Edição do dia 19/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Nota da Prefeitura esclarece atendimentos na saúde feitos por sindicatos
SAÚDE - Ajustes que foram estabelecidos em comum acordo são apresentados
Projeto Carinhoso: atração cultural beneficiará a terceira idade
GERAL - Artistas locais levarão arte para casas geriátricas a partir do mês que vem
Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano
SAÚDE
Campanhas estimulam a Solidariedade
GERAL
Escritora santa-cruzense lança o livro Melodia Perversa
VARIEDADES
Lifasc: Soberania dos visitantes domina
ESPORTES
Municipal Feminino: Muitos gols marcam a rodada
ESPORTES
Santa Cruz luta, mas perde nos pênaltis para o Soledade
ESPORTES
Regional 2019:Trombudo sai na frente nas semifinais
ESPORTES - Nos Aspirantes deu o Formosa contra o Unidos
Amigos do Cinema exibe Tarkovski
VARIEDADES
Associação Pró-Cultura: Vernissage abre última mostra
VARIEDADES
NOVEMBRO ROXO: Exposição dá início às atividades
SAÚDE - Hospital Santa Cruz preparou também palestra e oficina sobre o mês da Prematuridade
Cisvale debate temas expressivos para a região
GERAL
Portal Lunetas e Mercur promovem bate-papo sobre Infâncias
GERAL
Confraria Nativista: Nova diretoria será empossada
GERAL
Comissão Especial da OAB promove eventos para abordar a Reforma da Previdência
GERAL
Vacinação contra o Sarampo: Nova fase começou nesta segunda
SAÚDE
Santa Cruz tem oito escolas paralisadas
EDUCAÇÃO - Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente

Renda e emprego: questão grave

EDITORIAL - 10/05/2019

A eleição e a posse do presidente Jair Bolsonaro, geraram grande expectativa entre seus partidários. Muitas destas pessoas demonstram um orgulho gigantesco nas redes sociais, em torno do presidente. Acreditam em Bolsonaro, confiam que ele apagará erros do passado recente. É bem verdade que a popularidade de Bolsonaro caiu recentemente, em abril. Conforme pesquisa do Ibope, 49% dos entrevistados qualificaram o presidente como “bom” e “ótimo” no início do governo; em abril, a avaliação positiva caiu para 35%.

O país passa por uma crise econômica muito significativa, e o desemprego abala principalmente os mais pobres, que perderam confiança em torno de Bolsonaro. Há um certo imediatismo na redução da avaliação positiva, pois em quatro meses o governo não poderia reverter a crise e o desemprego. Mas o recado está dado pelos mais pobres. Afinal, se não há crescimento na geração de trabalho e renda, quem é atingido por essa realidade tem direito de cobrar, pelo menos visando um futuro próximo. Quem não tem renda, não pode esperar muito, pois as urgências financeiras são críticas para estas pessoas.

Evidente que Bolsonaro tem um público fiel, concentrado nas classes mais privilegiadas. Mas é inegável que o presidente possui um desafio: atender às demandas de diferentes setores da população, e sobretudo, combater o desemprego, uma das questões mais graves do país. O orgulho dos ‘bolsonaristas’ passa por uma perspectiva de tornar o país mais forte e dinâmico economicamente. Mas, para isso acontecer, é preciso que, no fim das contas, haja um resultado na geração de empregos.