Edição do dia 12/07/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Assaf vence mais uma dentro de casa
ESPORTES - Tricolor derrotou o São José de Cachoeira do Sul
Juliano Kommer atinge resultados expressivos
ESPORTES - Atleta da AMO destacou-se nas corridas realizadas em Estrela e Farroupilha
Copa Cidade: Empates predominam no futsal feminino
ESPORTES - Dos três jogos realizados na rodada, dois terminaram empatados
Categoria 2007 do Genoma está classificada para as quartas de final
ESPORTES - Equipe jogou pela quarta rodada do Campeonato Gaúcho de Escolinhas
2º turno da reforma da Previdência, deverá ser votado em agosto
POLÍTICA - Inicialmente, presidente da Câmara, Rodrigo Maia, havia previsto a votação até este fim de semana
Abertas as inscrições para o Projeto Reativar
GERAL
Mauá: grandes resultados no Estadual de Atletismo
ESPORTES - Onze atletas do colégio participaram da competição em nível adulto
Duo Rellycário lança CD
VARIEDADES
Testemunhas de Jeová: Santa Cruz recebe congresso regional
RELIGIÃO - O público esperado é de 6 mil pessoas
Assembleia da Afubra será no dia 13
EMPRESARIAL
Comung motiva encontro na Assembleia Legislativa
GERAL
Projeto na área da educação incentiva o esporte
EDUCAÇÃO - Durante lançamento das atividades foram entregues diplomas aos medalhistas da Olimpíada Brasileira de Matemática
Curso aborda teoria e prática da substituição tributária do ICMS
ECONOMIA
SICREDI: Centenário em grande estilo
EMPRESARIAL - Cooperativa vai investir ainda mais em projetos regionais
Destaques da Celebrar Mostra Noivas e Festas
ESPECIAIS - Em um único espaço diversas segmentações para a realização de eventos foram apresentadas
Futsal Feminino: Sexta à noite tem Copa Cidade
ESPORTES
Judô: Escola Juliano Campos é destaque em torneio
ESPORTES - Entidade participou da Copa Unisc e colheu diversos bons resultados
MB Challenge: Fernando Jr corre para manter liderança
ESPORTES

Obras do Complexo Lago Dourado avançam

Nova etapa do projeto consiste na duplicação e ampliação da pista no entorno do espelho d

GERAL - 15/02/2019

A previsão é de que as obras desta etapa do complexo, estejam concluídas em até  16 mesesA previsão é de que as obras desta etapa do complexo, estejam concluídas em até 16 meses Crédito: Rolf Steinhaus

Rosibel Fagundes
rosibel@riovalejornal.com.br

Nesta semana foram retomadas as obras de implantação do complexo turístico Lago Dourado, em Santa Cruz do Sul. Desde a última segunda-feira 11, a área foi fechada para o público, e a previsão é de que a abertura aconteça somente no fim do ano. O Lago Dourado considerado um dos maiores reservatórios artificiais de água doce do Rio Grande do Sul que possui 3 milhões de metros cúbicos de água está prestes a se tornar um complexo de turismo, esporte e lazer. 
A nova etapa do projeto iniciada nesta semana consiste na duplicação e ampliação da pista no entorno do espelho d’água como explica o secretário municipal de Planejamento Jeferson Gerhard. “Com a duplicação, haverá faixas exclusivas para bicicletas e para pedestres. Vamos ampliar a taipa já existente que hoje possui uma pista útil para caminhada compartilhada com a ciclovia de 3 metros, ela será ampliada para mais 3 metros de ciclovia e será destinada exclusivamente aos ciclistas ficando separada do caminhódromo. Iremos construir mais 2 metros de canteiro central que terá bancos e espaços para o descanso de quem utiliza o local para praticar esportes. Também será feita a espera para instalação da iluminação pública em toda a extensão da pista. No lado esquerdo após a entrada do parque, faremos a infraestrutura dos módulos I e II”. A previsão é de que as obras desta etapa do complexo estejam concluídas em 16 meses. No entanto, Gerhard declarou que se as condições climáticas forem favoráveis, é possível que tudo esteja pronto para o verão que vem. Sobre a questão do fechamento do Lago Dourado, o secretário afirmou que a medida visa garantir a segurança das pessoas que frequentam o local. “O fechamento da área, até o final do ano, é mais por questão de segurança ao público. Temos máquinas pesadas trabalhando no local e não queremos que ninguém se machuque. A abertura da área antes deste prazo, só ocorrerá eventualmente se a Prefeitura promover algum evento, fora isso, não será aberto nem mesmo aos finais de semana”. 
Os recursos para esta etapa do projeto são de R$ 10,6 milhões destinados pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). Os valores previstos fazem parte do contrato assinado em 2014 com a Prefeitura. Em 2016, foi realizada a primeira fase do projeto de revitalização, com a preparação da ampliação da pista e o aterramento. Agora, o local receberá a terraplenagem, drenagem e pavimentação. A obra será executada por meio de um consórcio das empresas Base Vias e construtoras Giovanella e Casa Nova. 
Sobre a possibilidade das obras gerarem um impacto ambiental influenciando diretamente nas cheias do Rio Pardinho, o secretário de obras Leandro Kroth afirmou que toda a obra esta sendo executada com licença prévia ambiental. “Este ano foram renovadas as licenças.  A Prefeitura solicitou um estudo hidrológico ao Instituto de Pesquisa Hidráulica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O trabalho de levantamento e o laudo que levaram dez meses para serem concluídos apontaram que o Lago Dourado e as obras do Complexo Lago Dourado  que envolvem tanto a movimentação na barragem e na infraestrutura dos módulos I e II, não contribuem para as enchentes nem  para o lado de Santa quanto para Vera Cruz”.
 Sobre a questão da qualidade da água ou a um futuro aumento da tarifa em decorrência das obras, o superintendente regional da Corsan, José Roberto Ceolin Epstein, garantiu “a qualidade da água não será afetada. A população também poderá ficar tranquila com relação aos custos da tarifa, pois estes investimentos fazem parte de recursos repassados pela Corsan, o qual foram acertados no contrato assinado em 2014. Inclusive, parte destes valores já foram desembolsados em sua totalidade. E cabe inteirar, que o contrato  da companhia com Santa Cruz possui um desconto de 16% na tarifa, sendo a menor cobrada no Estado, dentre os Municípios atendidos pela Corsan”, finalizou Epstein.

O que está previsto:

O projeto do Complexo Lago Dourado foi desenvolvido pela STE, onde as estruturas do entorno do lago são distribuídas em três módulos sendo construídas em etapas. O custo total do complexo turístico do Lago Dourado é estimado em R$ 20 milhões. Os recursos foram repassados pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). Para todos os módulos, uma estrutura foi projetada. 
Módulo I - estacionamento, pistas de caminhada e ciclismo, quiosques com churrasqueiras, quadras poliesportivas, play-molhador, pista de educação de trânsito e banheiros. 
Módulo II - estacionamento, quiosques com churrasqueiras, restaurante e praça de alimentação, academia ao ar livre, quadras poliesportivas, quadra e campo de futebol, quadra de vôlei de areia, deck seco, playground, Eco Escola, sede da Guarda Municipal e da Brigada Militar e banheiros. 
Módulo III - estacionamento, quiosques com churrasqueiras, banheiros, academia ao ar livre, quadras de tênis, campo de futebol, playground, pista de bicicross, pista de skate, aquapark e torres de vigilância.