Edição do dia 17/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Conselho lança o Polo dos Vales
GERAL
ENTRE QUATRO: Encenação acontece hoje e amanhã
VARIEDADES
RECEITA FEDERAL: Nova sede atenderá a partir de 8 de outubro
GERAL - Além da Delegacia da Receita Federal, a Procuradoria Geral da Fazenda também deve ocupar o espaço
Fentifumo inicia pauta de negociação
GERAL - Primeira reunião com a Federação e os Sindicatos ocorre na próxima quinta-feira
Otelio Drebes realiza palestra a professores
EDUCAÇÃO
Semana do Ministério Público começa hoje
GERAL - Promotores do caso Bernardo Boldrini estarão presentes
Reunião sobre Plantas Biotivas inicia hoje
GERAL
Prefeitura lança Alvará Digital
GERAL - A partir de agora, o documento pode ser feito em poucas horas, sem precisar sair de casa
Educar-se e Centro de Línguas promovem imersão bilíngue
EDUCAÇÃO
Sincotec-Varp realiza capacitação nesta quarta
GERAL
Projeto vai apresentar Santa Cruz e a 35ª Oktoberfest
VARIEDADES - Nos dois sábados da Festa da Alegria, ônibus sairão de Porto Alegre, Caxias do Sul e Santa Maria
Presidente dos Festejos Farroupilhas destaca a importância da cultura gaúcha
VARIEDADES
Tchê Bistrô e Arte: enaltecendo a tradição gaúcha
VARIEDADES
A força buscada nos versos
VARIEDADES
Cavalos passarão por inspeção antes do desfile
VARIEDADES - Além da Guia de Transporte Animal (GTA), será exigida apresentação de comprovantes para verificar as condições de saúde do animal
CTG de Paredão entregará 500kg em doações
VARIEDADES
Segurança Pública será reforçada em 36 municípios
POLÍCIA - Municípios da região receberão um total de aproximadamente R$ 2 milhões
Assaf vai encarar a Assoeva nas quartas de final
ESPORTES

Rejane Henn é favorável ao projeto do vereador Hermany referente ao auxilio alimentação

POLÍTICA - 30/07/2019

 

A vereadora Rejane Henn (PT), primeira suplente do partido, assumiu na sessão da Câmara de Vereadores nesta segunda-feira, 29, a vaga do vereador Alberto Heck (PT). Ela destacou a atitude do titular da vaga no Legislativo. “O sistema de rodízio faz parte de uma diretriz do PT, mas também é uma decisão pessoal, democrática e de valorização de todos os que contribuíram com os votos necessários para que os vereadores fossem eleitos”, disse Rejane sobre a atitude de Heck.

A vereadora posicionou-se favoravelmente ao projeto de lei complementar nº02/L/2019 de Edmar Hermany (Progressistas) que dispõe sobre a regulamentação do auxílio-alimentação para evitar que o servidor público deixe de receber o auxílio-alimentação nos 15 dias iniciais, período este que antecede a concessão do auxílio-doença ou do auxílio-doença por acidente de trabalho. Segundo Rejane esse projeto é uma tentativa de corrigir um erro e uma grande injustiça cometida com os servidores públicos.

“Pode até ser que existam alguns poucos servidores que usavam ou abusavam de atestados médicos indevidamente. Mas a maioria do funcionalismo municipal é compromissada, responsável, atenta as suas tarefas e, com certeza, fazem a sua parte para que viver aqui seja bom demais. E quem está doente não pode ser punido por estar doente”, completou.

De acordo com a manifestação de funcionários das EMEIS, as contratações temporárias, principalmente para as EMEIS, feitas pela prefeitura são alvo de reclamações constantes pela falta de organização para a previsão de substituições em final de contrato e as previsões são insuficientes, apontou Rejane Henn.

A vereadora petista se pronunciou ainda sobre a conjuntura estadual e nacional. Como professora estadual protestou contra o governo de Eduardo Leite que está promovendo enturmações e fechando biblioteca em todo o Estado. Ela também denunciou a demissão de professores contratados que tiram mais de 15 dias de atestado médico. Sobre a esfera federal ela disse que o presidente Jair Bolsonaro não consegue governar para todos, que ele faz política só para os seus. “Além da desastrosa fala em relação ao falecido pai do presidente da OAB, fez também uma terrível declaração em relação aos índios, aliás os indígenas, assim como os nordestinos, a comunidade LGBT, dentre outros segmentos. Esses são tremendamente desrespeitados por esse governo”.