Edição do dia 15/01/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas
GERAL - Com decreto, pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo
Multas podem ter prazo prorrogado
GERAL - Conforme Fiscalização de Trânsito do município ainda não há regulamentação para abordagem
Ajude as famílias afetadas com a chuva
GERAL
No dia 25 de janeiro mais 146 vagas remanescentes serão disponibilizadas
EDUCAÇÃO - O edital com a faixa etária e a escola será divulgado pela Secretaria Municipal de Educação
Secretário Faisal Karam reúne-se com Federação das Apaes
EDUCAÇÃO
Gilberto Petry é o novo presidente do Conselho Deliberativo
GERAL
Frente fria volta a intensificar chuvas no estado nos próximos dias
GERAL
Censo 2018 da Educação Básica
EDUCAÇÃO - Inep divulga dados da rede estadual de ensino
Novos agentes reforçam os quadros da Susepe em abril
POLÍCIA - Antes eles fazem curso sobre as normas de política penitenciária do Estado
Primeira edição do Sisu 2019 deve abrir mais de 235 mil vagas
EDUCAÇÃO
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
ECONOMIA
Hemovida está com estoque acima da média
SAÚDE - Desde setembro do ano passado, o número de captação sanguínea tem sido maior do que o de transfusões
Nova praça de lazer será construída no centro
GERAL - Local escolhido foi o coração da cidade, ao lado da futura Biblioteca Municipal
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV
ECONOMIA
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
ECONOMIA
Receita abre consulta a restituição
GERAL - Serão contempladas as restituições residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2018
Atividade do Varejo fecha 2018 com crescimento de 2,8%
ECONOMIA
STF vai julgar casos polêmicos a partir do próximo mês
GERAL

Bolsonaro presidente: o que vem por aí?

Deputado do PSL venceu eleição neste domingo, no segundo turno contra Fernando Haddad (PT)

POLÍTICA - 28/10/2018

Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Depois de quatro vitórias eleitorais do PT (Lula em 2002 e 2006, e Dilma Rousseff em 2010 e 2014), o Brasil agora dá uma verdadeira guinada à direita. Neste domingo, 28 de outubro, o deputado federal Jair Bolsonaro, do PSL, foi eleito ao cargo de presidente da República. Ele, que derrotou Fernando Haddad (PT) no segundo turno, assumirá o comando do país em janeiro de 2019 e governará por quatro anos. Mas quais são as ideias de Bolsonaro para estar à frente do país?
Confira um resumo do que Bolsonaro pretende realizar no governo federal:

PROGRAMAS SOCIAIS
- Manutenção do programa Bolsa Família, com auditoria;
- Na campanha do segundo turno, Bolsonaro disse que pretende criar o 13º salário para o Bolsa Família.

SEGURANÇA PÚBLICA
- Endurecimento de leis penais;
- Fortalecer o policiamento;
- Revisão do Estatuto do Desarmamento.

POLÍTICA ECONÔMICA
- Indicado pelo novo presidente para comandar a economia, Paulo Guedes é a favor do regime de meta fiscal e de inflação, com câmbio flutuante;
- Guedes defende a simplificação tributária em direção a um imposto único federal.

CONTAS PÚBLICAS
- Zerar o déficit fiscal em um ano;
- Reforma da Previdência;
- Privatizações;
- Reforma administrativa.

PACTO FEDERATIVO
- Governabilidade será costurada em torno de um pacto federativo, uma descentralização de poderes;
- Reforma fiscal buscará descentralizar recursos para estados e municípios;
- Dinheiro que falta para segurança, saúde e educação, deverá chegar com a descentralização;
- Poucos ministérios.

PRIVATIZAÇÕES
- Bolsonaro disse ser favorável à privatização de empresas estatais que dão prejuízo; 
- O setor de geração de energia elétrica não deverá ser privatizado, assim como o “miolo” da Petrobras;
- No programa de governo, diz que o objetivo é reduzir em 20% o volume da dívida por meio de privatizações, concessões, venda de propriedades imobiliárias da União e devolução de recursos em instituições financeiras oficiais.

PREVIDÊNCIA
- A campanha de Bolsonaro propôs o regime de capitalização como alternativa ao modelo atual, que é de repartição;
- No programa de governo, diz que “reformas serão necessárias tanto para aperfeiçoar o modelo atual como para introduzir um novo modelo”; 
- Deverá ser criado um fundo para reforçar o financiamento da previdência e compensar a redução de contribuições previdenciárias no sistema antigo.

EMPREGOS
- Intenção é criar um ambiente favorável ao empreendedorismo no Brasil;
- Círculo virtuoso de menores déficits, dívida decrescente e juros mais baixos, para estimular os investimentos e a geração de empregos;
- Programa de governo propõe uma nova carteira de trabalho verde e amarela, voluntária, para novos trabalhadores, onde o contrato individual prevalece sobre a CLT.

COMÉRCIO INTERNACIONAL
- Premissa do futuro governo é de que países mais abertos são também mais ricos. “O Brasil é um dos países menos abertos ao comércio internacional”, considera Paulo Guedes;
- Meta é superar dificuldade do país em competir nos segmentos de alta tecnologia;
- Redução de muitas alíquotas de importação e das barreiras não-tarifárias, além de novos acordos bilaterais.

SAÚDE
- Criar o Credenciamento Universal dos Médicos, que permitirá que “toda força de trabalho da saúde” seja utilizada pelo SUS;
- Criar a carreira de Médico de Estado para atender as “áreas remotas e carentes do Brasil”;
- No Brasil inteiro, estabelecer nos programas neonatais a visita ao dentista pelas gestantes;
- Incluir profissionais de educação física no programa de Saúde da Família.

EDUCAÇÃO
- Adotar, em dois anos, um colégio militar em todas as capitais;
- Mais matemática, ciências e português, sem “doutrinação” e “sexualização precoce”;
- Dar prioridade à educação básica e ao ensino médio/técnico;
- Estimular o empreendedorismo;
- Educação a distância como alternativa para as áreas rurais.

(Fontes: revista Veja e jornal O Povo)