Edição do dia 20/10/2017

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Empregar RS acontece no próximo dia 27
GERAL
Unisc TV passa a exibir programação pela internet
GERAL
Educar-se realiza Noite Cultural
VARIEDADES
Abre edital para cadastramento de peritos médicos
GERAL
Serviço de odontologia no município completa 30 anos
GERAL - Em comemoração, programação especial será realizada na próxima quarta-feira
Souza Cruz abre processos de seleção para 30 vagas de estágio
GERAL - Candidatos devem ter previsão de formatura entre janeiro de 2020 e janeiro de 2021
Agentes da vigilância visitarão residências para avaliar focos de Aedes Aegypti
GERAL - As larvas coletadas no Levantamento de Índice Rápido (Lira) serão analisadas no laboratório da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde
Heitor Petry assume a vice-presidência do Fórum dos Coredes RS
GERAL
Unisc figura entre as 150 melhores empresas para se trabalhar
GERAL - Essa é a 10ª vez consecutiva que a universidade aparece na lista divulgada pela revista Você S/A e pela Fundação Instituto de Administração (FIA)
Agentes visitarão residências para avaliar focos de Aedes Aegypti
SAÚDE - Todos os 38 bairros da cidade serão avaliados simultaneamente
FC SANTA CRUZ: Jantar em apoio à base é neste sábado
ESPORTES - Festa ocorre no mesmo dia em que equipe Juvenil decide vaga nas quartas do Gauchão
SRFis Unisc e Acadef fazem entrega de órteses e próteses
GERAL - Encontro ocorreu nas dependências da Unisc a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), vindos de vários municípios
Hospital Santa Cruz participa de encontro da Rede Cegonha
GERAL
Unimed VTRP é uma das melhores empresas para trabalhar
GERAL - Levantamento do ranking da Revista Você S/A foi divulgado na noite dessa terça-feira
Lifasc: Copa MD Pneus tem oito partidas pelas quartas-de-final
ESPORTES - Bola rola em uma fase decisiva da Copa Valdino Brutscher
Dois jogos abrem as quartas do Regional neste sábado
ESPORTES - Campeonato dá início a sua fase quente e decisiva
Evento mundial sobre tabaco acontece na próxima semana
GERAL - Delegações de 22 países participam em Santa Cruz do Sul do evento que não é aberto à comunidade
Daniel Zimpel é campeão estadual do Circuito Sesc
ESPORTES - Atleta da AMO/Unimed VTRP conquistou título da temporada

Corretor favorece a proteção da sociedade

No dia 12 de outubro, é comemorado o Dia do Corretor de Seguros, data que é celebrada desde 1970

ESPECIAIS - 11/10/2017

Além do Dia da Criança e do Dia de Nossa Senhora Aparecida, a data de 12 de outubro é voltada também ao Dia do Corretor de Seguros. Esta comemoração surgiu durante o primeiro Encontro Mundial dos Corretores de Seguros, na Argentina, em 1970. Na data, o objetivo é homenagear os trabalhadores que se dedicam a ajudar a garantir a proteção e saúde da sociedade, bem como contribuir para o crescimento da economia no Brasil e em outros países. Portanto, é uma celebração mais do que merecida.

Em terras brasileiras, aliás, a regulamentação da profissão de Corretor de Seguros foi assegurada mais de 50 anos atrás, através da Lei nº 4.594, de 29 de dezembro de 1964. Com esta legislação, foram estabelecidos os parâmetros legais para o exercício da função dos corretores de seguros. A partir desta lei, qual é o trabalho destes relevantes profissionais? Mediar os contratos entre as seguradoras e as pessoas físicas ou jurídicas que queiram adquirir os serviços das sociedades de seguros.

É importante não confundir o Dia do Corretor de Seguros com o Dia do Corretor de Imóveis, que é celebrado em 27 de agosto, ocasião em que se festeja a atividade de todos os profissionais que se dedicam a trabalhar na mediação imobiliária, ajudando a vender, comprar e alugar imóveis.

Corretores fazem mediação para os contratos entre as seguradoras e as pessoas físicas ou jurídicasCorretores fazem mediação para os contratos entre as seguradoras e as pessoas físicas ou jurídicas Crédito: Divulgação/RJ

VALORES DA PROFISSÃO

Na profissão de Corretor de Seguros, quais são os principais valores buscados por estes trabalhadores, em benefício a seus clientes? Tranquilidade, segurança e confiança. Se os amigos são aqueles que ajudam as pessoas a se levantarem, os corretores de seguros são aqueles que evitam que elas caiam. Procure sempre um corretor que zele pelos seus interesses como cliente, com profissionalismo, responsabilidade e excelência.

COMO TORNAR-SE CORRETOR DE SEGUROS

Para exercer a profissão, o interessado deverá ser aprovado no Curso ou Exame Nacional de Habilitação Técnico-Profissional para Corretores de Seguros, promovido pela Fundação Escola Nacional de Seguros (FUNENSEG) ou por entidade autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgão federal.

Após a aprovação no curso ou no exame, o interessado deverá ingressar com requerimento à SUSEP, apresentando formulário cadastral, declarações e a documentação requerida pela legislação aplicável, por meio digital, no sítio eletrônico do órgão federal na internet.

A SUSEP realizará a análise do pedido e, em não havendo pendência, será concedido o registro para o exercício da atividade de corretagem de seguros. O registro de corretor de seguros será comprovado por meio de certidão extraída do sítio eletrônico da SUSEP.

Em relação aos Corretores de Microsseguros, o interessado deverá ser aprovado no Curso de Habilitação Técnico-Profissional para Corretor de Microsseguro, promovido pela FUNENSEG ou por entidade autorizada pela SUSEP.

Aos Corretores de Previdência de que trata o parágrafo único do art. 30 da Lei Complementar n. 109, de 2001, aplicam-se as normas de registro e habilitação previstas para os corretores de seguros de vida e capitalização e seu registro se fará por indicação da seguradora ou Entidade Aberta de Previdência Complementar.

PRIMÓRDIOS EM PORTUGAL

A profissão de Corretor de Seguros surgiu em 1578, em Portugal, com o papel de intermediar as relações entre segurados e seguradoras. Nenhum seguro seria válido sem a interveniência do corretor. A função diferenciava-se do escrivão de seguros, por ser custeada pelos segurados, o que garantia ao corretor um rendimento aproximadamente cinco vezes maior que o de um escrivão. O cargo de corretor era considerado propriedade pessoal e transferível. (Fontes: Caldendarr, SUSEP e Wikipédia)