Edição do dia 20/10/2017

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Empregar RS acontece no próximo dia 27
GERAL
Unisc TV passa a exibir programação pela internet
GERAL
Educar-se realiza Noite Cultural
VARIEDADES
Abre edital para cadastramento de peritos médicos
GERAL
Serviço de odontologia no município completa 30 anos
GERAL - Em comemoração, programação especial será realizada na próxima quarta-feira
Souza Cruz abre processos de seleção para 30 vagas de estágio
GERAL - Candidatos devem ter previsão de formatura entre janeiro de 2020 e janeiro de 2021
Agentes da vigilância visitarão residências para avaliar focos de Aedes Aegypti
GERAL - As larvas coletadas no Levantamento de Índice Rápido (Lira) serão analisadas no laboratório da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde
Heitor Petry assume a vice-presidência do Fórum dos Coredes RS
GERAL
Unisc figura entre as 150 melhores empresas para se trabalhar
GERAL - Essa é a 10ª vez consecutiva que a universidade aparece na lista divulgada pela revista Você S/A e pela Fundação Instituto de Administração (FIA)
Agentes visitarão residências para avaliar focos de Aedes Aegypti
SAÚDE - Todos os 38 bairros da cidade serão avaliados simultaneamente
FC SANTA CRUZ: Jantar em apoio à base é neste sábado
ESPORTES - Festa ocorre no mesmo dia em que equipe Juvenil decide vaga nas quartas do Gauchão
SRFis Unisc e Acadef fazem entrega de órteses e próteses
GERAL - Encontro ocorreu nas dependências da Unisc a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), vindos de vários municípios
Hospital Santa Cruz participa de encontro da Rede Cegonha
GERAL
Unimed VTRP é uma das melhores empresas para trabalhar
GERAL - Levantamento do ranking da Revista Você S/A foi divulgado na noite dessa terça-feira
Lifasc: Copa MD Pneus tem oito partidas pelas quartas-de-final
ESPORTES - Bola rola em uma fase decisiva da Copa Valdino Brutscher
Dois jogos abrem as quartas do Regional neste sábado
ESPORTES - Campeonato dá início a sua fase quente e decisiva
Evento mundial sobre tabaco acontece na próxima semana
GERAL - Delegações de 22 países participam em Santa Cruz do Sul do evento que não é aberto à comunidade
Daniel Zimpel é campeão estadual do Circuito Sesc
ESPORTES - Atleta da AMO/Unimed VTRP conquistou título da temporada

A opção por Aristóteles

Os fins justificam os meios. É esse o rumo mais adequado? Com certeza, não.

EDITORIAL - 11/10/2017

Em entrevista recente para o 'Riovale Jornal', o pastor Douglas Baptista abordou uma série de assuntos relacionados à Reforma Protestante, que completa 500 anos. Baptista participou do Seminário Teológico sobre a Reforma, promovido pela Igreja Assembleia de Deus em Santa Cruz do Sul. O pastor é presidente do CEC-CGADB (Conselho de Educação e Cultura da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil).

Sobre a questão da ética, tão comprometida no Brasil, Baptista afirma: "Infelizmente o que assistimos na sociedade é a ética de Aristóteles (384 – 322 a.C.) onde o certo e o errado dependem apenas da utilidade e do bem-estar que as ações do indivíduo podem resultar para si ou para os outros. Em outras palavras, o 'bem' e o 'mal' são relativizados". Tentando interpretar as palavras do pastor, pode-se dizer que vivemos numa sociedade marcada pela seguinte regra: "Os fins justificam os meios".

Obviamente, a política brasileira está muito bem adaptada a essa regra. Para o político do nosso país, em termos gerais, o mais importante são os resultados e a governabilidade, sem valorizar os procedimentos para atingir esses resultados e essa governabilidade. Vejamos o caso do "mensalão", denunciado em 2005: à época, o governo federal "comprava" deputados com o intuito de colocar em prática suas "boas intenções". Não parou por aí. A institucionalização da corrupção, com o objetivo de perpetuação no poder e também de estabelecer um projeto de governo, ficou clara a partir do escândalo da Petrobras. Hoje conhecemos o resultado disso: falta dinheiro para as necessidades da população, uma crise econômica se instalou, sem falar na Operação Lava Jato, que tem comprovado o quanto a política brasileira é aristotélica. Platão defendia a verdade. Mas optou-se por Aristóteles.