Edição do dia 16/11/2018

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Assembleia reuniu cerca de 200 pessoas
RELIGIÃO - Evento aconteceu nesta quinta na Diocese em Santa Cruz do Sul
Dívidas do Estado e do IPE-Saúde prejudicam os hospitais gaúchos
SAÚDE
Painel marca 10 anos de publicações sobre racismo na região
VARIEDADES - No dia 19, ocorre o 2º Fórum Consciência Negra: Relações Raciais e Educação
Idosos de Santa Cruz participam da 15ª Convenção da Maturidade Ativa Sesc
VARIEDADES
Milhares de alunos participam do Viva Unisc
GERAL - O evento teve o objetivo de apresentar os cursos oferecidos, a infraestrutura e serviços da universidade
Semana de solenidades no Batalhão
VARIEDADES
Tá na Hora debate os rumos da economia do País
ECONOMIA
Encontro de Formação da Juventude acontece na Efasc
GERAL
Respeita as Minas é a nova música das Predominas
VARIEDADES - A letra aborda a importância da leitura e do conhecimento e presta uma homenagem à Francine Ribeiro
Vovó conta histórias
VARIEDADES
HSC promove evento de Humanização e de Segurança do Paciente
SAÚDE - Organização é do Grupo de Trabalho de Humanização e pelo Núcleo Interno de Gerenciamento de Risco do Paciente
Governo cubano deixará o Programa Mais Médicos
SAÚDE - A medida foi tomada após exigências do presidente eleito Jair Bolsonaro
Artes e Tradição se encontram em Santa Cruz
ESPECIAIS
CTG Lanceiros é Santa Cruz na Força A
VARIEDADES
Chegou a hora de conhecer o campeão dos aspirantes
ESPORTES - Decisão do Vale do Castelhano é neste sábado, em Alto Paredão
Genoma joga partidas decisivas neste fim de semana
ESPORTES - Entidade participa das semifinais do Regional e do Gaúcho, nas categorias de base
Lifasc: Empate marca super clássico na Copa CenterTech Informática
ESPORTES - Linha Santa Cruz e Pinheiral ficaram no 1x1. Também houve empate entre São José e Rio Pardinho
Regional 2018
ESPORTES - Trombudo e Saraiva fazem jogo de ida

Philip Morris debate a sustentabilidade dos seus negócios e do planeta

GERAL - 11/09/2018

A vice-presidente de Assuntos Corporativos da Philip Morris International (PMI) para América Latina e Canadá, Gabriela Wurcel, será uma das painelistas do Sustentável 2018 - Congresso Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável, que ocorre nesta terça-feira (11/9), em São Paulo.
 
Ao lado de outros executivos, Gabriela debaterá, às 15h10, o tema "Que Sociedade Nossos Negócios Estão Construindo?". O painel pode ser acompanhado ao vivo pelo link: https://goo.gl/buq25M. A participação de Gabriela nessa discussão ocorre em um momento importante para os negócios da PMI, que anunciou globalmente o objetivo de parar de comercializar cigarros e oferecer aos adultos fumantes alternativas potencialmente menos nocivas.
 
"Existe uma crescente demanda da sociedade junto ao setor privado para a busca de soluções concretas e modelos de negócio sustentáveis, por meio da ciência e avanços tecnológicos, e com o setor de tabaco não pode ser diferente. Apesar dos bons resultados das políticas de controle do tabaco ao redor do mundo, o Brasil ainda possui 20 milhões de fumantes e a maior contribuição que podemos fazer é encarar de frente os malefícios causados pelo tabagismo através de estudos científicos, inovação e tecnologia para desenvolver melhores alternativas", afirma Gabriela Wurcel.
 
Embora a progressiva eliminação dos cigarros e o desenvolvimento de melhores alternativas seja a maior contribuição da Philip Morris International para a agenda do desenvolvimento sustentável, existe uma série de outras contribuições que a empresa faz através da gestão do seu negócio.
 
"Para a Philip Morris International, a sustentabilidade é um elemento-chave de sua estratégia de negócio e nossa visão abrange quatro aspectos: o primeiro e fundamental diz respeito à transformação do nosso negócio e o objetivo de construir de um futuro sem fumaça. Entretanto, não é possível se pensar em sustentabilidade e construir essa nova visão sem basear a forma como conduzimos os nossos negócios nos mais altos padrões éticos e de transparência e em como nos relacionamos com o meio ambiente e com as comunidades onde estamos presentes", finaliza Gabriela.
 
Metas sociais e ambientais
A Philip Morris International também está empenhada em desenvolver iniciativas que contribuam para outras metas de desenvolvimento sustentável, especialmente no Brasil, onde a empresa possui uma das mais complexas e dinâmicas cadeias de produção. No País, a Philip Morris Brasil (PMB) atua desde a compra direta do tabaco de mais de 6 mil pequenos produtores na Região Sul, exportado para vários países, até a operação de uma das mais completas e modernas fábricas de cigarro da empresa em todo o mundo.
 
Por essa razão, adota uma política global de boas práticas junto aos produtores de tabaco, no sentido de promover condições de trabalho adequadas e seguras a milhares de pessoas. Um bom exemplo é o programa de Práticas de Trabalho Agrícola (ALP), único em termos de escala, escopo e transparência. Através de treinamento contínuo, monitoramento e ações específicas, seja com o uso da tecnologia, através do Portal do Produtor, assim como pessoalmente, por meio do Programa +Campo, o programa vem atingindo excelentes resultados junto aos produtores de tabaco no Brasil.
 
Dentro desta política são também contempladas ações com o objetivo de auxiliar os produtores a obterem ganhos de produtividade e a diversificar suas culturas, incrementando suas rendas, assim como questões relevantes para o meio ambiente, como redução de emissões de carbono, preservação da água, conservação da biodiversidade e combate ao desmatamento.
 
Globalmente, a Philip Morris International estabeleceu Science based target para reduzir suas emissões de carbono, em linha com o acordo de Paris. Em 2017, a empresa alcançou uma redução de 31% em todas as emissões de escopo, superando a meta inicial de 30% até 2020. Além disso, a empresa faz parte das listas A do CDP (Carbon Disclosure Project), tanto para clima como para água, como reconhecimento dos seus esforços em relação às mudanças climáticas e administração de recursos hídricos, sendo uma das 25 empresas do mundo que obtiveram nota A nas duas áreas.
 
A fábrica da PMB localizada em Santa Cruz do Sul (RS) foi a primeira do Brasil e da América Latina a receber a certificação concedida pela Alliance for Water Stewardship (AWS). O documento leva em conta não apenas o uso racional da água nos processos internos da fábrica, mas também as iniciativas que a empresa mantém junto à comunidade, incluindo a preservação das bacias hidrográficas e as necessidades da comunidade do entorno. Este é o caso do programa Protetor das Águas, executado em parceria com pequenos produtores de tabaco da região do Vale do rio Pardo (RS).
 
Por meio do uso sustentável, a empresa reduziu em mais de 30% o volume de água utilizado para a fabricação de cigarros entre 2010 e 2017. No ano passado, mais de 30 mil metros cúbicos de água passaram por tratamento antes de retornar ao meio ambiente e outros 9 mil metros cúbicos foram reutilizados no próprio sistema produtivo. Para este ano, a meta é alcançar uma nova diminuição de 2,8% no consumo.
 
Na área da educação, uma série de projetos desenvolvidos em estados da Região Sul desde 2011 também beneficiaram mais de 2 mil alunos nos últimos anos, a maioria deles filhos de pequenos produtores rurais. Isso acontece por meio de iniciativas como a Escola Rural, que promove a inclusão digital e a cidadania, ou o Escola Melhor, Sociedade Melhor, em parceria com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, que visa a modernizar as instalações de unidades educacionais da rede pública. Além disso, a PMB apoia a educação no campo defendida pelas Escolas Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) e Vale do Sol (Efasol), no Rio Grande do Sul, financiando bolsas de estudo para jovens rurais e investindo em melhorias das instalações e condições de ensino oferecidas por essas instituições.

SERVIÇO:
Sustentável 2018 – Congresso Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável
Local: Teatro Santander – São Paulo (SP)
Painel 4: Que Sociedade Nossos Negócios Estão Construindo?
Data: 11 de setembro de 2018
Horário: 15h10 às 16h20

Sobre a Philip Morris Brasil 
A Philip Morris Brasil atua no País desde 1973, onde conta com 3 mil colaboradores. A empresa é uma afiliada da Philip Morris International (PMI), uma das empresas líderes no setor de tabaco, com seis das 15 principais marcas e produtos comercializados em mais de 180 países. Além da fabricação e venda de cigarros, incluindo Marlboro, a marca mundial de cigarros número um, e outros produtos de tabaco, a PMI está empenhada no desenvolvimento e comercialização de produtos de risco reduzido (RRPs). Esses produtos apresentam, podem apresentar ou têm o potencial de apresentar menor risco de danos aos fumantes que mudam para estes produtos na comparação com o tabagismo continuado. Para mais informações, acesse: https://www.pmi.com/markets/brazil/pt/about-us/overview e https://www.pmiscience.com/pt-br/home.