Edição do dia 15/01/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas
GERAL - Com decreto, pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo
Multas podem ter prazo prorrogado
GERAL - Conforme Fiscalização de Trânsito do município ainda não há regulamentação para abordagem
Ajude as famílias afetadas com a chuva
GERAL
No dia 25 de janeiro mais 146 vagas remanescentes serão disponibilizadas
EDUCAÇÃO - O edital com a faixa etária e a escola será divulgado pela Secretaria Municipal de Educação
Secretário Faisal Karam reúne-se com Federação das Apaes
EDUCAÇÃO
Gilberto Petry é o novo presidente do Conselho Deliberativo
GERAL
Frente fria volta a intensificar chuvas no estado nos próximos dias
GERAL
Censo 2018 da Educação Básica
EDUCAÇÃO - Inep divulga dados da rede estadual de ensino
Novos agentes reforçam os quadros da Susepe em abril
POLÍCIA - Antes eles fazem curso sobre as normas de política penitenciária do Estado
Primeira edição do Sisu 2019 deve abrir mais de 235 mil vagas
EDUCAÇÃO
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
ECONOMIA
Hemovida está com estoque acima da média
SAÚDE - Desde setembro do ano passado, o número de captação sanguínea tem sido maior do que o de transfusões
Nova praça de lazer será construída no centro
GERAL - Local escolhido foi o coração da cidade, ao lado da futura Biblioteca Municipal
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV
ECONOMIA
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
ECONOMIA
Receita abre consulta a restituição
GERAL - Serão contempladas as restituições residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2018
Atividade do Varejo fecha 2018 com crescimento de 2,8%
ECONOMIA
STF vai julgar casos polêmicos a partir do próximo mês
GERAL

ELEIÇÕES 2018 - Bolsonaro x Haddad no segundo turno

POLÍTICA - 07/10/2018

Crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil e Divulgação/Agência Brasil

Conforme já apontavam as pesquisas, o segundo turno das eleições presidenciais será disputado entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Neste domingo, 7 de outubro, foi realizada a votação do primeiro turno em todo o Brasil. Candidato da direita, Bolsonaro ficou em primeiro lugar, e o esquerdista Haddad conquistou a segunda posição. Como nenhum candidato superou a marca de 50% dos votos válidos, o segundo turno presidencial está confirmado para o próximo dia 28, último domingo do mês de outubro.

Deputado federal pelo Rio de Janeiro, Bolsonaro possui um passado bastante identificado com o Exército e as Forças Armadas. Por sua vez, Haddad, ex-prefeito de São Paulo, tem uma vida caracterizada pela trajetória acadêmica. Confira, a seguir, um pouco sobre o passado dos dois candidatos à Presidência que avançaram ao segundo turno das eleições de 2018.

JAIR BOLSONARO

Candidato à presidência pelo Partido Social Liberal (PSL), Jair Messias Bolsonaro nasceu no município de Glicério, interior de São Paulo, porém foi registrado em Campinas (SP) no dia 21 de março de 1955. Entre 1977 e 1988, fez carreira no Exército Brasileiro, chegando à graduação de capitão. Em 1986, foi preso militar por 15 dias após escrever um artigo na revista 'Veja' reclamando de baixos salários no Exército.

De 1989 a 1991, foi vereador na cidade do Rio de Janeiro. A partir de 1991, desempenhou-se como deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro, cargo que ocupa até hoje. Já passou por diversos partidos: PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP e PSC, atualmente está no PSL. No pleito eleitoral de 2014, reelegeu-se como o deputado federal mais votado do Rio de Janeiro com mais de 464 mil votos.

A popularidade de Bolsonaro cresceu muito nos últimos anos em nível nacional, devido aos seus posicionamentos de direita, que ganharam eco entre os insatisfeitos com os governos do PT. Suas declarações desagradam aos defensores das chamadas minorias. Entretanto, Bolsonaro é bastante popular nas redes sociais, em função, entre outros fatores, das suas intenções em tornar o Brasil mais liberal economicamente. Durante a campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro sofreu um atentado à facada em Juiz de Fora (MG), mas o candidato já está recuperado.

FERNANDO HADDAD

Nascido em 25 de janeiro de 1963, na cidade de São Paulo, o advogado Fernando Haddad é o candidato à presidência pelo Partido dos Trabalhadores (PT). A sua militância política iniciou já nos tempos de estudante. Em 1984, chegou a participar das ações da campanha 'Diretas já', que pedia o retorno das eleições diretas para presidente. Haddad é bacharel em Direito, meste em Economia e doutor em Filosofia.

Entre 2001 e 2003, ele participou da equipe da então prefeita paulistana Marta Suplicy. Em 2003, passou a integrar o governo federal, como assessor no Ministério do Planejamento. Na época, o presidente era Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2004, Haddad passou a integrar o Ministério da Educação. Em 2005, tornou-se ministro da Educação, cargo que ocupou até 2012, durante os governos de Lula e Dilma Rousseff.

Em 2012, Haddad elegeu-se prefeito de sua cidade natal, São Paulo. Tentou a reeleição em 2016, mas foi derrotado no primeiro turno pelo tucano João Doria Júnior. Com a prisão do ex-presidente Lula em 2018, Haddad tornou-se alternativa do PT para candidatar-se à Presidência. O partido insistiu com a candidatura de Lula, mas a mesma foi negada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), devido à condenação do ex-presidente em segunda instância. Assim, Haddad tornou-se o candidato do PT.