Edição do dia 19/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Nota da Prefeitura esclarece atendimentos na saúde feitos por sindicatos
SAÚDE - Ajustes que foram estabelecidos em comum acordo são apresentados
Projeto Carinhoso: atração cultural beneficiará a terceira idade
GERAL - Artistas locais levarão arte para casas geriátricas a partir do mês que vem
Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano
SAÚDE
Campanhas estimulam a Solidariedade
GERAL
Escritora santa-cruzense lança o livro Melodia Perversa
VARIEDADES
Lifasc: Soberania dos visitantes domina
ESPORTES
Municipal Feminino: Muitos gols marcam a rodada
ESPORTES
Santa Cruz luta, mas perde nos pênaltis para o Soledade
ESPORTES
Regional 2019:Trombudo sai na frente nas semifinais
ESPORTES - Nos Aspirantes deu o Formosa contra o Unidos
Amigos do Cinema exibe Tarkovski
VARIEDADES
Associação Pró-Cultura: Vernissage abre última mostra
VARIEDADES
NOVEMBRO ROXO: Exposição dá início às atividades
SAÚDE - Hospital Santa Cruz preparou também palestra e oficina sobre o mês da Prematuridade
Cisvale debate temas expressivos para a região
GERAL
Portal Lunetas e Mercur promovem bate-papo sobre Infâncias
GERAL
Confraria Nativista: Nova diretoria será empossada
GERAL
Comissão Especial da OAB promove eventos para abordar a Reforma da Previdência
GERAL
Vacinação contra o Sarampo: Nova fase começou nesta segunda
SAÚDE
Santa Cruz tem oito escolas paralisadas
EDUCAÇÃO - Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente

Santa Cruz terá a primeira unidade de saúde sustentável

SAÚDE - 07/08/2019

Crédito: Divulgação

Santa Cruz do Sul terá em breve a sua primeira unidade de saúde sustentável. O anúncio foi feito pelo prefeito Telmo Kirst em ato realizado nesta quarta-feira, dia 7, no salão nobre do Palacinho. Nos próximos dias, será publicado o edital de licitação para contratação da empresa responsável pela execução da obra. Trata-se da ESF Pedreira, que hoje funciona em um prédio alugado e pequeno demais para dar conta da crescente demanda de usuários, provenientes dos bairros Pedreira e parte do Santuário, e dos mais de dois mil procedimentos realizados mensalmente. Em torno de 4,2 mil pessoas serão atendidas no posto de saúde.

A edificação será erguida com recursos do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), contratado junto à Caixa Econômica Federal (CEF). Pelo projeto, elaborado pela arquiteta Karianne Pacheco, a estrutura física que vai abrigar o serviço de saúde terá 442,31 metros quadrados, em alvenaria, com total acessibilidade e atendendo todos os requisitos do Ministério da Saúde (MS). O diferencial está na preocupação e no cuidado com o meio ambiente, através da utilização de energias renováveis e do aproveitamento da água da chuva. 

Um sistema para coleta e armazenagem de água da chuva, com a instalação de cisternas, vai permitir a utilização de recursos hídricos não-potáveis nas descargas dos vasos sanitários e também para regas nos canteiros e horta da unidade. Já para manutenção das lâmpadas de led e aparelhos elétricos, será instalado um sistema para captação de energia solar, com placas fotovoltaicas, que vão garantir boa parte da energia consumida no local, proporcionando economia aos cofres públicos . “Hoje não temos como estimar o quanto de energia poderemos produzir para dar conta da necessidade, mas sabemos que será significativo”, disse Kariane. 

De acordo com o secretário municipal de Saúde, este será o primeiro prédio público a contar com a geração desse tipo de energia. Ele ressalta, porém, que Santa Cruz do Sul já dá exemplo para outros municípios do Brasil, com a instalação de placas fotovoltaicas para captação de energia solar nas superparadas. “O Poder Público, mais do que ninguém, precisa servir de exemplo. Adotar o conceito da sustentabilidade é uma tendência mundial”, disse. 

Segundo o prefeito Telmo Kirst, todas as unidades que vierem a ser construídas em Santa Cruz do Sul deverão seguir esse novo formato. “Esse é o modelo que queremos para todos os prédios do município. Precisamos avançar na utilização de energias renováveis, contribuindo para a sustentabilidade ambiental e ainda reduzindo significativamente os custos para os cofres municipais. O tema não pode ser apenas discurso”. 

Para planejar a estrutura física da nova ESF, uma série de visitas técnicas foram feitas às demais unidades, a fim de elencar pontos positivos e negativos de cada espaço e assim melhorar os ambientes, conferindo mais funcionalidade, conforto e melhores condições a usuários e trabalhadores de saúde. “Trabalhamos sempre com o objetivo de qualificar a saúde pública, através de um atendimento mais humanizado, o que só é possível com a oferta de uma estrutura física que atenda com dignidade a população”, disse o secretário municipal de Saúde, Régis de Oliveira Júnior.

O projeto também contempla espaços bem ventilados, com janelas amplas para melhor aproveitamento da luz natural. Atenção especial será dada à sala de espera, que deve ser ampla e acolhedora, para pacientes que estiverem aguardando por uma consulta ou procedimento. Já do lado de fora da unidade será instalado um playground para as crianças, um bicicletário e uma área de estacionamento. 

A estrutura física completa será composta de farmácia, salas de triagem, recepção, espera, atividades coletivas, de agentes comunitários de saúde de inalação coletiva, de vacinas, de administração, de procedimentos, de curativos, de observação, três consultórios médicos e um odontológico, central de material esterilizado simplificada, copa, quatro banheiros, sendo dois acessíveis, depósito de material de limpeza, rouparia, varanda e área de ambulância. 

Seguindo na linha da sustentabilidade e também com o propósito de incentivar o consumo de alimentos naturais e saudáveis, está prevista a implantação de uma horta para cultivo de chás e plantas medicinais. Já para sua manutenção, a ideia é instalar uma composteira para produção de adubo orgânico. 

A nova unidade deverá ser entregue em 2020 e o custo da obra está estimado em R$ 1 milhão.