Edição do dia 19/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Nota da Prefeitura esclarece atendimentos na saúde feitos por sindicatos
SAÚDE - Ajustes que foram estabelecidos em comum acordo são apresentados
Projeto Carinhoso: atração cultural beneficiará a terceira idade
GERAL - Artistas locais levarão arte para casas geriátricas a partir do mês que vem
Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano
SAÚDE
Campanhas estimulam a Solidariedade
GERAL
Escritora santa-cruzense lança o livro Melodia Perversa
VARIEDADES
Lifasc: Soberania dos visitantes domina
ESPORTES
Municipal Feminino: Muitos gols marcam a rodada
ESPORTES
Santa Cruz luta, mas perde nos pênaltis para o Soledade
ESPORTES
Regional 2019:Trombudo sai na frente nas semifinais
ESPORTES - Nos Aspirantes deu o Formosa contra o Unidos
Amigos do Cinema exibe Tarkovski
VARIEDADES
Associação Pró-Cultura: Vernissage abre última mostra
VARIEDADES
NOVEMBRO ROXO: Exposição dá início às atividades
SAÚDE - Hospital Santa Cruz preparou também palestra e oficina sobre o mês da Prematuridade
Cisvale debate temas expressivos para a região
GERAL
Portal Lunetas e Mercur promovem bate-papo sobre Infâncias
GERAL
Confraria Nativista: Nova diretoria será empossada
GERAL
Comissão Especial da OAB promove eventos para abordar a Reforma da Previdência
GERAL
Vacinação contra o Sarampo: Nova fase começou nesta segunda
SAÚDE
Santa Cruz tem oito escolas paralisadas
EDUCAÇÃO - Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente

Reforma é necessária

EDITORIAL - 07/06/2019

Existe uma grande preocupação do governo federal em torno da reforma da Previdência. E esta preocupação se justifica, pois, se não houver uma reforma, o país sofrerá prejuízos financeiros gigantescos. O que gera dúvida é se a reformulação da Previdência proposta pelo governo, consiste na alternativa ideal. Seria essa proposta um tanto rigorosa demais? Essa é uma questão que ainda vai ser abordada por um tempo no Congresso, mas é certo que uma reforma deveria ser feita, pois as contas públicas geram aflição em relação ao futuro do país.

Nas declarações dos seus principais representantes, o governo tem utilizado a máxima de que “se o Brasil não fizer a reforma da Previdência, o país vai quebrar”. De fato, os gastos com a Previdência são muito altos, e é preciso fazer algo para estancá-los, pois, caso isso não aconteça, estaremos fadados a dificuldades enormes na área econômica. E, se essas dificuldades aparecerem, poderemos entrar em uma crise mais grave do que a atual. A repercussão disso poderá atingir diversas áreas, da educação à segurança, da saúde à economia em si.

O temor de que o Brasil venha a passar por uma intempérie semelhante à da Venezuela, é algo que está nas mentes dos governantes. É um medo bastante compreensível, na medida em que o gasto público exacerbado levou a Venezuela à bancarrota, gerando muita pobreza e fazendo com que muitos venezuelanos saíssem do seu país como refugiados.

Os gastos com a Previdência no Brasil são muito grandes, muito significativos, o que coloca o Estado brasileiro sob uma pressão enorme. Portanto, é preciso que o Congresso avalie bem a reforma, se for possível faça alterações que a tornem menos rigorosa e, assim, quem sabe, o governo e o país saiam mais aliviados.