Edição do dia 15/10/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Calendário de Eventos 2020
GERAL
35ª Oktoberfest: Shows tradicionalistas são atração desta quarta-feira
GERAL - Festa da Alegria terá apresentações do Grupo Fandangaço, às 20h, e Os Serranos, às 22h30, no Lonão
Festa da Alegria recebe 20 mil pessoas no Dia da Maturidade Ativa
GERAL - Mais de 40 grupos e excursões de todo o Estado estiveram na 35ª Oktoberfest nesta terça-feira, 15 de outubro
Dia do Professor: educação para a erradicação do trabalho infantil
GERAL - Conheça a história de dois profissionais que estão na linha de frente do programa ARISE, iniciativa que muda a realidade de crianças e adolescentes
Praça da Cultura levará o nome de José Paulo Rauber Filho
GERAL - Inauguração do local ocorreu no sábado, 12 e contou com a presença da família do homenageado
Terça-feira será de ponto facultativo nas escolas
GERAL - Além das escolas municipais e estaduais, algumas particulares também não terão aula neste dia
Dia do Eletricista é nesta quinta-feira
GERAL - Data marca a importância do profissional habilitado
Inscrições abertas para a Escola de Educação Infantil
GERAL - Há vagas gratuitas e pagas para crianças de 4 e 5 anos
Rodrigo Solda é o novo presidente
GERAL - Além dele, outros prefeitos foram empossados para a diretoria e conselho fiscal do biênio 2020/2021
Evento discute problemas do contrabando e a pirataria
GERAL - Palestra apresentou dados sobre as ameaças do mercado ilegal para a economia
Sicredi Vale do Rio Pardo enaltece o cooperativismo durante o desfile da 35ª Oktoberfest
GERAL
Quase 17 milhões já foram emprestados pelo município
GERAL
Primeiros dias de Oktoberfest superam 54,6 mil pessoas pagantes
GERAL - Semana segue repleta de atrações
Fala, professor!
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
Histórico da data
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
O profissional que dedica a sua vida a ensinar
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
O big bang é o Operacional Divino
OPINIÃO
Permitir não é obrigar
OPINIÃO

Atualização de lei deixará processos de licitação mais rápidos

GERAL - 09/07/2019

A forma atual da lei 8.666/93, que disciplina as compras dos órgãos públicos está com os dias contados. O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei 1.292/1995, que está nos seus últimos tramites para entrar em vigor e criar uma nova regulamentação para as leis das licitações. A mudança amplia o valor de limite para dispensa de licitação e cria uma nova modalidade de compras.
Conforme o advogado Antônio Kraide Kretzmann, da equipe BVK Advogado Associados, a grande alteração no projeto é a extinção da modalidade tomada de preços. “Ela será substituída pelo ‘Diálogo Competitivo’, modalidade esta que será, de fato, uma roda de negociações com empresas interessadas no objeto licitado”, explica Kretzmann, que é especialista em Licitações. Segundo ele, após um “debate” entre o comprador, que é o órgão público, e o vendedor é feita a oferta preços, para que se verifique qual melhor proposta e se aponde, então, a empresa que deverá ser contratada.
“Outra alteração que chama a atenção é a dispensa de licitação, que poderá ser utilizada para contratação de obras e serviços de engenharia e também para reforma e conserto de veículos de valores até R$ 100 mil”, aponta o advogado. Kretzmann destaca que atualmente existem as modalidades de pregão - podendo este ser eletrônico ou presencial -, tomada de preços, concorrência, carta-convite, leilão e concurso. “Destas, a tomada de preços será extinta pela nova legislação, entrando em seu lugar a modalidade chamada de Diálogo Competitivo.”
O especialista revela que a dispensa de licitação atual os valores dispensáveis para contratação de obras e serviços de engenheira, que atualmente têm como teto em R$ 33 mil, serão ampliados. “O texto da nova norma prevê que o valor chegue a R$ 100 mil. Esta medida será um aumento significativo, que na pratica trará muita agilidade aos órgãos públicos para a realização de pequenas reformas, em que por diversas vezes são obstáculos à concretização pela burocracia de um processo de licitação”, avalia.
Kraide justifica que o aumento no valor beneficia o órgão que necessite, por exemplo, consertar uma ambulância, reduzindo o tempo de contratação de uma licitação e a finalização do serviço – no valor de até R$ 100 mil -, liberando o uso do veículo mais rápido. “Estas alterações precisam ser votadas no Senado Federal e ainda dependem da aprovação do presidente Jair Bolsonaro. A expectativa é que sejam necessários 18 meses para integração de sistemas tecnológicos necessários a implementação da nova legislação”, pontua o advogado.