Edição do dia 12/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Pequenas atitudes
OPINIÃO
Verrugas Estelares
OPINIÃO
Em defesa da vida
OPINIÃO
CDL aponta 800 vagas temporárias
ECONOMIA - Expectativa é de boas oportunidades de emprego para o período
ACI: Eleição ocorre hoje
GERAL
Vigilância Colaborativa: Lançamento do Programa acontece hoje
GERAL
GREVE: Polícia Civil paralisa nesta quarta-feira
POLÍCIA
Campeonato Municipal inicia no próximo dia 22
ESPORTES
AMO/Unimed VTRP: Atletas brilham pelo estado
ESPORTES
Dois times largam com vitória na estreia da Copa Lisaruth
ESPORTES
Estadual sub 19: Santa Cruz vence fora e fica perto da final
ESPORTES
Regional: São José larga na frente nas semifinais
ESPORTES
Universidade aguarda mais de cinco mil estudantes
GERAL
Bate papo: Doações por incentivos fiscais
ECONOMIA
Comdica realiza 4ª Noite Cultural na Unisc
VARIEDADES - O evento que tem entrada franca visa enaltecer projetos sociais realizados por diversas entidades
Enart deverá reunir mais 30 mil pessoas
VARIEDADES - A programação inicia às 16 horas de sexta, 15, e se estende até o domingo no Parque da Oktoberfest
Prefeitura pretende atrair mais médicos
GERAL - Proposta será encaminhada ao legislativo para análise e votação
Prefeitura pretende pavimentar Dona Leopoldina
GERAL - Telmo assinou o edital de licitação para a travessa que é uma das entradas da cidade

Dia do Produtor de Tabaco

Trabalhador com nível econômico e social acima da média brasileira

ESPECIAIS - 25/10/2019

Crédito: Rolf Steinhaus

Nesta segunda-feira, 28 de outubro, é uma data especial: dia de comemorar o trabalho dos empreendedores do campo que cultivam tabaco. E há reais motivos para celebrar, pois se trata de uma categoria com nível econômico e social acima da média geral dos trabalhadores brasileiros, conforme foi comprovado em pesquisa do Centro de Estudos e Pesquisas em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Cepa/Ufrgs). Para a elaboração do Perfil Socioeconômico do Produtor de Tabaco da Região Sul do Brasil, foi realizada uma pesquisa em 2016, em 15 das 21 microrregiões produtoras de tabaco que compõem a Região Sul do Brasil – o que corresponde a 94,3% do total produzido na região. 
Na época, o dado que mais impressionou os pesquisadores foi a renda per capita mensal média da população de produtores de tabaco da Região Sul, que era de R$ 1.926,73, enquanto a renda per capita no Brasil era de R$ 1.113,00. Alguns índices levantados mostram, por exemplo, que 62% dos produtores de tabaco dispõem de outras rendas, além daquela proveniente do cultivo do tabaco, ou seja, a diversificação econômica é uma realidade. 
Como resultados gerais da pesquisa, foi verificado que há bom acesso a itens relacionados às condições de conforto, higiene e saúde, respaldado por um bom nível de renda. Os produtores de tabaco têm bom acesso às informações e também a condições satisfatórias para atualização e desenvolvimento da sua atividade. Eles também fazem uma boa avaliação de suas próprias condições de vida, ou seja, em geral mostram-se satisfeitos e realizados.  

Schuch: “É preciso valorizar quem produz!”
O Dia do Produtor de Fumo foi instituída pelas Assembleia Legislativas do Rio Grande do Sul por meio da Lei 14.208, de março/2013, de autoria do deputado Heitor Schuch, atendendo uma demanda das entidades representantes do setor. “Precisávamos de valorização desses agricultores, categoria muito injustiçada por trabalharem em uma atividade cuja importância sócio econômica é ignorada”, explica o parlamentar. A data passou a ser comemorada oficialmente em 28 de outubro, momento em que cerca de 600 mil pessoas envolvidas com o cultivo são celebradas. E, na avaliação do deputado, pode-se dizer que existem motivos para celebrar, pois se trata de uma categoria com nível econômico e social acima da média geral dos trabalhadores brasileiros.
Uma pesquisa do Centro de Estudos e Pesquisas em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Cepa/Ufrgs), para a elaboração do Perfil Socioeconômico do Produtor de Tabaco da Região Sul do Brasil, em 2016, indicou que a renda per capita mensal era de R$ 1.926,73, enquanto a renda per capita no Brasil era de R$ 1.113,00. “Ou seja, é uma atividade que garante renda nas pequenas propriedades, emprego e envolve a família toda”, resume Schuch.

SOBRE A DATA
A data foi instituída pelas Assembleias Legislativas do Rio Grande do Sul (Lei 14.208, de março/2013, de autoria do deputado estadual Heitor Schuch), de Santa Catarina (Lei 16.114, de setembro/2013, de autoria do deputado estadual Mauro de Nadal), e do Paraná (Lei 17.729, de 2013, de autoria do deputado estadual Anibelli Neto).