Edição do dia 17/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Seminário Empretec acontece em Santa Cruz do Sul
GERAL - O evento, que está com inscrições abertas, é promovido pelo Sebrae RS e acontecerá de 30/09 a 05/10
Sem meio-campo, Inter agora soma 9 vices nacionais
ESPORTES - Time gaúcho perdeu a Copa do Brasil dentro de casa para o Athletico/PR, campeão inédito do torneio
9ª edição do Open Extreme Brasil enaltece a história das danças urbanas
VARIEDADES - Grandes nomes das danças urbanas do Brasil ministram aulas neste fim de semana
Saúde reforça para o cuidado contra sífilis
SAÚDE
Gravidez na adolescência: número de casos diminui, mas ainda preocupa
GERAL
Semana Municipal de Educação no Trânsito é aprovada pela Câmara
GERAL - Iniciativa é do vereador Alberto Heck (PT) que destaca a destinação de recursos para a realização de uma semana de conscientização por um trânsito mais seguro
Projeto de alunas do Senac Santa Cruz do Sul ajuda na diminuição do uso de sacolas plásticas
GERAL
Conselho lança o Polo dos Vales
GERAL
ENTRE QUATRO: Encenação acontece hoje e amanhã
VARIEDADES
RECEITA FEDERAL: Nova sede atenderá a partir de 8 de outubro
GERAL - Além da Delegacia da Receita Federal, a Procuradoria Geral da Fazenda também deve ocupar o espaço
Fentifumo inicia pauta de negociação
GERAL - Primeira reunião com a Federação e os Sindicatos ocorre na próxima quinta-feira
Otelio Drebes realiza palestra a professores
EDUCAÇÃO
Semana do Ministério Público começa hoje
GERAL - Promotores do caso Bernardo Boldrini estarão presentes
Reunião sobre Plantas Biotivas inicia hoje
GERAL
Prefeitura lança Alvará Digital
GERAL - A partir de agora, o documento pode ser feito em poucas horas, sem precisar sair de casa
Educar-se e Centro de Línguas promovem imersão bilíngue
EDUCAÇÃO
Sincotec-Varp realiza capacitação nesta quarta
GERAL
Projeto vai apresentar Santa Cruz e a 35ª Oktoberfest
VARIEDADES - Nos dois sábados da Festa da Alegria, ônibus sairão de Porto Alegre, Caxias do Sul e Santa Maria

Schuch propõe criação de comissão na Câmara sobre o contrabando de cigarro no Brasil

GERAL - 11/06/2019

O deputado Heitor Schuch (PSB/RS) apresentou na última semana requerimento na Câmara para criação de Comissão Externa destinada a levantar informações sobre o contrabando de cigarros do Paraguai para o Brasil e acompanhar as investigações relativas à fabricação clandestina do produto, com marca do país vizinho, em território brasileiro. A solicitação precisa de aprovação da presidência da Casa para ser instalada.
Conforme o parlamentar, a região sul do Brasil, em especial o RS, vem enfrentando um acelerado processo de desindustrialização no setor de tabaco voltado à produção de cigarros para o mercado interno e externo. Verifica-se, segundo ele, que está ocorrendo a substituição da produção nacional legalizada, com geração de empregos e de tributos pagos aos cofres da União, Estados e municípios, pelo contrabando de cigarros do Paraguai, "que além não de pagar nenhum tipo de tributo, utiliza matéria-prima sem qualquer controle de qualidade, o que aumenta ainda mais o risco para a saúde das pessoas."
As estimativas apontam que o contrabando de cigarros abasteça mais de 50% do consumo interno de cigarros no país, gerando prejuízos bilionários para o Brasil: arrecada aproximadamente R$ 11,4 bilhões em tributos por ano e perde outros 11,5 bilhões. Um dos fatores que estimula o contrabando é a alta carga tributário do produto nacional, que em média chega a 71%, enquanto o produto produzido país vizinho tem uma tributação média de 18%. “Soma-se a isso a dificuldade de fiscalização da entrada destes produtos nas fronteiras brasileiras”, afirma.
Agora, o crime de contrabando está tomando outras proporções ainda mais graves, conforme reportagem do programa “Fantástico”, da Rede Globo, exibido no dia 1º de junho de 2019. Para reduzir custos e diminuir os perigos de perder cargas na fronteira e nas estradas com apreensões da polícia, grupos criminosos estão investindo na instalação de fábricas em fazendas e sítios para produzir carteiras de cigarros como as paraguaias, mas ao lado dos centros consumidores dentro do Brasil.
Segundo a reportagem, desde 2012 foram descobertas pelas polícias Civil e Federal pelo menos 15 fábricas deste tipo no Brasil. No RS, a última encontrada foi em Montenegro, na Região Metropolitana de Porto Alegre, em dezembro de 2018. Na fábrica foram apreendidas máquinas que faziam os cigarros, desde a separação do fumo/tabaco até a embalagem em pacotes prontos para a venda. Segundo cálculo da Receita Federal, a fábrica produzia cerca de 60 carteiras por minuto, número equivalente a 2,6 milhões de maços de cigarros por mês. As embalagens e selos são exatamente iguais aos dos cigarros produzidos no Paraguai. “Portanto, se faz necessário que esta Casa crie uma Comissão Externa para proceder levantamento de informações sobre o contrabando de cigarros e fazer o acompanhamento das investigações relativas à fabricação clandestina de cigarros, que representam, entre outros crimes, sonegação de impostos e ameaça à saúde dos brasileiros", justifica Schuch.