Edição do dia 19/07/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Domingo tem Brique da Praça
GERAL
Unisc forma 16ª turma de Medicina
GERAL
Stock: Nelsinho Piquet corre pela primeira vez em Santa Cruz do Sul
ESPORTES - Piloto da equipe Texaco Full Time Sports terá experiência inédita neste fim de semana na pista gaúcha
Edição de inverno do curso Escola de formação de professores tem início na Unisc
EDUCAÇÃO
Audiência pública debate alterações no Plano Diretor
GERAL
Quatro cidades gaúchas
VARIEDADES - Quarta temporada de 'O professor pelado' tem reestreia repaginada
Domingo tem etapa da 5ª Olimpíada Rural
GERAL - Esse será o primeiro compromisso oficial das 14 candidatas a soberanas da 35ª Oktoberfest
Copa Seu Verardi
ESPORTES - Uma semana de treinos no Avenida
Rodada desta sexta vai apontar os semifinalistas
ESPORTES
Em jogo duas vagas no mata-mata da Copa CFC Celso
ESPORTES
Assaf joga nesta sexta-feira em Santa Maria
ESPORTES - Jogo foi alterado em virtude do Grenal neste sábado
Stock Car: Quinta etapa é neste final de semana
ESPORTES - Serão dois dias de atividades sem a companhia da Stock Light
Renomada professora do Serviço Social estará em Santa Cruz
GERAL
Novo Cabrais: Escola lança livro de receitas saudáveis
EDUCAÇÃO
Novo Cabrais: Pimenta visita obras e reafirma apoio ao município
GERAL - Deputado federal participou de almoço e conferiu de perto a pavimentação da Avenida Rodolfo Buss
Ascor e Prefeitura planejam nova exposição
GERAL
Colégio Mauá assume gestão da Escola Criança & Cia
EDUCAÇÃO
Prefeitura anuncia restauração do prédio
GERAL - Marcando a decisão, muda de árvore também foi plantada por alunos da rede de ensino municipal

Setor imobiliário cresce de 15 a 20%

Para o vice-presidente da Seisc, Flávio Bender a expectativa é de retomada mais forte a partir do segundo semestre

ECONOMIA - 04/06/2019

Programa Minha Casa Minha Vida é um aquecimento para o mercado imobiliário Programa Minha Casa Minha Vida é um aquecimento para o mercado imobiliário Crédito: Viviane Fetzer

Rosibel Fagundes 
rosibel@riovalejornal.com.br 

A recuperação do mercado imobiliário de Santa Cruz do Sul segue a passos lentos, mas que tendem a acelerar. Dados divulgados pela Sociedade das Empresas Imobiliárias de Santa Cruz do Sul (Seisc) apontam aumento de 15% a 20% nas vendas de imóveis com relação ao ano anterior. Os números correspondem aos cinco primeiros meses de 2019 como explica o vice-presidente da Seisc, Flávio Bender. “O mercado imobiliário, assim como de outros segmentos sofreu com a crise dos últimos três anos. Não estamos parados, estamos estáveis”.  
Entre os obstáculos apontados por Bender entre os compradores e os empreendimentos, estão a limitação de uso dos recursos do FGTS para novos financiamentos, as mudanças no limite de liberação, o desemprego e a insegurança ou estabilidade para assumir dívidas em longo prazo.  “Antes se comprava uma casa com qualquer valor de entrada, mas devido as novas alterações do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) do Governo Federal a entrada de um imóvel residencial popular atualmente fica em torno de R$ 15 a 20 mil.  Outro fator foi a  crise econômica que começou a repercutir há alguns anos, somada com a incerteza da manutenção de emprego e Reforma da Previdência fez com que muitas pessoas deixassem de adquirir imóveis. Mas, sabendo da estrutura que o município possibilita e que, com a recuperação da economia, a expectativa é de que uma retomada mais forte deve ocorrer a partir do início do segundo semestre”, afirmou Flávio Bender.  

Muita oferta e pouca procura  

Segundo Flávio Bender, as facilidades do MCMV logo que teve início possibilitaram às construtoras e incorporadoras o lançamento de vários projetos de geminados, que consequentemente ainda não foram vendidos. “Antigamente tinha uma demanda muito louca por construção em especial por geminados. Agora mesmo sobrando geminados, as pessoas continuam construindo. Os terrenos urbanizados naquela época eram poucos. Hoje temos muita oferta e pouca procura, porque o ciclo virou. Existem muitos geminados em oferta, por que a procura é baixa,” alegou.  

Minha Casa Minha Vida  

Bender ressalta que o Programa Minha Casa Minha Vida segue promovendo o aquecimento do mercado imobiliário do país. “Toda a linha de crédito é um fomentador de mercado. Apesar dos negócios envolvendo as unidades dentro do programa Minha Casa Minha Vida estarem estáveis, considerando que o orçamento do fundo ficou estagnado do ano passado para cá, financiar sempre será uma boa opção, pois dificilmente alguém conseguirá com recursos próprios adquirir um imóvel. No entanto, por causa do aumento da inadimplência os bancos mudaram as formas de financiar, e atualmente financiam apenas 80 ou 90% do imóvel. O comprador terá que dar um valor maior de entrada”.  
Bender afirma ainda, que quem já possui casa própria e pensa em investir no mercado imobiliário, é uma opção considerada rentável. “É a aquisição de um bem permanente. Comprar terrenos é uma alternativa rentável, devido a valorização. Temos muitas ofertas de terrenos em loteamentos e condomínios, onde o comprador poderá escolher as melhores condições. Outra opção são os apartamentos, que logo que são lançados já são vendidos. É bom lembrar, que para conseguir o melhor negócio o investidor deverá contar com uma assessoria especializada”, concluiu o vice-presidente da Seisc, Flávio Bender.