Edição do dia 16/07/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Prefeitura decreta ponto facultativo dia 26
GERAL
Isnar Amaral estará no Espaço de Vie
GERAL
De olho no futuro do comércio
ECONOMIA
Comerciantes veem futuro positivo
ECONOMIA - Reformas propostas pelo governo Bolsonaro lançam esperança na economia local
Liquidações prometem aquecer as vendas
ECONOMIA
Restaurante da Gruta dos Índios: Novas instalações inauguram nesta quinta-feira
GERAL - Com espaço ampliado, estabelecimento vai preservar a cultura alemã oferecendo alimentos, bebidas típicas e artigos em um só local e fora de época
Cisvale poderá facilitar a abertura de novas agroindústrias
ECONOMIA - Entraves burocráticos que têm tornado demorada a liberação de alvarás poderão acabar
Evento de moda e beleza prepara noite de gala
VARIEDADES
HSC sedia curso do Coren sobre código de ética
SAÚDE
Vamos ajudar a Duda!
VARIEDADES
Colégio Dom Alberto: há 17 anos proporcionando ensino de qualidade
EDUCAÇÃO
Gesc embarcou no último domingo para os EUA
GERAL - Participantes saíram rumo ao Jamboree Mundial que reunirá aproximadamente 45 mil pessoas
Premiados no município serão conhecidos na próxima quinta-feira
EMPRESARIAL
Assembleia vai eleger o novo presidente
GERAL - Concessão da RSC-287 estará em pauta durante a reunião
Bom companheirismo - Permanente Bandeira
OPINIÃO
Aposentadoria Especial e continuidade na função insalubre
OPINIÃO
Sobre a Reforma da Previdência
OPINIÃO
Etapa de Santa Cruz: Piloto argentino retorna à Stock Car
ESPORTES

Mega operação vai envolver mais de 300 pessoas

SAÚDE - 17/05/2019

Crédito: Divulgação

Neste sábado, um verdadeiro exército vai sair às ruas dos bairros Santo Inácio e Universitário com um único propósito: exterminar os focos do Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue. Cinco casos da doença já foram confirmados em Santa Cruz do Sul e para impedir que a dengue se alastre e o que hoje é um surto torne-se uma epidemia, diversas ações de enfrentamento estão previstas para os próximos dias. 
Agentes comunitários de saúde e de endemias, agentes da Defesa Civil, fiscais da Ucefex, operários, motoristas e servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) compõe as 60 equipes que vão trabalhar nesta primeira operação. Participarão também cem militares do 7º BIB. Eles serão treinados na manhã de hoje por profissionais da Sesa e, na parte da tarde, será a vez dos agentes de saúde. A Guarda Municipal também vai acompanhar os trabalhos, oferecendo apoio e segurança às equipes.
Detalhes da força-tarefa foram definidos esta semana em reuniões realizadas entre o secretário municipal de Saúde, Régis de Oliveira Júnior, e o comandante do 7º BIB, coronel Christian Augusto dos Santos Cravo, que irá acompanhar a ação. Toda a intervenção deste sábado será liderada pelo coordenador da Defesa Civil, Tenente José Joaquim Dias Barbosa. 
Segundo o secretário municipal de Saúde, Régis de Oliveira Júnior, é muito importante que a comunidade colabore com a iniciativa, permitindo a entrada nas casas. Todos os que participarem da operação estarão devidamente identificados com crachás. “A cooperação da população é o que vai garantir o sucesso dessa ação. A conscientização das pessoas acerca da importância dessa força-tarefa é fundamental”, disse.
Pede-se aos moradores que deixem em frente as suas residências todo tipo de material que possa servir de criadouro para o mosquito, ou seja, passível de acumular água parada. Esses materiais serão recolhidos e será dado a eles um destino correto. Os resíduos sólidos urbanos serão separados na cooperativa e o que não for reciclável será encaminhado para o aterro sanitário em Minas do Leão. Não devem ser depositados mobiliário e nem restos de poda, o objetivo do mutirão é eliminar possíveis criadouros.
A concentração de todos os envolvidos na operação será na Escola Estadual Petituba. No período entre 7h e 17h, serão percorridas 63 ruas, 292 terrenos baldios e 4049 residências no Bairro Santo Inácio, onde moram 5867 pessoas. Já no Bairro Universitário, onde moram 4100 pessoas, serão percorridas 35 ruas, 106 terrenos baldios e 3411 residências. 

Crédito: Divulgação

Os agentes de endemias serão responsáveis pela aplicação de larvicidas e os operários farão o recolhimento dos entulhos. Os agentes de saúde estarão envolvidos na coleta de larvas, na eliminação de focos do mosquito, na distribuição de panfletos e nas orientações aos moradores acerca das medidas de prevenção e contenção de risco. Já os fiscais atuarão nas notificações aos proprietários de terrenos baldios e casas abandonadas. 

Cabe lembrar que até o momento, das 13 notificações feitas pela Vigilância Epidemiológica do município, cinco casos de dengue foram confirmados, três foram descartados, e cinco ainda aguardam pelos resultados do Laboratório Central do Estado (Lacen).