhar para a criança como expressão mais concreta do amor de Deus pela humanidade. Nos olhos da criança desabrocha o mais puro de sentimento de amor pela humanidade.