Edição do dia 13/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Expoagro Afubra 20 anos define tema
GERAL
Solidariedade declara apoio a Telmo
POLÍTICA
Saiba como ter desconto especial no IPTU do ano que vem
GERAL
A Hipnose pode auxiliar no autodesenvolvimento de forma eficaz
EMPRESARIAL - Especialista desmistificou tema e apontou benefícios da técnica no Café Empresarial
Reforma Tributária é tema da apresentação de Rigotto em Santa Cruz
GERAL
Dada a largada para a Semana Farroupilha
GERAL - Abertura aconteceu no Parque de Eventos na manhã desta sexta-feira
Fórum atrai dois secretários de Estado a Santa Cruz do Sul
GERAL - Representantes de todas as 28 regiões estiveram na Unisc nessa quinta-feira
Lino e Laila serão tema do Novo Cemai
GERAL
Aulas de autoescola com ou sem simulador de direção?
GERAL
Sessão especial para o ensino médio
VARIEDADES
Estudante de Santa Cruz conquista certificado de excelência internacional
EDUCAÇÃO
RGE instala aquecedores solares nas residências de 150 famílias
GERAL
Embarques devem superar os US$ 2 bilhões
GERAL
Depressão deve ser tratada no início, afirma especialista
ESPECIAIS - Mulheres sofrem de depressão duas vezes mais do que os homens
Tributo a Herb Alpert é hoje
VARIEDADES - Teatro do Mauá recebe apresentação às 20h
Sociedade Ginástica: Jantar Baile marca comemoração dos 126 anos
EMPRESARIAL
Farmácia Municipal reabre na segunda no novo prédio
SAÚDE
Grupo Tholl traz Casinha de Chocolate
VARIEDADES

Marcha dos Prefeitos discute FPM

Maior movimento municipalista resultou em 22 conquistas em defesa dos municípios

POLÍTICA - 12/04/2019

Presidente da Amvarp, Carlos Gustavo Schuch acompanhado do presidente da FAMURS Antonio Cettolin e parte da Comitiva em Brasília Presidente da Amvarp, Carlos Gustavo Schuch acompanhado do presidente da FAMURS Antonio Cettolin e parte da Comitiva em Brasília Crédito: Divulgação/RJ

Rosibel Fagundes
rosibel@riovalejornal.com.br

Mais de nove mil gestores municipais de todo o país participaram da 22ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. O evento que teve início na segunda-feira, 8 de abril e se estendeu até esta quinta-feira, 11 de abril, foi promovido pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), e é o maior evento político do Brasil que reúne não só prefeitos, mas líderes políticos como governadores, senadores, parlamentares estaduais e federais. Entre as principais pautas debatidas estiveram o pacto federativo; o aumento de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM); o Imposto sobre Serviços (ISS); e a Reforma da Previdência.
Do Rio Grande do Sul cerca de 350 prefeitos e representantes estiveram presentes no evento. Dos quinze municípios ligados à Associação de Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp), a maioria deles teve sua representatividade. O município de Santa Cruz do Sul foi representado pela vice-prefeita Helena Hermany (PP).  O presidente da Amvarp e prefeito de Vale Verde Carlos Gustavo Schuch, avaliou o evento como positivo. “Foi uma das melhores Marchas já realizadas nos últimos anos, tendo em vista a posição do Ministro da Economia, Paulo Guedes que falou sobre a inversão da pirâmide, que são os recursos de FPM. Segundo ele, o município e o Estado deveriam ficar com 70% da receita diferente do que acontece atualmente. Não sei se ele vai conseguir atingir este percentual, mas caso isso aconteça vai ser muito importante para todos os municípios. Cabe a nós agora avaliar e aguardar uma posição oficial do governo. Mas acredito que eles vão conseguir fazer uma alteração considerável”, concluiu Carlos Gustavo Schuch.  
A mobilização municipalista também contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Na ocasião, os dois defenderam a aprovação da Reforma da Previdência.  Rodrigo Maia argumentou que a reforma é necessária. “Alguém acha que cada um de nós tem um prazer enorme de votar a Reforma da Previdência como se fosse uma grande agenda de futuro para o Brasil? A Reforma da Previdência vem organizar o que foi construído ao longo dos últimos anos. E que se nada for feito em relação à Previdência, que também impacta estados e municípios, nenhum de nós, políticos, vai conseguir sair na rua nunca mais”.  Já o presidente Jair Bolsonaro, solicitou o apoio dos municipalistas. “Precisamos de todos os senhores e as senhoras. Temos uma encruzilhada pela frente. Como disse Rodrigo Maia, gostaríamos de não ter que quer fazer a Reforma da Previdência, mas somos obrigados a fazê-la.” 
A Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios acontece desde 1998 e tornou-se um espaço para reivindicar e discutir questões que influenciam o dia a dia dos municípios.

PRINCIPAIS CONQUISTAS DA MARCHA A BRASÍLIA EM DEFESA DOS MUNICÍPIOS:

1. Envio, em até 20 dias, de projeto de lei que libera R$ 10 bilhões para Estados e Municípios.
O ministro da Economia, Paulo Guedes, falou sobre a intenção de lançar um plano de recuperação de curto prazo a estados e municípios.
2. 1% do FPM de setembro
Compromisso do presidente da República e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de votar projeto que aumenta em 1% o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de setembro. Após declarar apoio aos municípios, Maia reinstalou a Comissão Especial que vai analisar o texto. O presidente será o deputado José Guimarães (PT/CE) e relator Júlio Cesar (PSD/PI).
3. Lançamento da Plataforma +Brasil
Um novo sistema de transferência de recursos da União para os Municípios mais amigável, com maior rastreabilidade e controle, facilitando os processos e procedimentos para que o recurso saia da União e chegue efetivamente nos Municípios.
4. Jornada de trabalho dos profissionais médicos
O Ministério da Saúde anunciou a intenção de publicar nos próximos dias uma revisão do programa Estratégia Saúde da Família (ESF), entre elas a possibilidade de alteração da jornada de trabalho dos médicos, de 40h para 20h semanais, e a ampliação do horário de serviço à população.
5. Flexibilização do uso das UPAS
O Ministério da Saúde também anunciou que o prazo para utilização das UPAS para outra finalidade que não a inicial será estendida até 30 de junho.
6.Compensação previdenciária
Compromisso de instituir regras mais claras da compensação previdenciária entre regimes – Comprev.
8. Pró-Cidades
Publicada Instrução Normativa para operação de crédito no Programa Desenvolvimento Urbano. A iniciativa, criada em setembro do ano passado, disponibilizará R$ 4 bilhões para os próximos quatro anos para investimentos em diversas áreas.
9.Royalties – Lei 12.734/2012
Presidente do STF marca para 20 de novembro julgamento de liminar. São seis anos de espera e mais de R$ 22 bilhões de prejuízos aos Municípios.
10. Cessão onerosa
O ministro da Economia, Paulo Guedes, anuncia que pretende repartir 70% dos recursos do bônus de assinatura dessa cessão onerosa para estados e municípios e também 70% dos royalties gerados através da exploração desses campos localizados na área do pré-sal.