Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Tiarayu é o grande campeão do Enart
VARIEDADES - Candeeiro da Amizade, de Vera Cruz, venceu a força B
CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL

Cultura e arte movimentam Santa Cruz

Evento encerra nesta sexta-feira com homenagens e premiações

VARIEDADES - 25/10/2019

Após as exibições foi realizado um debate com os representantes dos filmes Após as exibições foi realizado um debate com os representantes dos filmes Crédito: Grasiel Grasel

Sara Rohde
[email protected]

O município está sendo marcado por arte e cultura com a 2ª edição do Festival Santa Cruz de Cinema. O evento da sétima arte iniciou na segunda-feira, 21, e segue até esta sexta-feira, 25, quando ocorrerá o encerramento com homenagens e premiações. 
De acordo com um dos idealizadores do evento, Diego Tafarel, da Pé de Coelho Filmes, assim que acabou a primeira edição, já começou a ser projetada a segunda, e assim será com a terceira. “Estamos muito felizes e esperamos que o evento não pare de crescer, pois Santa Cruz é uma cidade merecedora, tem toda uma estrutura para ter um grande festival de cinema. Está sendo um grande evento”, disse.
Conforme Diego, a cultura é essencial para as pessoas. “Cultura é muito importante para todas as cidades e fomentar isso em Santa Cruz do Sul é de extrema relevância, porque é através da cultura que a gente forma a identidade de um povo. Além do festival trazer isso, ele traz esta mistura de pessoas do Brasil inteiro, o que faz com que a gente conheça o outro, entenda o lugar do próximo e isso é muito relevante”. 
Durante a semana teve oficinas, debates e a apresentação das obras selecionadas. A segunda-feira à noite foi marcada pela exibição do curta-metragem produzido a partir do texto vencedor do concurso ‘Minha história dá um filme’. A obra de autoria do aluno Eduardo Flores, de 15 anos, intitulada ‘Um mundo em tons de azul’, abordou o autismo.
Na mesma noite teve exibições da Mostra Olhares Daqui, obras produzidas por alunos e ex-alunos da Unisc, uma novidade nesta edição. Com duração de até 25 minutos, os filmes produzidos em 2018 e 2019, abordam gêneros de ficção, animação e documentário. As cinco obras exibidas foram ‘Máquina de café em dia de fúria’, ‘O bilhete premiado’, ‘Terrorismo Lírico’, ‘Uma estrela na palma da mão’ e ‘Itapema’.
A abertura oficial do festival aconteceu na terça-feira e foi marcada pela apresentação de seis filmes dos 18 selecionados da Mostra Competitiva. Primeiro foram exibidos ‘Amor só de mãe’, ‘A última cova’, ‘Eu, minha mãe e Wallace’, ‘Teoria sobre um planeta estranho’, ‘Dia de mudança’ e ‘Depois da meia noite’.
Na quarta e na quinta de evento foram exibidos ‘Aulas que matei’, ‘Libertai’, ‘Lembra’, ‘Nova Iorque’, ‘Êles’, ‘Budapest_V4_Final2’, ‘Amor aos vinte anos’, ‘Magalhães’, ‘Riscados pela memória’, ‘Vigia’, ‘Endotermia’ e ‘Mulher LTDA’. 
Outra novidade este ano é o Prêmio Tuio Becker, o qual será entregue nesta sexta-feira ao artista Leandro Firmino, de ‘Cidade de Deus’. Segundo Leandro, o evento é resistência. “Para mim o evento é um ato de resistência total, pois estamos vivendo um momento bem crítico pro cinema brasileiro, é muita censura e falta de incentivo. Estou sentindo o pessoal bem animado e pra mim o festival é isso, é assistir filmes e ver o que a galera de todo o Brasil está produzindo”. 
Nesta edição o homenageado é o diretor gaúcho Jorge Furtado que estará participando do evento nesta sexta-feira, ocasião de entrega do troféu Tipuana para o Melhor Filme, Direção, Direção de Fotografia, Direção de Arte, Ator, Atriz, Roteiro, Montagem, Trilha Sonora, Desenho de Som. Foram acrescentados ainda este ano os prêmios de Melhor Filme por Júri Popular, Melhor Filme Gaúcho e Melhor Filme da Mostra Olhares Daqui.