Edição do dia 17/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Costuras e Reformas Suzana Ramos: ateliê comemora quatro anos
GERAL
Resultado financeiro da 35ª Oktoberfest supera R$ 1,6 milhão
GERAL
Contatos feitos via redes sociais são falsos
GERAL - Instituto Consulpam alerta sobre suposta contratação de equipe para trabalhar no concurso da Prefeitura
Atividades na rede municipal são oferecidas no período das férias
GERAL
Distribuição de fraldas em novo endereço
GERAL
Salário mínimo sobe para R$ 1.045
ECONOMIA - Reajuste decorre da inflação mais alta em 2019
Doces que empoderam mulheres e combatem o trabalho infantil
VARIEDADES
Banco de Móveis já contabiliza mais de duas mil doações
GERAL
Pedido de aposentadoria
GERAL - Passados seis meses de espera, segurado pode exigir agilidade na Justiça
Portas Abertas já realizou 11.064 atendimentos
SAÚDE
Saiba como retirar medicamentos na farmácia de Monte Alverne
SAÚDE
Iniciam as obras do posto de saúde sustentável
SAÚDE - Primeira unidade do Brasil começou a tomar forma na última terça-feira
Tarifa adicional de cheque especial não será cobrada
ECONOMIA
Saúde estuda redistribuição de incentivos estaduais para hospitais
SAÚDE
IPE Saúde amplia pagamentos assistenciais para 2020
SAÚDE
Vacina pentavalente já está disponível em Santa Cruz
SAÚDE
Porto Verão Alegre 2020 passa em Santa Cruz do Sul
VARIEDADES
The Wailers volta ao Rio Grande do Sul
VARIEDADES - Após quatro anos desde o último espetáculo, banda jamaicana retorna tocando os maiores sucessos

Santa Cruz do Sul está em estado de alerta

Com 62 notificações da doença, município realiza ações intensas de combate ao mosquito, mas, a colaboração da população é fundamental

SAÚDE - 14/06/2019

Para combater a dengue a colaboração da comunidade é fundamentalPara combater a dengue a colaboração da comunidade é fundamental Crédito: Divulgação/Cevs

Sara Rohde 
[email protected]

Santa Cruz do Sul está em alerta com o surto da dengue, uma situação preocupante, pois já são 62 notificações da doença, entre elas, 14 casos confirmados. Devido o aumento significativo das notificações, a Secretaria de Saúde está tomando medidas severas para impedir a proliferação do mosquito Aedes aegypti. O poder público aumentou as ações de precauções, mas, a comunidade precisa fazer sua parte. A dengue é uma doença séria que leva à morte. A principal prevenção é manter o domicílio limpo e eliminar possíveis criadouros, locais que acumulam água parada. É também ideal que o cidadão use repelente e inseticida, mosquiteiro e roupas que cubram a pele. A Prefeitura de Santa Cruz fará mais uma etapa da Operação Força-Tarefa neste sábado, 15, no bairro Avenida e novamente no Universitário. A concentração está confirmada para as 8 horas, na EMEF Luiz Schroeder e terá o envolvimento de mais de 300 pessoas, mais o apoio do 7º BIB. O município estará aplicando o larvicida e eliminando possíveis criadouros. A expectativa é conscientizar o maior número de pessoas. Com o último caso notificado no Bairro Castelo Branco, a EMEI Vila Nova entrou no raio de risco, por isso, foram distribuídas autorizações e disponibilizados repelentes às crianças do educandário. Também foi incluída na tarde da quarta-feira a Escola Harmonia do Santa Vitória, onde uma reunião foi realizada com o objetivo de orientar os pais e famílias sobre a situação e os procedimentos a serem tomados. Todas as escolas municipais e estaduais que estão na área de risco estão recebendo treinamento e orientações, e ações de conscientização com pais, alunos e professores estão sendo desenvolvidas. A EMEF Frederico Assmann, do Belvedere, esteve envolvida no mutirão de limpeza do bairro. Empresas com mais de 100 funcionários podem solicitar ao município o treinamento contra a dengue. Organizações devem entrar em contato com a Sesa pelo telefone (51) 2109-9500 e falar com Marlise. A Dupont recebeu equipes de saúde na última quinta-feira. Conforme o secretário de Saúde, Régis de Oliveira Júnior, também foram realizadas reuniões em hospitais do município com o objetivo de alinhar o fluxo e tornar as notificações em tempo real. E sempre que um paciente estiver com sintomas, deve procurar urgentemente as casas de saúde, pois a Prefeitura fará imediatamente o bloqueio da área onde o paciente contraiu os sintomas, para que seja realizada uma série de ações por parte da secretaria. “Qualquer sintoma relacionado à doença, o paciente deve imediatamente procurar uma Unidade Básica de Saúde, o Pronto Atendimento, Upa, Hospitalzinho e PA, para que relate os sintomas a um profissional médico e partir dali inicie o tratamento”, explicou Régis.

Sintomas:

Os sintomas da dengue, leptospirose e gripe são muito parecidos por isso a orientação da Secretaria de Saúde é de não se automedicar, o que pode ocasionar em agravamento no quadro clínico do paciente. A dengue é viral e é transmitida através do mosquito Aedes aegypti. A infecção pode ser assintomática, leve ou grave com risco de morte. Entre as manifestações primárias da doença estão a febre alta de 39° a 40°, que dura em torno de dois a sete dias, dor de cabeça intensa, dor no corpo, nas articulações, dor atrás dos olhos, fraqueza, vermelhidão no corpo, coceira na pele. Também nota-se perda de peso, náuseas e vômitos. Há diferença na fase inicial da dengue à fase grave. No início é difícil diferenciá-la, mas, na fase grave, dores abdominais são intensas e contínuas, vômitos são frequentes e ainda há possibilidade de sangramento nasal.

Saiba os principais cuidados para prevenir a doença:

* As garrafas devem ser embaladas e descartadas corretamente na lixeira, em local coberto ou de boca para baixo. 
* Não deixe água acumular nas lajes. Mantenha-as sempre secas. 
* Tampe os ralos com telas ou mantenha-os vedados, principalmente os que estão fora de uso. 
* Deixe a tampa sempre fechada ou vede com plástico. 
* Mantenha a piscina sempre limpa. Use cloro para tratar a água e o filtro periodicamente. 
* Atrás da geladeira existe um coletor de água. Lave-o uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado. 
* Limpe e nivele as calhas. Mantenha-as sempre sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água. 
* Vede com cimento ou quebre todos os cacos de vidro sobre o muro que possam acumular água. 
* Guarde os baldes e vasos de plantas em local coberto, com a boca para baixo. 
* Evite ter bromélias e outras plantas que acumulam água, ou retire semanalmente a água das folhas. 
* Lave o suporte de água mineral sempre quando fizer a troca. Mantenha vedado quando não estiver em uso. 
* Conserte e nivele toda imperfeição em pisos e locais com reboco que possam acumular água. 
* Mantenha as caixas d’água fechadas e vedadas. Tampe com tela aquelas que não têm tampa própria. O mesmo deve ocorrer com tonéis e depósitos de água.
* Em objetos que acumulem água é recomendado colocar em saco plástico, fechar bem e jogar corretamente no lixo. 
* Os potes com água para animais devem ser muito bem lavados com água corrente e sabão no mínimo duas vezes por semana. 
* Mantenha os vasos e pratinhos de plantas limpos e com areia até a borda. 
* Entulhos e lixos devem ser descartados corretamente. Guarde os pneus em local coberto ou faça furos para não acumular água. 
* Mantenha a lixeira tampada e protegida da chuva. Feche bem o saco plástico.

 

Casos em Santa Cruz do Sul 2019:

Notificados Aguardando resultado Descartados Confirmados Autóctones Confirmados Importados Óbitos Confirmados Total
62 36 12 13 01 0 14