Edição do dia 20/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Feriado em Santa Cruz do Sul
GERAL - Saiba como funcionarão os principais serviços nesta sexta-feira, 20
Livro Dois meninos será lançado em Santa Cruz
VARIEDADES
JTI promove a língua inglesa entre colaboradores
GERAL
Equipes da Afubra realizam avaliações nas lavouras atingidas
GERAL
100 anos Sicredi VRP: Solenidade marca os 100 anos
ESPECIAIS
100 anos Sicredi VRP: Programação intensa durante todo o ano
ESPECIAIS
Dia do Contador: A saúde financeira do seu negócio depende dele
ESPECIAIS - Conheça um pouco mais sobre a profissão do contador e sua data comemorativa
Mensagem pelo Dia do Contador
ESPECIAIS - Rugard Kanitz - presidente do Sincotec VARP
Dia do Contador: Conheça os vencedores da 6ª edição do Concurso de Redação Tributação e Cidadania
ESPECIAIS
Preservação da cultura alemã no traje oficial
VARIEDADES
As donas das flores
GERAL - O trabalho delas é cultivar a natureza que enfeita a cidade
Shopping Santa Cruz recebe convidadas para bate-papo
GERAL - Quatro mulheres estarão à frente do evento de troca de experiências
Irmãos de Axé visitam Terreiro de Candomblé na Bahia
GERAL
Galo tem jogos importantes no final de semana
ESPORTES
Copa CFC Celso abre decisão em Linha Santa Cruz
ESPORTES
Assaf encara a Assoeva no Ginásio da Unisc neste sábado
ESPORTES
SCS Skate Contest: um incentivo ao esporte
ESPORTES
Gelson Conte substitui China Balbino no Avenida
ESPORTES

Brasil é campeão mundial de Futsal Down

Seleção derrotou a Argentina na grande final

ESPORTES - 07/06/2019

Emocionante. Em uma noite fria de terça-feira, 4 de junho, uma final que esquentou o ginásio do Complexo Esportivo Cava do Bosque, em Ribeirão Preto (SP), e fez muitas pessoas chorarem, torcerem, se emocionarem e segurarem o grito “É campeão!” até o último segundo do jogo. Brasil e Argentina protagonizaram o que se esperava das duas melhores seleções do II Campeonato Mundial de Futsal Down 2019, uma final espetacular que ficará para a história.

Com 3,5 mil pessoas na Cava do Bosque apoiando os atletas, a Seleção Brasileira dominou o primeiro tempo. Com a pontaria certeira do artilheiro Renato Gregório (que fez quatro gols), o Brasil dominou a Argentina em quadra.

Quando a seleção argentina partia para cima do Brasil e conseguia finalizar, a estrela do goleiro Rafael brilhava. Com defesas espetaculares, o arqueiro fechou o gol e deu ao Brasil a vantagem de terminar o primeiro tempo vencendo por 5 a 2. O quinto gol do Brasil foi marcado por Caio Batista.

Crédito: F L Piton/Prefeitura de Ribeirão Preto

Mesmo com toda a emoção vivida no primeiro tempo, as torcidas brasileira e argentina não esperavam que o segundo tempo seria ainda mais eletrizante, tendo sido considerado o mais emocionante de todos os jogos.

O Brasil estava com os atletas visivelmente mais cansados em quadra e ainda assim conseguiu aumentar a vantagem no placar, com o gol do Júlio Silva. Mas o que ninguém esperava aconteceu. Em uma espetacular reação, a Argentina, de gol em gol, foi encostando no placar. Mesmo com as defesas impressionantes do goleiro Rafael, a seleção argentina descontou para 6 a 4.

A reação da Argentina parecia ser irreversível e o Brasil, que já estava com uma mão na taça, não mais tinha a certeza de que seria campeão diante da marcação de um tiro livre direto para a Argentina. Frente a frente com o craque argentino Gaston Torche, o goleiro brasileiro mostrou frieza e defendeu o chute, levantando a torcida no ginásio.

O jogo seguiu bastante disputado, com chances para as duas equipes marcarem, mas a Argentina, com outro tiro livre direto, teve nova chance de encostar no placar. Novamente o craque Gaston pegou a bola, colocou na marca e bateu. A torcida brasileira só gritava um nome, Rafael. Em outra sensacional defesa, evitou que a seleção argentina encostasse no marcador.

Mas como tem que ser sofrido, aos 19 minutos, faltando apenas 60 segundos para o término da partida, Ignacio de Luca marcou de cabeça para a Argentina, que deixou a Cava do Bosque em silêncio e apreensiva. Foram momentos de agonia até que, em uma jogada perfeita, o craque do mundial Renato Gregório, artilheiro com 21 gols, chutou. Acompanhando em silêncio a bola, em um só coro, todos no ginásio levantaram e gritaram gol, o quinto de Renato na final. A partir daí, só se ouvia o grito da torcida brasileira: “É campeão!”.

Aos 20 minutos cravados, o árbitro encerrou o jogo. Com uma vitória de 7 a 5, o Brasil conquistou de forma invicta o II Campeonato Mundial de Futsal Down 2019. Festa verde e amarela na Cava do Bosque. O choro dos jogadores e da comissão técnica era de alegria pela vitória sobre a Argentina na final de um mundial, que não poderia ser diferente, sofrida, difícil, com emoção do começo ao fim, mas os atletas conseguiram o tão sonhado título.

(Fonte: site da Prefeitura de Ribeirão Preto)