Edição do dia 13/12/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Santa Cruz perde Arno Frantz
GERAL - Ex-prefeito da cidade faleceu na manhã de ontem, de uma parada respiratória
Pagamento do IPVA com desconto começa dia 17 de dezembro
ECONOMIA
Aulas deverão ser concluídas somente em 2020
EDUCAÇÃO
Senac-RS lança edital para distribuição de vagas gratuitas
GERAL
Lei Geral de Proteção de Dados é tema de evento
GERAL
Novo Cabrais: Quadra de esportes da Linha São João é inaugurada
ESPORTES - Local foi construído pela prefeitura municipal, através de uma emenda parlamentar de Luiz Carlos Heinze
Novo Cabrais: Programação de Natal ocorre nesta sexta-feira
VARIEDADES - Evento contará com diversas atrações no Centro Desportivo Municipal
Novo Cabrais: Projeto sobre meio ambiente é desenvolvido na Teófilo
GERAL
Receita Estadual entrega dados de sonegação ao Ministério Público do RS
ECONOMIA
Saque imediato do FGTS
GERAL - Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite
TSE aprova normas para eleição municipal de 2020
GERAL
NAAC realiza o 1º Seminário de Tradutores e intérpretes de Libras
GERAL
Christkindfest: Desfile Natalino é destaque no fim de semana
VARIEDADES
Senac inscreve para curso de Design
GERAL
Christkindfest 2019: Espetáculo Alma Única no dia 18 de dezembro
VARIEDADES
RGE investiu R$ 45,7 milhões no Vale do Rio Pardo
ECONOMIA
Escolas da região doam materiais
EDUCAÇÃO
Empregador assina a carteira digital pelo eSocial
GERAL

141 anos Santa Cruz do Sul: Por que investir em Santa Cruz?

ESPECIAIS - 27/09/2019

Flávio Haas: 'O empreendedorismo é a marca registrada de quem investe no município'Flávio Haas: 'O empreendedorismo é a marca registrada de quem investe no município' Crédito: Arquivo pessoal

Rosibel Fagundes
[email protected]

Oportunidades para diversas áreas de negócios e qualidade de vida: essas são algumas das principais características de Santa Cruz do Sul. A cidade que possui 130 mil habitantes faz parte do ranking das 100 cidades do país para investir em negócios. No “Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios”, ela está na 20ª posição no Brasil e na 2ª no Rio Grande do Sul. A pesquisa realizada pela consultoria Urban Systems para a revista Exame de 2018, avalia as cidades mais atrativas do país para investimentos, considerando as condições de infraestrutura. Em comparação com 2017, Santa Cruz subiu três posições. 
Reconhecida economicamente como a cidade que concentra o maior número de empresas que integram a indústria do tabaco e de processamento de tabaco do mundo, a fumicultura é uma das principais fontes de economia, emprego e renda da cidade. Outro destaque importante são os investimentos e melhorias realizados pela Prefeitura nas diferentes áreas dando prioridade à saúde, onde se concentram 26% dos investimentos, enquanto o limite mínimo constitucional é de 15%. Outra área em destaque é a educação, com a destinação de 27,5% do orçamento, sendo o previsto em lei 25%. 
Entre tantas outras qualificações o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Santa Cruz do Sul, César Cechinato, revela que são vários os motivos a se comemorar. “Temos vários motivos para escolher Santa Cruz como um lugar para morar e investir. Temos qualidade de vida, mão de obra qualificada, qualidade do capital humano e localização logística privilegiada, a cidade tem tudo! Nós temos uma cidade com alto PIB, uma cidade com forte viés industrial que conta com empresas importantes e um polo industrial forte consolidado. A cidade tem uma renda per capita privilegiada. Costumo sempre dizer que, Santa Cruz é a esquina do Rio Grande do Sul. Estamos cortados pelas rodovias RSC 287 e BR 471, e localizados em uma região equidistante dos principais centros populacionais do estado  e todo este coquetel de qualidades de Santa Cruz, tem atraído nos últimos anos empresários de várias cidades do país”, afirmou.

Cesár Cechinato: 'Temos vários motivos para escolher Santa Cruz como um lugar para morar e investir'Cesár Cechinato: 'Temos vários motivos para escolher Santa Cruz como um lugar para morar e investir' Crédito: Rolf Steinhaus

Para o diretor administrativo e financeiro da Xalingo SA Indústria e Comércio, empresa que completou 72 anos de fundação no último dia 23, Flávio Haas, o empreendedorismo é a marca registrada de quem investe no município. “A localização do município ajuda bastante, mas estamos no extremo Sul do Brasil e vendemos nossos produtos para todo o país e para o exterior. Acredito que a dinâmica industrial daqui em relação ao Mercosul seja favorável. Além é claro, da competência de nossos empreendedores, da qualidade da mão de obra e do nível de educação na nossa região. Santa Cruz sempre  foi uma cidade com um bom nível de empreendedores e a pujança econômica foi alicerçada em cima de atividades industriais. O próprio setor do tabaco e a indústria tem essa vantagem de que os produtos que saem daqui de Santa Cruz  geram riquezas aqui. Assim, como se compra muito de fora, aqui se vende também muito para fora, para outros estados e outros países”, lembrou.
A Xalingo que possui sede e parque industrial instalados em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo, ocupa o 7º lugar no ranking das maiores empresas do município de acordo com a Secretaria Municipal da Fazenda. Ela é considerada também, uma das maiores do país em produtos pedagógicos e de lazer para crianças, esporte e produtos voltados ao agronegócio. A empresa que possuiu cerca de 380 funcionários fixos chega a contar com 560 colaboradores entre os meses de junho a novembro, período considerado como de safra do setor de brinquedos. A estimativa de crescimento é de 7% a 8% ao ano. 
A evolução e a inovação, são quesitos básicos para se manter e ter sucesso nos negócios afirma o diretor Flávio Haas. “No setor de brinquedos estamos sempre inovando dentro de uma linha pedagógica. A gente procura sempre inovar e se adequar a realidade. As crianças de hoje tem conceitos de brincar diferentes do que tinham em anos passados. E com isso, estamos sempre buscando lançamentos e investimentos para atender esta demanda do mercado”, concluiu Flávio Haas.