Edição do dia 12/07/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Assaf vence mais uma dentro de casa
ESPORTES - Tricolor derrotou o São José de Cachoeira do Sul
Juliano Kommer atinge resultados expressivos
ESPORTES - Atleta da AMO destacou-se nas corridas realizadas em Estrela e Farroupilha
Copa Cidade: Empates predominam no futsal feminino
ESPORTES - Dos três jogos realizados na rodada, dois terminaram empatados
Categoria 2007 do Genoma está classificada para as quartas de final
ESPORTES - Equipe jogou pela quarta rodada do Campeonato Gaúcho de Escolinhas
2º turno da reforma da Previdência, deverá ser votado em agosto
POLÍTICA - Inicialmente, presidente da Câmara, Rodrigo Maia, havia previsto a votação até este fim de semana
Abertas as inscrições para o Projeto Reativar
GERAL
Mauá: grandes resultados no Estadual de Atletismo
ESPORTES - Onze atletas do colégio participaram da competição em nível adulto
Duo Rellycário lança CD
VARIEDADES
Testemunhas de Jeová: Santa Cruz recebe congresso regional
RELIGIÃO - O público esperado é de 6 mil pessoas
Assembleia da Afubra será no dia 13
EMPRESARIAL
Comung motiva encontro na Assembleia Legislativa
GERAL
Projeto na área da educação incentiva o esporte
EDUCAÇÃO - Durante lançamento das atividades foram entregues diplomas aos medalhistas da Olimpíada Brasileira de Matemática
Curso aborda teoria e prática da substituição tributária do ICMS
ECONOMIA
SICREDI: Centenário em grande estilo
EMPRESARIAL - Cooperativa vai investir ainda mais em projetos regionais
Destaques da Celebrar Mostra Noivas e Festas
ESPECIAIS - Em um único espaço diversas segmentações para a realização de eventos foram apresentadas
Futsal Feminino: Sexta à noite tem Copa Cidade
ESPORTES
Judô: Escola Juliano Campos é destaque em torneio
ESPORTES - Entidade participou da Copa Unisc e colheu diversos bons resultados
MB Challenge: Fernando Jr corre para manter liderança
ESPORTES

Brigada Militar orienta pais e filhos no retorno às aulas

EDUCAÇÃO - 19/02/2019

Ações ostensivas em torno dos educandários são retomadasAções ostensivas em torno dos educandários são retomadas Crédito: Divulgação/CRPO

O Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Rio Pardo (CRPO/VRP), buscando prevenir o cometimento de delitos e a ocorrência de violência no entorno das escolas e com o início do ano letivo nas escolas públicas e particulares de todo o Estado, retoma alguns projetos que envolvem a comunidade escolar. Junto com as aulas, retornam as ações ostensivas e visitas escolares, realizadas pela Patrulha Escolar Comunitária, uma oportunidade de aproximar a Brigada Militar da comunidade e estreitar os vínculos.  Além das atividades do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), que hoje se constitui no elo entre a polícia e a comunidade escolar, bem como com a comunidade no que tange à proteção contra as drogas, a violência e ao bullying. 
O Comandante Regional do CRPO/VRP, coronel Valmir José dos Reis, relata que “a segurança de nossos alunos é responsabilidade de todos, e dever da Brigada Militar. Portanto, é necessário que tenhamos consciência de nossos papéis, respeitando direitos e cumprindo obrigações, para que tenhamos um tranquilo e harmonioso retorno às aulas”.

A segurança é responsabilidade de todosA segurança é responsabilidade de todos Crédito: Divulgação/CRPO

Dicas de segurança da Brigada Militar

Crianças
• Atravessar a via sempre pela faixa de segurança; 
• Não aceitar a ajuda, convite de pessoas estranhas, procurando sempre um membro da direção da escola ou o professor em caso de dificuldades; 
• Esperar o veículo parar totalmente, tanto antes de entrar quanto para descer dele;
• Não atravessar a rua na frente ou atrás do ônibus, esperar ele partir para que tenha completa visão e também seja visto pelos outros veículos;
• Não desviar do trajeto casa-escola-casa, sem prévio acordo com os responsáveis.
• Evitar transitar em ruas ou praças mal iluminadas;

Professores e diretores
•Em caso de constatação de pessoas estranhas no ambiente escolar, em frente as escolas ou nas imediações, comunicar o mais breve possível a Brigada Militar, através do telefone de emergência 190, informando as características dos indivíduos (cor da pele, roupa, características pessoais, etc) e de veículos.

Pais
• Respeitar as regras de trânsito, principalmente no entorno dos educandários;
• Nos primeiros dias, se possível acompanhar seus filhos e lhes ensinar o itinerário correto de chegar até a escola e a sala de aula; 
• Ensinar as crianças a pedir auxílio à polícia (pessoalmente ou por telefone) ou às pessoas conhecidas e professores quando perceber estranhos em atitudes suspeitas; 
• Toda criança deve saber seu endereço, telefone, nome dos pais ou responsáveis ou de quem vai busca-la na escola.
• Buscar informações a respeito da empresa que fará o transporte de seu filho até a escola e de volta para casa;
• Orientar os estudantes: ao sair sozinho, procure sempre ficar no centro da calçada e na direção contrária ao trânsito. Cuidar com bolsas e mochilas, que devem estar sempre na parte da frente do corpo; para evitar ficarem sozinhos em pontos de ônibus isolados;
• Não deixar de comunicar a presença de elementos suspeitos nas proximidades de sua casa ou local de trabalho;
• Caso a criança vá sozinha a pé para a escola, deve optar por andar em grupo no trajeto das escolas ou em longas caminhadas. Se possível, combine com vizinhos ou colegas de classe que façam o mesmo caminho para irem e voltarem juntos da escola.

Ao dirigir com as crianças no carro
• Respeitar as regras do trânsito e não pare em fila dupla ou sobre as faixas de pedestres. Se não encontrar uma vaga na porta da escola, dê uma volta no quarteirão e retorne para tentar novamente;
• Instruir as crianças a sempre descerem do veículo pelo lado da calçada e peça que observem antes de abrir a porta;
• Crianças de até dez anos devem ir no banco de trás e com cinto de segurança. As menores devem ser transportadas na cadeirinha de segurança ou assento de elevação adequados à idade;

População
• Os excessos sonoros (buzinas) e carros com som automotivos em volume alto nas proximidades das escolas acarreta transtornos aos professores na ministração das aulas, bem como a desatenção dos discentes. Estes excessos sonoros caracterizam um delito tipificado no artigo 42 – Perturbação do Trabalho ou Sossego Alheios, da Lei das Contravenções Penais, o que resulta, em caso de flagrância, a responsabilização penal e administrativa do infrator.