Edição do dia 24/05/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Avenida perde pela primeira vez na Série D
ESPORTES - Time foi derrotado pelo Joinville, em Santa Catarina, mas segue líder do Grupo A17
Genoma recebe o Juventude no domingo pelo Gauchão
ESPORTES - Jogos acontecem no Planeta Bola a partir das 14h
Seis projetos novos em debate na sessão da próxima semana
GERAL - Antes da sessão ordinária ocorre reunião especial para debate de questões pertinentes à Corsan, às 16h
Domingo tem feira de adoção na Praça Getúlio Vargas
GERAL
Semana dos Alimentos Orgânicos evidencia nova realidade de produção
GERAL - Evento promovido pela Articulação em Agroecologia do Vale do Rio Pardo teve abertura junto à Efasc, em Linha Santa Cruz
Vereadores Zé Abreu e Mathias Bertram visitam São Gabriel Saneamento
GERAL - Nível de satisfação dos moradores da cidade impressiona
Vereador Luizinho Ruas indica identificação de ruas no Loteamento Nova Santa Cruz
GERAL
Final de semana não tem jogos da Copa Cidade Miller Supermercados
ESPORTES
Lançada a quarta edição do Projeto Mestre Cuca, Comidas do Bem
GERAL
Transferida: megaoperação contra a dengue tem nova data
GERAL - Visitas às residências do Arroio grande e Santo Antônio foram transferidas para o dia 2 de junho devido a chuva
Havan: Quase 1,3 mil candidatos em dois dias
ECONOMIA - 85 primeiros contratados passarão por treinamento em outras unidades
Segundo dia de megaoperação contra o mosquito Aedes Aegypti é neste sábado
SAÚDE - As vistorias serão realizadas nos bairros Arroio Grande e Santo Antônio
Viação União Santa Cruz: Tecnologia, conforto e acessibilidade
GERAL - Empresa renova frota com a aquisição de oito novos ônibus compostos por alta tecnologia e acessibilidade
NOVO CABRAIS: Leitura dos hidrômetros será digital
GERAL - Equipamentos e sistema foram adquiridos pela prefeitura e em breve serão implantados no município
NOVO CABRAIS: Equipe da Educação recebe assessoria técnica
EDUCAÇÃO
NOVO CABRAIS: Prefeitura irá construir rede de água na Linha São João
GERAL - Investimento será de mais de R$ 100 mil e irá atender mais de 60 famílias cabraisenses
Prefeitura lança Programa Fila Zero
SAÚDE - O programa que inicia no dia 3 de junho, visa reduzir a fila de consultas e exames agendados
STICM: Em defesa da classe trabalhadora desde 1958
GERAL

Valor da passagem será definido até o fim do mês

Sindicato dos Comerciários e UESC protocolaram junto ao MP ofício solicitando providências sobre o reajuste

GERAL - 18/01/2019

O valor da passagem atualmente custa R$ 4,00 e pode aumentar para R$ 4,67O valor da passagem atualmente custa R$ 4,00 e pode aumentar para R$ 4,67 Crédito: Sara Rohde
Sara Rohde
sara@riovalejornal.com.br
 
O Consórcio TCS protocolou junto à Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados de Santa Cruz do Sul (Agerst) um pedido de reajuste da passagem do transporte coletivo. A correção anual do valor sugere um acréscimo significativo de 16,75%, ou seja, se hoje o valor está R$ 4,00, a partir de fevereiro há a possibilidade de custar R$ 4,67.
Quem não gostou deste possível aumento foram os passageiros que utilizam o transporte coletivo diariamente. No dia 10 de janeiro, o Sindicato dos Comerciários e a União dos Estudantes Santa-cruzenses (Uesc), emitiram um documento junto ao Ministério Público e à Agerst solicitando providências referentes ao aumento da tarifa. 
Segundo o presidente do sindicato, Afonso Schwengber, o valor atual de R$ 4,00 já é alto, muito acima do salário dos trabalhadores, e o aumento é abusivo. “Nos últimos três anos a passagem subiu mais que tudo e o salário teve percentual de reajuste abaixo disso. Qualquer cidadão enxerga que é impossível arcar com o novo valor. A nossa luta é em cima da condição da população”, disse. 
Schwengber informou que na próxima segunda-feira, 21, será realizado o Fórum em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores, em que trabalhadores, entidades, associações e a comunidade em geral estão convidados a participar. “Neste dia vamos organizar as mobilizações, vamos discutir assuntos relacionados ao aumento da passagem, debater os direitos dos trabalhadores, realizar atividades e criar o calendário e a agenda dos demais encontros e próximos fóruns”. O Fórum em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores ocorrerá no Sindicato dos Comerciários, nº 440, a partir das 18 horas. Já a próxima audiência pública ocorre na terça-feira, 22, às 10 horas, no Ministério Público, Rua Venâncio Aires, 959.
Para o Promotor Érico Barin, o MP está tramitando desde 2016 a redução dos valores das tarifas. Desde lá já foram realizadas duas ações públicas e uma delas está em tramitação na tentativa de que o aumento da tarifa seja menor que o pretendido. “Desde o momento em que se anunciou este aumento bastante elevado nós determinamos um cálculo em paralelo com nosso gabinete de assessoramento técnico, para que possamos ter um confronto, uma contraposição, em relação a esta pretensão do consórcio”, disse.
O Ministério Público já realizou algumas reuniões com a Agerst para que tão logo tenha o cálculo do reajuste e assim possa esclarecer como se chegou ao valor. “A ideia é evitar que o aumento seja concretizado como o consórcio pretende, por isso tentaremos evitar este reajuste e se preciso, inclusive, discutindo esta nova pretensão na ação judicial que ainda tramita”, informou Barin. 
Conforme o presidente da Agerst, José Luiz Juruena, a agência está realizando conferências para decidir em conselho o novo valor da passagem. Para chegar à nova tarifa Juruena explicou que a agência fará vários cálculos, “faremos os cálculos em cima do número de passageiros que utiliza o transporte coletivo, o combustível gasto, quilômetros rodados, a manutenção dos ônibus e demais custos”, explicou. Na próxima semana a agência fará uma reunião com a Prefeitura Municipal e o Consórcio TCS e até o final de janeiro a nova tarifa será definida. A última conferência ocorreu nessa quarta-feira, 16.
 
A PREFEITURA
Conforme o secretário de Comunicação e Saúde de Santa Cruz do Sul, Régis de Oliveira Junior, antes da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados de Santa Cruz do Sul (Agerst) ser implantada, a Prefeitura era a responsável por calcular a tabela apresentada pelas empresas solicitando o reajuste. Através de um decreto o Prefeito homologava o valor da tarifa que seria implantado. 
Atualmente, cabe à Agência calcular o reajuste da passagem e o Prefeito somente sanciona o que for definido. 
 
COMPARATIVO
Se o valor da passagem aumentar para R$4,67, com duas viagens por dia serão gastos R$9,34. Contando seis dias trabalhados são R$56,04, em um mês com quatro semanas R$224,16. Ao todo no ano será gasto com a passagem de ônibus urbano um total de R$2.689,92, um aumento anual de 385,92 em relação aos atuais R$ 4,00. 
Para quem recebe um salário mínimo atualmente de R$998 esse valor da passagem compromete cerca de 22,46% da renda por mês.  
 
Gasto atual (R$4,00)                                   Com o possível aumento (R$4,67)

4,00 x 2 viagens por dia = 8,00                     4,67 x 2 viagens por dia = 9,34
8,00 x 6 dias trabalhados = 48,00                 9,34 x 6 dias trabalhados = 56,04
48,00 x 4 semanas = 192,00                         56,04 x 4 semanas = 224,16
192,00 x 12 meses = 2.304                           224,16 x 12 meses = 2.689,92
 

O VALOR SÓ AUMENTA
Em menos de um ano o valor da passagem urbana teve um aumento elevado. No início de 2018 a passagem custava R$ 3,50 e, desde maio, o valor subiu para R$ 4,00. Se for confirmado o reajuste protocolado pelo TCS, a partir do fim do mês a passagem custará R$ 1,17 a mais, o que pesará no bolso do santa-cruzense.

Confira a variação dos valores nos últimos cinco anos:

2014   R$ 2,60
2015   R$ 2,80
2016   R$ 3,00
2017   R$ 3,50
2018   R$ 4,00