Edição do dia 12/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Brigada Militar prende homem por violência doméstica
POLÍCIA
Realeza da Vila lança samba-enredo nesta quinta-feira
GERAL - Na ocasião serão comemorados os 30 anos da escola de samba
Mudanças são anunciadas nas secretarias
GERAL
Dia de visitações, experiências e expectativas no Viva Unisc 2019
GERAL
Solenidade marca aniversário do General Gomes Carneiro
GERAL - Na ocasião também foi comemorada a chegada do III Batalhão ao município
Pequenas atitudes
OPINIÃO
Verrugas Estelares
OPINIÃO
Em defesa da vida
OPINIÃO
CDL aponta 800 vagas temporárias
ECONOMIA - Expectativa é de boas oportunidades de emprego para o período
ACI: Eleição ocorre hoje
GERAL
Vigilância Colaborativa: Lançamento do Programa acontece hoje
GERAL
GREVE: Polícia Civil paralisa nesta quarta-feira
POLÍCIA
Campeonato Municipal inicia no próximo dia 22
ESPORTES
AMO/Unimed VTRP: Atletas brilham pelo estado
ESPORTES
Dois times largam com vitória na estreia da Copa Lisaruth
ESPORTES
Estadual sub 19: Santa Cruz vence fora e fica perto da final
ESPORTES
Regional: São José larga na frente nas semifinais
ESPORTES
Universidade aguarda mais de cinco mil estudantes
GERAL

Reajuste de 39,5% está descartado, afirma Agerst

Uma nova audiência será realizada nos próximos dias e até fim do mês o novo reajuste será apresentado

ECONOMIA - 07/06/2019

A Corsan apresentou novo reajuste de 32% em cima do valor da tarifa, porém, a Agerst não concordou com a mudançaA Corsan apresentou novo reajuste de 32% em cima do valor da tarifa, porém, a Agerst não concordou com a mudança Crédito: Rolf Steinhaus

Sara Rohde
[email protected]

Uma notícia que alivia, mas, não deixa de causar preocupação aos santa-cruzenses. É o novo reajuste da tarifa da água apresentado pela Corsan. A Companhia propôs um reajuste inicial de 39,5% sobre o valor, e, conforme o presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Santa Cruz do Sul (Agerst), José Luiz Juruena, este reajuste está descartado. 
Primeiramente a Agerst queria que o cálculo chegasse em um aumento máximo de 2,47%, o qual não foi aceito pela Corsan. Então, na última sexta-feira, 31, uma reunião extraordinária foi realizada para que um acordo decidisse a nova tarifa a ser cobrada. 
Segundo Juruena este valor ainda não foi definido, “a Corsan fez o pedido na sexta-feira da semana passada para que a agência adiasse a decisão de apresentar um novo reajuste, então, com isso, nós tomamos a medida de adiar para o dia 28 de junho”, explicou.
O presidente da Agerst disse que a Corsan já mandou outra documentação que está sendo analisada. A partir de agora uma nova audiência será marcada onde a Agerst e a Corsan vão conversar e chegar a um acordo sobre o novo reajuste. Ainda conforme Juruena a nova análise da Corsan já baixou para 32%, “mesmo assim não concordamos com este reajuste, por isso, vamos sentar e conversar para chegarmos a uma nova definição”, salientou.  A data para a próxima audiência será definida entre esta sexta e a próxima segunda-feira.