Edição do dia 19/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Nota da Prefeitura esclarece atendimentos na saúde feitos por sindicatos
SAÚDE - Ajustes que foram estabelecidos em comum acordo são apresentados
Projeto Carinhoso: atração cultural beneficiará a terceira idade
GERAL - Artistas locais levarão arte para casas geriátricas a partir do mês que vem
Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano
SAÚDE
Campanhas estimulam a Solidariedade
GERAL
Escritora santa-cruzense lança o livro Melodia Perversa
VARIEDADES
Lifasc: Soberania dos visitantes domina
ESPORTES
Municipal Feminino: Muitos gols marcam a rodada
ESPORTES
Santa Cruz luta, mas perde nos pênaltis para o Soledade
ESPORTES
Regional 2019:Trombudo sai na frente nas semifinais
ESPORTES - Nos Aspirantes deu o Formosa contra o Unidos
Amigos do Cinema exibe Tarkovski
VARIEDADES
Associação Pró-Cultura: Vernissage abre última mostra
VARIEDADES
NOVEMBRO ROXO: Exposição dá início às atividades
SAÚDE - Hospital Santa Cruz preparou também palestra e oficina sobre o mês da Prematuridade
Cisvale debate temas expressivos para a região
GERAL
Portal Lunetas e Mercur promovem bate-papo sobre Infâncias
GERAL
Confraria Nativista: Nova diretoria será empossada
GERAL
Comissão Especial da OAB promove eventos para abordar a Reforma da Previdência
GERAL
Vacinação contra o Sarampo: Nova fase começou nesta segunda
SAÚDE
Santa Cruz tem oito escolas paralisadas
EDUCAÇÃO - Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente

Além da reforma da Previdência

Salários mais altos do setor público devem ser revisados se quisermos maior equidade social

EDITORIAL - 08/03/2019

Como já afirmamos aqui neste espaço, a reforma da Previdência é extremamente necessária. Afinal, o bom desempenho das contas públicas depende de mudanças no sistema previdenciário. A expectativa de vida no Brasil tem crescido nas últimas décadas, o que exige uma reforma na Previdência. É claro que a proposta apresentada pelo governo em fevereiro, pode ser considerada um tanto rigorosa. Nesse sentido, os parlamentares devem ouvir suas bases para tentar chegar a um consenso com o governo.

Mas o Brasil, para atingir uma maior viabilidade como país, não depende apenas da reforma da Previdência. Os altíssimos salários do setor público - incluindo Executivo, Legislativo e Judiciário - devem ser revisados. As contas públicas são impactadas duramente por esses salários. Além disso, os salários do setor público (nos referimos aqui aos mais altos, sempre é bom frisar) estão muito distantes da realidade da maior parte da população. Considerando que o Brasil historicamente tem sofrido muito com as desigualdades sociais, as diferenças salariais devem ser reduzidas. Um passo importante para chegar a uma maior equidade social, por exemplo, é que os políticos não sejam tão privilegiados em termos salariais. A impressão que se tem é que eles são tratados como celebridades, e não como servidores públicos.

Por essência, o político deveria ser considerado um servidor do seu país. Se quisermos uma nação mais digna e com menor desigualdade, é preciso acabar com os privilégios. O Brasil já viveu tempo demais prejudicado pelas diferenças sociais. E os políticos, que têm poder para mudar o país, deveriam ser os primeiros interessados em transformar a realidade desigual do Brasil. Mas a maioria deles parece estar voltada aos seus próprios interesses.