Edição do dia 15/10/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Calendário de Eventos 2020
GERAL
35ª Oktoberfest: Shows tradicionalistas são atração desta quarta-feira
GERAL - Festa da Alegria terá apresentações do Grupo Fandangaço, às 20h, e Os Serranos, às 22h30, no Lonão
Festa da Alegria recebe 20 mil pessoas no Dia da Maturidade Ativa
GERAL - Mais de 40 grupos e excursões de todo o Estado estiveram na 35ª Oktoberfest nesta terça-feira, 15 de outubro
Dia do Professor: educação para a erradicação do trabalho infantil
GERAL - Conheça a história de dois profissionais que estão na linha de frente do programa ARISE, iniciativa que muda a realidade de crianças e adolescentes
Praça da Cultura levará o nome de José Paulo Rauber Filho
GERAL - Inauguração do local ocorreu no sábado, 12 e contou com a presença da família do homenageado
Terça-feira será de ponto facultativo nas escolas
GERAL - Além das escolas municipais e estaduais, algumas particulares também não terão aula neste dia
Dia do Eletricista é nesta quinta-feira
GERAL - Data marca a importância do profissional habilitado
Inscrições abertas para a Escola de Educação Infantil
GERAL - Há vagas gratuitas e pagas para crianças de 4 e 5 anos
Rodrigo Solda é o novo presidente
GERAL - Além dele, outros prefeitos foram empossados para a diretoria e conselho fiscal do biênio 2020/2021
Evento discute problemas do contrabando e a pirataria
GERAL - Palestra apresentou dados sobre as ameaças do mercado ilegal para a economia
Sicredi Vale do Rio Pardo enaltece o cooperativismo durante o desfile da 35ª Oktoberfest
GERAL
Quase 17 milhões já foram emprestados pelo município
GERAL
Primeiros dias de Oktoberfest superam 54,6 mil pessoas pagantes
GERAL - Semana segue repleta de atrações
Fala, professor!
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
Histórico da data
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
O profissional que dedica a sua vida a ensinar
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
O big bang é o Operacional Divino
OPINIÃO
Permitir não é obrigar
OPINIÃO

Operações Sossego Público

OPINIÃO - 08/10/2019

Sei que muitas pessoas procuram empregos, já outras criam novas atividades com a finalidade de assegurar ganhos para seu sustento. Estas novas criações procuram atingir um público que estão em busca de inovações e vão ao encontro principalmente dos mais jovens, que após suas atividades diárias, buscam locais para se divertir e passar algumas horas prazerosas, unindo assim o útil ao agradável. Noutras palavras, um casamento perfeito. Mas também sei que noutra esfera da sociedade existem situações totalmente antagônicas, onde pessoas que igualmente labutam o dia inteiro ou até mesmo aquelas que já se aposentaram, nos fins de tardes e principalmente quando a noite chega, querem mesmo é paz e o descanso merecido.
E aí vem a importância das autoridades dos setores de fiscalização agirem visando assegurar a quem queira trabalhar, que trabalhe, a quem queira se divertir, que se divirta e a quem queira descansar, que descanse. E isto não é uma tarefa fácil de conciliar se não houver disciplina e fiscalização, ou seja, que cada tipo de trabalho tenha suas regras de funcionamento explícito em seu Alvará e que os fiscais realmente cobrem o que nele está escrito. 
Ao se tratar de bar, lanchonetes ou restaurantes, devem possuir as “acomodações adaptadas para tal”, já as distribuidoras de bebidas, devem se ater a “distribuir bebidas” e não a praticar as funções para as quais “não estão autorizadas pelo Alvará”. Quanto aos fiscais cabe supervisionar exatamente se estes serviços estão sendo prestado corretamente de acordo com as autorizações ou não e tomar as providências inerentes a cada caso.
Em se tratando do sossego público, as autorizações e fiscalizações devem ser criteriosas quanto aos horários de funcionamento e aos ruídos produzidos por estes estabelecimentos, que não poderão se estender nem se externar, prejudicando aos demais moradores das cercanias.
As operações “Baladas Seguras” são importantes para a segurança do trânsito, mas não podem as mesmas autoridades que têm esta preocupação, esquecerem que o sossego público é igualmente importante para manutenção da saúde das pessoas em seus lares. E que estas muitas vezes sofrem com o problema sem saber o que fazer ou a quem reclamar.
A Avenida Imigrante, por exemplo, esteve por muito tempo livre do barulho, disciplinada graças à força de uma ação judicial contra a prefeitura, que inclusive colocou placas proibindo o estacionamento de veículos junto ao meio-fio por toda sua extensão, entre às 22 horas e seis da manhã.
Tudo estava indo bem até que de uns tempos para cá os moradores voltaram a conviver com sons em veículos e algazarras de seus tripulantes que passaram a “estacionar num terreno baldio”, se abastecer com bebidas adquiridas num estabelecimento ao lado e escapar assim da lei em vigor e permanecer ali com os ruídos inerentes a junções até o fim das madrugadas, quando tranquilamente se recolhem aos seus lares e vão dormir...
As operações a favor do “Sossego Público” são urgentes e de vital importância não só aos moradores da avenida citada, mas igualmente aos residentes de outros logradouros públicos, que por ventura possuam estabelecimentos com esta mesma natureza e que possam estar passando por problemas semelhantes.
Afinal o sol nasce para todos e não é justo alguns viverem na escuridão.

Walter Luiz Ferreira – Tecnólogo em Segurança Pública