Edição do dia 13/12/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Santa Cruz perde Arno Frantz
GERAL - Ex-prefeito da cidade faleceu na manhã de ontem, de uma parada respiratória
Pagamento do IPVA com desconto começa dia 17 de dezembro
ECONOMIA
Aulas deverão ser concluídas somente em 2020
EDUCAÇÃO
Senac-RS lança edital para distribuição de vagas gratuitas
GERAL
Lei Geral de Proteção de Dados é tema de evento
GERAL
Novo Cabrais: Quadra de esportes da Linha São João é inaugurada
ESPORTES - Local foi construído pela prefeitura municipal, através de uma emenda parlamentar de Luiz Carlos Heinze
Novo Cabrais: Programação de Natal ocorre nesta sexta-feira
VARIEDADES - Evento contará com diversas atrações no Centro Desportivo Municipal
Novo Cabrais: Projeto sobre meio ambiente é desenvolvido na Teófilo
GERAL
Receita Estadual entrega dados de sonegação ao Ministério Público do RS
ECONOMIA
Saque imediato do FGTS
GERAL - Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite
TSE aprova normas para eleição municipal de 2020
GERAL
NAAC realiza o 1º Seminário de Tradutores e intérpretes de Libras
GERAL
Christkindfest: Desfile Natalino é destaque no fim de semana
VARIEDADES
Senac inscreve para curso de Design
GERAL
Christkindfest 2019: Espetáculo Alma Única no dia 18 de dezembro
VARIEDADES
RGE investiu R$ 45,7 milhões no Vale do Rio Pardo
ECONOMIA
Escolas da região doam materiais
EDUCAÇÃO
Empregador assina a carteira digital pelo eSocial
GERAL

Música sertaneja: a identificação do interior

EDITORIAL - 24/07/2019

Em editoriais passados, avaliávamos a relevância de gêneros musicais como o rock e a bossa nova. Mantendo esta linha de raciocínio, onde se coloca a música sertaneja, tão popular há décadas no Brasil? Em termos de qualidade musical, o sertanejo vive oscilações bem marcantes. A qualidade das músicas é realmente discutível, e algumas delas, embora não sejam muito brilhantes, acabam cumprindo um papel de entretenimento.

Existem músicas sertanejas que realmente são maravilhosas, como é o caso de "É o amor" (Zezé Di Camargo & Luciano), que marcou os anos 90. Outra música muito especial, "Meu primeiro amor", já teve diversas versões - por exemplo, com as duplas João Mineiro e Marciano, Milionário e José Rico, e mais recentemente, com Bruno e Marrone. Hoje, há uma profusão de músicas sertanejas, muitas delas simplesmente existem para divertir, sem proporcionar uma beleza artística muito significativa.

Uma das características mais importantes da música sertaneja, é a valorização do interior brasileiro. Claro que Chico Buarque, Tom Jobim e outros músicos são grandes gênios e merecem todo o reconhecimento por seu brilhantismo artístico, mas a música sertaneja ajudou a descentralizar a visão que temos do Brasil. Antes, o país parecia centralizado no Rio de Janeiro, especialmente na Zona Sul carioca, e o sertanejo colocou em foco o interior brasileiro, uma megarregião com a qual a maioria da população pode se identificar, pois vive e sobrevive aqui mesmo, no interior.

Esse mérito do gênero musical sertanejo, é algo que precisa ser valorizado, pois ajuda a visualizar os lugares onde a maioria da população brasileira reside. E, mais do que isso, ajuda a que essas pessoas se sintam vistas e possam se identificar com uma perspectiva musical. Isto, certamente, é um dos segredos que levaram a música sertaneja ao sucesso.