Edição do dia 19/07/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Domingo tem Brique da Praça
GERAL
Unisc forma 16ª turma de Medicina
GERAL
Stock: Nelsinho Piquet corre pela primeira vez em Santa Cruz do Sul
ESPORTES - Piloto da equipe Texaco Full Time Sports terá experiência inédita neste fim de semana na pista gaúcha
Edição de inverno do curso Escola de formação de professores tem início na Unisc
EDUCAÇÃO
Audiência pública debate alterações no Plano Diretor
GERAL
Quatro cidades gaúchas
VARIEDADES - Quarta temporada de 'O professor pelado' tem reestreia repaginada
Domingo tem etapa da 5ª Olimpíada Rural
GERAL - Esse será o primeiro compromisso oficial das 14 candidatas a soberanas da 35ª Oktoberfest
Copa Seu Verardi
ESPORTES - Uma semana de treinos no Avenida
Rodada desta sexta vai apontar os semifinalistas
ESPORTES
Em jogo duas vagas no mata-mata da Copa CFC Celso
ESPORTES
Assaf joga nesta sexta-feira em Santa Maria
ESPORTES - Jogo foi alterado em virtude do Grenal neste sábado
Stock Car: Quinta etapa é neste final de semana
ESPORTES - Serão dois dias de atividades sem a companhia da Stock Light
Renomada professora do Serviço Social estará em Santa Cruz
GERAL
Novo Cabrais: Escola lança livro de receitas saudáveis
EDUCAÇÃO
Novo Cabrais: Pimenta visita obras e reafirma apoio ao município
GERAL - Deputado federal participou de almoço e conferiu de perto a pavimentação da Avenida Rodolfo Buss
Ascor e Prefeitura planejam nova exposição
GERAL
Colégio Mauá assume gestão da Escola Criança & Cia
EDUCAÇÃO
Prefeitura anuncia restauração do prédio
GERAL - Marcando a decisão, muda de árvore também foi plantada por alunos da rede de ensino municipal

Ação distribui repelentes em seis escolas e três creches

A aplicação nos alunos será feita somente com a autorização dos pais ou responsáveis

SAÚDE - 07/06/2019

Primeira escola a receber os repelentes foi a Escola Estadual Ensino Fundamental Petituba, no bairro Santo InácioPrimeira escola a receber os repelentes foi a Escola Estadual Ensino Fundamental Petituba, no bairro Santo Inácio Crédito: Rolf Steinhaus

Rosibel Fagundes
rosibel@riovalejornal.com.br

A Prefeitura de Santa Cruz do Sul através da Secretaria Municipal de Saúde iniciou na última quarta-feira, 5, a entrega de 1.030 tubos de repelentes para seis escolas e três creches do município localizadas em áreas de risco de transmissão da dengue. A primeira distribuição aconteceu ainda durante a manhã, na Escola Estadual Ensino Fundamental Petituba, que fica no bairro Santo Inácio. 

De acordo com a diretora da escola, Luciana Gil Elias a distribuição dos repelentes trouxe um pouco mais de tranquilidade para a comunidade escolar. “É muito válida esta ação, ainda mais pelo fato de termos uma área verde aqui na escola. É uma proteção para nossos alunos, pois estamos muito preocupados. Sabemos que o bairro possui o foco do mosquito, e embora não tenha sido encontrado nada aqui na escola, temos um aluno que foi diagnosticado com a doença da dengue. Temos informações que alguns moradores também apresentaram sintomas da dengue. Então, o repelente vai nos ajudar, por que muitas famílias não têm condições de adquiri-lo. No entanto, outros pais já estão aplicando por conta própria nos filhos antes de mandar para a escola”. Ainda de acordo com ela, atividades de prevenção e orientações para o combate ao mosquito transmissor da doença já estavam sendo realizadas com as crianças há cerca de duas semanas. 

A aplicação do repelente será feira na medida em que as autorizações forem chegando. O documento deverá ser assinado pelos pais ou responsáveis. Durante a ação foram entregues dois tipos de repelentes um destinado a crianças acima de 6 meses e o outro para crianças acima de 12 anos e adultos. Menores de seis meses não poderão utilizar o produto. A aplicação será feita pelos professores nos turnos manhã e tarde. O tempo de duração é 4 a 6 horas. Além da Escola Petituba, o Colégio Estadual Professor Luís Dourado, no Bairro Arroio Grande, e a Escola Estadual de Ensino Fundamental José Wilke, no Bairro Avenida, também foram contemplados. Na rede municipal as escolas Santuário, Leonel de Moura Brizola e Luiz Schroeder, e as creches Pequeninos do Faxinal, Pingo de Gente e Mundo Mágico também receberão frascos do produto. 

No total, a ação envolverá 3.042 alunos e 425 servidores que fazem parte destas instituições. De acordo com a diretora de Ações Especializadas da Secretaria Municipal da Saúde, Raquel Rozeno a  ação consiste em proteger as crianças através da aplicação dos repelentes e também de prevenir  e evitar a proliferação do mosquito. “É importante dizer que, os repelentes são entregues para serem aplicados no momento em que a criança estiver na escola. A duração é 4 a 6 horas, depois deste tempo ela ficará exposta. Então, nossa recomendação é para que os pais façam a limpeza de seus quintais, limpem as calhas e não deixem a água acumulada no pátio para evitar a proliferação dos mosquitos”, afirmou Raquel Rozeno. 

O secretário de Saúde, Régis de Oliveira Junior ressaltou que em locais onde foram encontrados focos do mosquito o trabalho está sendo mais minucioso e focado. “Não estão descartadas novas operações nos bairros, se houver um número significativo em um determinado bairro iremos retomar a operação. Mas, neste momento as operações estão suspensas”. Ele lembra ainda, que cada morador deverá fazer a sua parte. “Não adianta o poder público fazer todas estas ações se a população não ajudar, é a atitude individual de cada um que faz a diferença”.

Casos de dengue 
O município possui 55 notificações de casos da doença, destes 13 foram confirmados. Outros 12 foram descartados e 30 ainda estão em análise. As pessoas contaminadas são moradoras dos bairros Universitário, Arroio Grande, Santo Inácio, Centro e Higienópolis.