Edição do dia 21/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Aliança Santa Cruz retorna com carnaval infantil
GERAL - A festa irá ocorrer na Sede Campestre
Sítio Pedagógico: Começam as obras de instalação
GERAL
Empresas podem fazer doações diretas ao Consepro
GERAL
Próxima edição será dia 1º de fevereiro
GERAL - Evento será realizado no campinho do Bom Jesus
Praça da Bandeira: Parklet já tem data para instalação
GERAL
Santa Cruz se despede de Wilson Griesang
GERAL
Concurso público bate recorde de inscritos
GERAL
Novas placas de veículos serão obrigatórias a partir de 31 de janeiro
GERAL
Lei que amplia ficha limpa é decretada
GERAL - A partir de agora quem cometeu crimes está vedado em assumir vagas na Câmara
Saúde na Palma da Mão: saiba como baixar o aplicativo
SAÚDE
Salve, salve a lembrança do herói de Santa Cruz do Sul: Arno Frantz
OPINIÃO
Inovação e transparência devem andar de mãos dadas
OPINIÃO
Benditas são as mentes criadoras que combinam sons e silêncio e os transformam em música
OPINIÃO
Dengue: Santa Cruz registra sete casos de suspeita
SAÚDE - Município está entre 99 do Estado com infestação do mosquito
Projeto sugere isenção de IPTU para estacionamentos
GERAL - Vereador também propôs um aplicativo para registro de gastos e receitas do município
Uma agroindústria que empodera
EMPRESARIAL - Programa Arise possibilitou a abertura de uma empresa no interior
Atleta santa-cruzense busca apoio para disputa de competição na França
ESPORTES
União Corinthians empossa departamento de Judô
ESPORTES

Educação moderna: Unisc anuncia reestruturação total de ensino

Reinvenção pedagógica será feita com custos mais acessíveis

EDUCAÇÃO - 25/10/2019

No lugar de disciplinas, aulas serão módulos interdisciplinaresNo lugar de disciplinas, aulas serão módulos interdisciplinares Crédito: Rolf Steinhaus

Grasiel Grasel
[email protected]

Aos que viram nas últimas edições do Riovale Jornal o anúncio misterioso, que falava sobre a iminência de uma mudança, mas sem dizer a quem ela se referia, fica agora revelado: a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) anunciou na manhã da última quinta, dia 24, uma série de mudanças em seu sistema de ensino. Cursos de graduação e pós-graduação agora serão mais modernos, flexíveis e voltados ao fomento de uma maior autonomia dos estudantes. Além disso, três novos cursos serão introduzidos na grade da instituição: Agronomia, Ciência de Dados e Tecnólogo em Comunicação Institucional.
O caminho pelo qual a universidade vai seguir nesta tarefa está sendo chamado de “Reinvenção Pedagógica”, uma série de mudanças que vêm sendo planejadas há dois anos, mas estão em discussão mais detalhada desde fevereiro. Toda essa reestruturação passará a valer a partir do primeiro semestre de 2020, com alterações já previstas no próximo Vestibular de Verão, que serão anunciadas em breve. Os alunos que estão estudando atualmente, de currículos antigos, não serão diretamente impactados, mas terão a opção de ingressar no novo currículo de suas áreas se quiserem aproveitar as novidades.
Atualmente a Unisc conta com 60 cursos de graduação presenciais e EAD, mas a reitoria percebeu a necessidade de olhar para estes cursos tentando identificar como o perfil dos jovens atuais. A proposta aqui é inserir estes estudantes no mercado de trabalho instrumentalizados tanto na parte pessoal, como cidadãos, quanto na profissional. De acordo com o vice-reitor, professor Rafael Frederico Henn, o aluno formado por este novo sistema “vai ser um profissional que vai ter competências humanas e ele vai saber fazer (seu trabalho)”.
A partir do próximo ano, os cursos passarão a ser mais interdisciplinares, focando em abranger áreas que conversem com as atividades que o formando vai exercer no mercado de trabalho. As aulas passarão a ser menos expositivas e mais participativas, com os alunos trazendo assuntos para a sala e o professor servindo como um provocador, um problematizador, que vai instigar cada um a entender e resolver o problema proposto.
Além de uma adequação necessária ao mercado de ensino, as medidas também visam formas de diminuir custos, permitindo que os cursos sejam mais acessíveis, no entanto, a reitoria ainda não pode confirmar qual será o impacto nas mensalidades. A reitora Carmen Lúcia Helfer garante que não haverá aumento nos valores, mas estudos já realizados dão a entender que a possibilidade de baixá-los existe. “Não quero falar ainda, mas eu tenho muita clareza vão ser preços mais acessíveis”, disse.
Perguntada sobre outras formas de diminuir custos na universidade, a reitoria não entrou em detalhes sobre medidas que vão além da “Reinvenção Pedagógica”, no entanto, o vice-reitor fez questão de pontuar que valores alocados em áreas como a da Orquestra não serão interrompidos, “alguns custos são premissas básicas da instituição que não são cortados: assistenciais, comunitários e arte”, disse. De acordo com ele, estes não são gastos, mas sim investimentos, pois possuem um valor muito grande para a comunidade.

Ambiente das salas de aula também serão repensados nos próximos anosAmbiente das salas de aula também serão repensados nos próximos anos Crédito: Rolf Steinhaus

Adeus, disciplinas!
Uma das mudanças que mais chama a atenção no modelo de reestruturação é em relação às disciplinas, que agora darão lugar aos módulos. O objetivo é que eles sejam o ambiente de integração que agora passará a ser norteador do processo de formação dos estudantes. “O aluno da área da saúde vai conviver com alunos da Medicina, da Enfermagem, da Nutrição... Porque lá no campo de trabalho ele vai ter que dialogar e resolver problemas coletivamente, pensando interdisciplinarmente”, disse a reitora. Segundo ela, aprender a trabalhar este conceito dentro da universidade é fundamental para que os formandos cheguem no mercado já sabendo trabalhar em equipe.
Outra novidade deste sistema, este exclusivo da Unisc, é o Laboratório de Empreendedorismo e Práticas Comunitárias, que fará parte dos currículos de todos os cursos, no qual a universidade vai receber demandas e problemas da comunidade e desenvolver soluções para eles dentro de salas de aula multidisciplinares, tanto na área comercial quanto na social. Por exemplo: uma empresa da região pode ter dificuldades financeiras para seguir com suas atividades, então, alunos dos cursos de Ciências Contábeis e Administração podem trabalhar juntos para encontrarem uma forma dela se recuperar.
A expectativa é de que os alunos tenham entre quatro e cinco aulas por semana, sendo um módulo de formação geral, um de formação por área, um de laboratório e outro de formação específica. Esta metodologia deverá ser aplicada desde o primeiro semestre de 2020, com o intuito de permiti-lo vivenciar todas as dimensões do sistema.

Ensino a distância
Respeitando a legislação, nenhum curso da universidade vai utilizar mais do que 20% de sua carga horária em aulas pela internet. No entanto, a pretensão da reitoria é que os cursos usem o EAD como uma ferramenta da prática e do aprendizado, cabendo a cada curso identificar como ele pode ser mais bem aproveitado. “O Brasil faz uma divisão entre educação presencial e a distância, o que no resto do mundo não tem mais. Nós vamos ter educação e o próprio mercado vai regular isto, porque alguns profissionais formados em alguns cursos não têm o status do diploma que ele carrega”, disse a reitora. 

Professores em preparação
Não é difícil de imaginar que um processo tão grande de mudança também irá exigir dos professores diversas adaptações, não é mesmo? Para garantir que todos estejam alinhados com a “Reinvenção Pedagógica”, os docentes passam por um intenso processo de formação e de preparação, incluindo cursos de especialização, MBA, oficinas de desenvolvimento e de vivências metodológicas, assim como a discussão de alternativas de formação viáveis aos propósitos do processo.

Fora dos muros
Uma das vantagens do novo sistema que foi fortemente destacada pela reitoria é o contato maior com a comunidade. Não apenas através do Laboratório de Empreendedorismo e Práticas Comunitárias, mas também através da participação ativa dos santa-cruzenses dentro de salas de aula. “Se não se sabe dentro da universidade, nós temos que ter a humildade de reconhecer que ali fora tem um monte de gente que sabe e que pode nos ajudar pra melhor formar”, afirmou a reitora. Para isto, será fundamental a participação de ex-alunos, empresas e a comunidade em geral.

Mudança de datas no Viva Unisc
O Viva Unisc não acontecerá mais no dia 13 de novembro deste ano, mas sim no dia 12 de novembro. O motivo é a possibilidade de uma paralização dos servidores estaduais, o que impediria a vinda de alunos dos terceiros anos de escolas estaduais de ensino médio.