Edição do dia 08/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Em quatro dias, 900 fichas foram distribuídas
EDUCAÇÃO - Prazo para a retirada de fichas para crianças de 0 a 3 anos, e inscrições da pré-escola na rede pública termina hoje
Prefeitura anuncia plano de carreira para médicos
SAÚDE
Prefeitura lança edital para pavimentar Dona Leopoldina
POLÍTICA
Após decisão do STF, juiz manda soltar ex-presidente Lula
GERAL
PRE Santa Cruz realiza prisão por cumprimento de mandado
POLÍCIA
STF derruba validade da prisão após a segunda instância
GERAL - Por 6 votos a 5, a Corte reverteu seu próprio entendimento
Eisstocksport Federação realiza 1º Torneio Individual
ESPORTES
Copa Master Kaiser Afasc 2019: Veteranos jogam no sábado e domingo no campo do Rauber
ESPORTES
Bom Jesus e São José abrem as semifinais do Regional
ESPORTES
Copa Lisaruth 20 anos/Taça Elemar Schuh abre neste sábado
ESPORTES
Copa RS de Futsal: Assaf decide vaga para a segunda fase
ESPORTES
Estadual sub 19: Galo vai encarar o Soledade em duas partidas
ESPORTES
Murileiros voltam a se encontrar pelo 21º ano
GERAL - Ex-estudantes da escola vêm para Santa Cruz de diversos lugares do país e do mundo
Inscrições abertas para curso de Técnicas de Manicure, Pedicure e Bem-Estar
GERAL
Projeto Caminhadas na Natureza conquista etapa regional
GERAL
Santo Inácio promove tradicional galinhada
GERAL
Bate-papo sobre Infâncias acontece dia 23
GERAL
Café Empresarial desvenda os segredos da persuasão
EMPRESARIAL

BM reduz o índice de delitos em até 46%

Meta dos últimos três anos reduz homicídios dolosos em quase a metade

POLÍCIA - 24/07/2019

Moresco: "Trabalhamos sempre pela lógica de reduzir"Moresco: "Trabalhamos sempre pela lógica de reduzir" Crédito: Rolf Steinhaus

Rosibel Fagundes
[email protected]

Os indicadores de criminalidade do 23º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Santa Cruz do Sul apresentados na última sexta-feira 19, apontam a redução em até 46% nos índices de delitos ocorridos no município em comparação com o mesmo período do ano passado e de 2017. Segundo o comandante tenente-coronel, Giovani Paim Moresco, a meta dos últimos três anos em homicídios dolosos reduziu em 46%. “A meta para 2017 era chegar a 46 casos, 31 em 2018 e no máximo 25 em 2019. Ou seja, reduzimos quase a metade. Foram treze homicídios dolosos registrados no município de janeiro a julho. Significa que estamos reduzindo ano a ano este índice com a meta estipulada de casos realmente acontecidos. Se o órgão público responsável pela polícia preventiva tem condições de analisar os últimos dez anos e estabelecer uma meta a ser atingida e consegue alcançá-la, eu preciso divulgar isso para a comunidade, porque eu saio de 46 para 25 homicídios”.
Para se chegar a estes indicadores, a Brigada Militar elaborou um planejamento técnico para que fosse estabelecido um percentual de redução. Com as metas estipuladas, o órgão de segurança consegue planejar as operações e executá-las com mais efetividade garantiu o comandante. “Não adianta, colocarmos dez policiais a mais nas ruas, temos que trabalhar estratégias, pois a maior parte dos homicídios acontecidos na nossa região são por dois motivos: tráfico de drogas e crime passional. E a segurança preventiva e segurança primária são essenciais. A Brigada Militar realiza trabalhos nas escolas como o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) que orienta crianças e adolescentes, temos a Patrulha Maria da Penha entre outros programas. Então, temos que trabalhar outras circunstâncias”. 
O estudo de sazonalidade, também observou e apontou os indicadores que baixaram e os que tiveram aumento nos últimos dez anos. E outros que permaneceram iguais ao ano anterior. No caso do roubo a estabelecimento comercial que em 2017, a meta era registrar até 101 casos, em 2018 subiu um pouco passando para 126 e em 2019 houve a redução para 69. “Nestes três últimos anos tivemos uma redução de 32% em termos de meta. Quase nenhuma outra instituição consegue estipular metas em termos de redução e isso tudo, foi com muito trabalho”. Para o comandante, não é somente a presença policial que vai evitar um roubo a estabelecimento comercial, mas estratégias de segurança que podem ser empregadas como aliadas do comerciante. “A polícia não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Temos que ofertar segurança pública para outras pessoas também. Então, não é simplesmente a presença de um policial, ou de uma viatura que vai coibir a ação de um criminoso. O dono do estabelecimento deve evitar de se colocar em um processo de vitimização. Ou seja, criar situações tais como, todos os dias no mesmo horário recolher o dinheiro e colocar em um malote e depois encaminhar para depósito bancário. Desta forma ele não está contribuindo com a segurança, ele está chamando a atenção de criminosos e criando oportunidades para que crimes aconteçam. Temos que mudar nossa postura individual e diária para contribuir com os órgãos de segurança pública como a instalação de câmeras de segurança e cofre nos estabelecimentos ou ainda contratar uma empresa que faça o recolhimento de dinheiro. Todas estas ações ajudam a diminuir o indicador”, afirmou o oficial.
Outro exemplo de redução é o furto de veículos que em 2017 a meta estipulada para o ano era de 521, passou para 460 em 2018 e 367 em 2019, a redução nos últimos três anos foi de 30%.   Desde o início do ano o número de veículos furtados chegou a 252. No caso de furto abigeato a redução chegou a 60%. Dos 27 casos em 2017, reduziu para 23 em 2018 e 11 em 2019. Para Moresco, a meta para Santa Cruz para este tipo de crime é ainda muito reduzida, assim como para outros municípios da região. “Este ano, por exemplo, nós não vamos conseguir atingir a meta de furto abigeato, por que 11 delitos deste tipo para um município que possui a extensão de Santa Cruz é muito pouco. Temos municípios no 23º BPM que a meta é de apenas um caso, e se o crime acontecer não alcançamos a meta”.

Policiamento reforçado no interior
Conforme Moresco, o 23º BPM está reforçando ações com as Patrulhas Comunitárias do Interior e de Ronda Ostensiva com o Apoio de Motocicletas (Rocam) em diversas localidades como Linha Pinheiral, Linha João Alves, Linha Santa Cruz, Monte Alverne, Alto paredão e Rio Pardinho. “As patrulhas estão circulando em diversos horários e locais, as vezes até durante a madrugada. Na semana passada tivemos alguns soldados trabalhando durante a noite em Linha Santa Cruz, porque analisamos a sazonalidade de alguns pequenos fatos ocorridos naquela região e enviamos um efetivo para lá, para cobrir aquela área. A gente sempre procura evitar que outros delitos, por exemplo, roubos a bancos e a outros estabelecimentos aconteçam”, finalizou o comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Giovani Paim Moresco.

Indicadores analisados apontam a redução nos últimos três anos:
Homicídio doloso: - 46%
Roubo a estabelecimentos comerciais: -32%
Roubo a pedestre: - 33%
Roubo de veículos: - 46%
Furto abigeato: -60%
Furto de Veículo: -30%