Edição do dia 15/10/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Calendário de Eventos 2020
GERAL
35ª Oktoberfest: Shows tradicionalistas são atração desta quarta-feira
GERAL - Festa da Alegria terá apresentações do Grupo Fandangaço, às 20h, e Os Serranos, às 22h30, no Lonão
Festa da Alegria recebe 20 mil pessoas no Dia da Maturidade Ativa
GERAL - Mais de 40 grupos e excursões de todo o Estado estiveram na 35ª Oktoberfest nesta terça-feira, 15 de outubro
Dia do Professor: educação para a erradicação do trabalho infantil
GERAL - Conheça a história de dois profissionais que estão na linha de frente do programa ARISE, iniciativa que muda a realidade de crianças e adolescentes
Praça da Cultura levará o nome de José Paulo Rauber Filho
GERAL - Inauguração do local ocorreu no sábado, 12 e contou com a presença da família do homenageado
Terça-feira será de ponto facultativo nas escolas
GERAL - Além das escolas municipais e estaduais, algumas particulares também não terão aula neste dia
Dia do Eletricista é nesta quinta-feira
GERAL - Data marca a importância do profissional habilitado
Inscrições abertas para a Escola de Educação Infantil
GERAL - Há vagas gratuitas e pagas para crianças de 4 e 5 anos
Rodrigo Solda é o novo presidente
GERAL - Além dele, outros prefeitos foram empossados para a diretoria e conselho fiscal do biênio 2020/2021
Evento discute problemas do contrabando e a pirataria
GERAL - Palestra apresentou dados sobre as ameaças do mercado ilegal para a economia
Sicredi Vale do Rio Pardo enaltece o cooperativismo durante o desfile da 35ª Oktoberfest
GERAL
Quase 17 milhões já foram emprestados pelo município
GERAL
Primeiros dias de Oktoberfest superam 54,6 mil pessoas pagantes
GERAL - Semana segue repleta de atrações
Fala, professor!
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
Histórico da data
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
O profissional que dedica a sua vida a ensinar
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
O big bang é o Operacional Divino
OPINIÃO
Permitir não é obrigar
OPINIÃO

Em caso de dor

OPINIÃO - 30/07/2019

Dor é algo que demanda ser sentido. 
Você pode ignorar e fingir aos outros que ela não está lá. Desviar e contar uma história feliz para você mesmo com fotos bonitas nas redes sociais. Você pode até engoli-la. 
Talvez demore semanas e décadas. Mas um dia, a dor aparece. 
Pode chegar como um câncer, já que você decidiu engolir ela. Uma dor digerida causa estragos imensuráveis dentro do corpo. Pode chegar como uma doença mental expondo verdades sobre você mesmo: depressão, ansiedade, insônia. Porém, geralmente, chega como lágrimas. 
Aparece de repente, ao ouvir uma canção no carro retornando para casa, ver uma obra de arte, meditar, abraçar um amigo ou simplesmente ao se olhar no espelho. E você chora, muitas vezes sem entender o porquê está chorando. São elas, as dores não sentidas como e quando deveriam. 
E o que fazer com a dor, então? Você pode pegar sua dor e devolver ao remente. Pode replicar e reproduzir. Pode descarrega-la nos outros. Se está doendo, alguém tem que pagar, não é? 
Ou você pode jogar numa tela de pintura ou um livro. Pegar a dor e correr com ela até não sentir mais as pernas. Usar ela para abrir um negócio. 
De qualquer forma, o que faz com a dor é uma decisão sua. 
Só espero que quando ela chegar, que seja corajoso para sentir. Deixe doer. Você não precisa ser forte o tempo todo. Nem sempre o mundo cuidará da sua dor. E por isso mesmo, é sua responsabilidade acolher ela. Ampare a dor e diga: tudo vai ficar bem. 
Não diga que vai passar. Isso seria mentira. Tem dores que simplesmente não passam. A dor da morte de um filho não passa. A dor da rejeição dos pais, de um amor interrompido, da injustiça e preconceito. Enfim, são inúmeras as dores perenes. Abrigue-as em seu coração mesmo assim.
No final, você aprende a viver com a dor. Não, ela não passa. Mas, ela pode mudar e se tornar outra coisa. Pode virar saudade.  Força. Fé. E até gratidão.
Em última e em mais alta instancia, você pode transmutar toda dor que sente em amor. Esse é o processo mais difícil. E ao mesmo tempo, onde reside sua cura e a evolução da humanidade. As dores não sentidas e não tratadas são as causas do caos que vivemos hoje. 
Então, na próxima vez que a dor bater na sua porta, deixe-a entrar e abrace-a. 
Apenas isso. 

Letícia Machado da Silva - Publicitária e Professora - San Roque/Espanha -  [email protected]