Edição do dia 19/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Nota da Prefeitura esclarece atendimentos na saúde feitos por sindicatos
SAÚDE - Ajustes que foram estabelecidos em comum acordo são apresentados
Projeto Carinhoso: atração cultural beneficiará a terceira idade
GERAL - Artistas locais levarão arte para casas geriátricas a partir do mês que vem
Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano
SAÚDE
Campanhas estimulam a Solidariedade
GERAL
Escritora santa-cruzense lança o livro Melodia Perversa
VARIEDADES
Lifasc: Soberania dos visitantes domina
ESPORTES
Municipal Feminino: Muitos gols marcam a rodada
ESPORTES
Santa Cruz luta, mas perde nos pênaltis para o Soledade
ESPORTES
Regional 2019:Trombudo sai na frente nas semifinais
ESPORTES - Nos Aspirantes deu o Formosa contra o Unidos
Amigos do Cinema exibe Tarkovski
VARIEDADES
Associação Pró-Cultura: Vernissage abre última mostra
VARIEDADES
NOVEMBRO ROXO: Exposição dá início às atividades
SAÚDE - Hospital Santa Cruz preparou também palestra e oficina sobre o mês da Prematuridade
Cisvale debate temas expressivos para a região
GERAL
Portal Lunetas e Mercur promovem bate-papo sobre Infâncias
GERAL
Confraria Nativista: Nova diretoria será empossada
GERAL
Comissão Especial da OAB promove eventos para abordar a Reforma da Previdência
GERAL
Vacinação contra o Sarampo: Nova fase começou nesta segunda
SAÚDE
Santa Cruz tem oito escolas paralisadas
EDUCAÇÃO - Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente

Campanha contra o sarampo terá ações extras

SAÚDE - 08/10/2019

O Ministério da Saúde deu início nesta segunda-feira, dia 7, à Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Em Santa Cruz do Sul, além de oferecer a imunização nos postos, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) já prepara uma ação especial para garantir o amplo acesso da população. A Casa da CDL, na Praça Getúlio Vargas, estará aberta nesta sexta e sábado, dias 11 e 12, no período das 8 horas às 20 horas para atender a comunidade.
Nesta primeira fase da campanha, que vai até o dia 25 de outubro, o público-alvo são crianças entre 6 meses e 4 anos e 29 dias. Em 19 de outubro, acontece o chamado Dia D. Já a segunda etapa da campanha será realizada de 18 a 30 de novembro, com o último dia dedicado a uma grande mobilização. O foco nessa etapa serão as pessoas com idade entre 20 e 29 anos. Para receber a vacina é necessário levar a carteira de vacinação do paciente e, preferencialmente, ter o Cartão SUS em mãos. 
A vacina contra o sarampo pode ser encontrada em todos os postos de saúde do município que tiverem salas de vacina, sempre no horário das 7h45min às 11h45min e das 13horas às 17horas, de segunda a sexta. No Centro Materno Infantil (Cemai), que está funcionando provisoriamente na Rua Ernesto Alves, nº 128, o horário é das 7 horas às 19 horas, de segunda a sexta e, nos sábados pela manhã, das 7 horas às 13 horas. 
As vacinas também estão disponíveis no Sistema Integrado de Saúde (SIS) da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), no horário das 8 horas às 11h30min e das 13 horas às 21h30min, durante a semana. Apenas na sexta-feira o atendimento é interrompido entre 16 horas e 17 horas e após retomado. A imunização também vai acontecer dentro do Programa Portas Abertas, que atende a população em horários diferenciados, nas unidades ESF Arroio Grande, ESF Cristal Harmonia/Viver Bem e ESF Faxinal Figueira.
De acordo com o coordenador do Setor de Imunizações da Sesa, enfermeiro Róger Rodrigues Peres, foram repassadas mil doses da vacina contra o sarampo para esta primeira etapa da campanha em Santa Cruz do Sul. Ele afirma que até agora, mesmo antes do início da campanha, a procura nas unidades vinha se mantendo dentro do esperado. “Temos percebido uma boa procura. Os pais estão trazendo os filhos para vacinar”, observou.
O secretário municipal de Saúde, Régis de Oliveira Júnior, destaca a importância da imunização para evitar o surgimento de casos de sarampo no município. “Não queremos que Santa Cruz do Sul tenha nenhum caso da doença, portanto é preciso que a população se proteja procurando os postos e tomando a vacina”, explicou. 
O Brasil voltou a registrar casos da doença e perdeu o Certificado de Eliminação de Sarampo, concedido ao país em 2016 pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). De janeiro a outubro deste ano, mais de 4,5 mil casos foram confirmados em 17 estados, provocando quatro mortes. A unidade federativa com maior incidência é São Paulo, seguida por Bahia e Sergipe. Já no Rio Grande do Sul, nove pessoas foram diagnosticadas com a doença.
Saiba mais - O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus que pode ser fatal ou deixar sequelas por toda a vida. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina. Os sintomas são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido e mal estar intenso.
Em torno de 3 a 5 dias podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.
Não existe tratamento específico para o sarampo. Os medicamentos são utilizados para reduzir o desconforto ocasionado pelos sintomas da doença.