Edição do dia 11/12/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Atletismo do Colégio Mauá é premiado pela Federação Gaúcha
ESPORTES - Reconhecimento é resultado do sucesso em 2019
Prefeitura decreta luto oficial de três dias
POLÍTICA - Motivo é o falecimento do ex-prefeito Arno Frantz
Morre Arno Frantz, ex-prefeito de Santa Cruz
POLÍTICA - Figura histórica de Santa Cruz, Arno havia passado por cirurgia após fraturar o fêmur
Templo de umbanda realiza ação beneficente
GERAL - Alimentos não perecíveis poderão ser entregues na Rua Cambará, 530, até dia 21
Prefeitura anuncia diversos investimentos
ECONOMIA - Entre eles a pavimentação das ruas dos loteamentos no valor de R$ 30 milhões
Regional 2019: Bom Jesus fica com o título inédito
ESPORTES
Fernando Jr. vence em Interlagos e é campeão da Master
ESPORTES
Copa Lisaruth 20 anos: Dois empates e uma goleada
ESPORTES
Tudo pronto para III Abertura Oficial da Colheita do Tabaco
GERAL - Evento acontece nesta sexta, 13 de dezembro, na propriedade de Jeferson Stertz, em Arroio do Tigre (RS)
Instituto forma jovens em empreendedorismo e gestão rural
GERAL
Ginástica Rítmica é campeã estadual de 2019
ESPORTES - Aluna Alice Silva foi reconhecida como a Ginasta Destaque da GR
Presidente da Câmara Brasil-Portugal reúne-se com Eduardo Leite
GERAL
Funcionalismo quer retirada do Pacote de Leite
GERAL
Câmara aprova ampliação da lei para CCs do Legislativo
GERAL
Projeto Guarda-Costas certifica 64 alunos das escolas Leonel Brizola e Rauber
GERAL
Danton Oestreich na Casa das Artes
VARIEDADES
Centro Cultural 25 de Julho: Natal com arte e cultura germânica
VARIEDADES
Christkindfest: Praça Getúlio Vargas entra no clima de Natal
VARIEDADES

Em busca do antídoto

EDITORIAL - 03/09/2019

"Em determinadas situações, o Estado é um promotor do bem-estar de um país. Em determinadas situações, a presença do Estado se faz necessária." Assim encerramos nosso editorial passado. O caso das queimadas na Amazônia é um exemplo da ausência do Estado, trazendo consequências terríveis. O governo brasileiro tenta seguir, como preceito, o modelo econômico do atual governo norte-americano, caracterizado pelo liberalismo.

No liberalismo econômico, o papel do Estado é pequeno. Diante deste conceito e da realidade proposta pelos governos brasileiro e norte-americano, há uma situação que precisa ser pensada desde já: está prevista uma nova crise econômica mundial, com início nos próximos anos. Em 2008, ocorreu o começo da última grande crise. Em 2009, Barack Obama assumiu a presidência dos Estados Unidos e, para combater a intempérie econômica, injetou dinheiro do Estado na economia. Em um processo lento, que durou alguns anos, Obama conseguiu lidar com a crise norte-americana, colaborando para a situação mundial.

Se de fato começar uma nova crise em 2020, 2021 ou outro ano próximo, qual o antídoto que os Estados Unidos utilizarão? Liberalismo extremo ou participação mais intensa do Estado? A obra de Obama, a partir de 2009, não foi um controle do Estado sobre a economia, mas sim uma participação maior do Estado, na comparação com o liberalismo extremo. Um certo liberalismo, para estimular a iniciativa privada, sempre é necessário.

No caso do Brasil, o Estado havia se tornado muito grande, provocando a nossa gravíssima crise nacional ainda no governo de Dilma Rousseff. Um Estado excessivo também é problemático. Enfim, é preciso um ponto de equilíbrio e, acima de tudo, buscar o antídoto certo para cada situação.