Edição do dia 08/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Em quatro dias, 900 fichas foram distribuídas
EDUCAÇÃO - Prazo para a retirada de fichas para crianças de 0 a 3 anos, e inscrições da pré-escola na rede pública termina hoje
Prefeitura anuncia plano de carreira para médicos
SAÚDE
Prefeitura lança edital para pavimentar Dona Leopoldina
POLÍTICA
Após decisão do STF, juiz manda soltar ex-presidente Lula
GERAL
PRE Santa Cruz realiza prisão por cumprimento de mandado
POLÍCIA
STF derruba validade da prisão após a segunda instância
GERAL - Por 6 votos a 5, a Corte reverteu seu próprio entendimento
Eisstocksport Federação realiza 1º Torneio Individual
ESPORTES
Copa Master Kaiser Afasc 2019: Veteranos jogam no sábado e domingo no campo do Rauber
ESPORTES
Bom Jesus e São José abrem as semifinais do Regional
ESPORTES
Copa Lisaruth 20 anos/Taça Elemar Schuh abre neste sábado
ESPORTES
Copa RS de Futsal: Assaf decide vaga para a segunda fase
ESPORTES
Estadual sub 19: Galo vai encarar o Soledade em duas partidas
ESPORTES
Murileiros voltam a se encontrar pelo 21º ano
GERAL - Ex-estudantes da escola vêm para Santa Cruz de diversos lugares do país e do mundo
Inscrições abertas para curso de Técnicas de Manicure, Pedicure e Bem-Estar
GERAL
Projeto Caminhadas na Natureza conquista etapa regional
GERAL
Santo Inácio promove tradicional galinhada
GERAL
Bate-papo sobre Infâncias acontece dia 23
GERAL
Café Empresarial desvenda os segredos da persuasão
EMPRESARIAL

Receita Federal fiscaliza contrabando em Venâncio Aires

Ação em Venâncio Aires apreende R$ 700.000,00 em mercadorias

POLÍCIA - 07/11/2019

Crédito: Divulgação

A Receita Federal do Brasil realiza em Venâncio Aires no dia de hoje, 07 de novembro, operação de fiscalização em estabelecimento comercial com suspeita de comercialização de equipamentos e instrumentos musicais estrangeiros que ingressaram de forma irregular no país, configurando, em tese, a prática dos crimes de descaminho e sonegação fiscal.
As mercadorias com suspeita de irregularidade serão levadas ao depósito da Receita Federal em Santa Cruz do Sul, tendo o contribuinte prazo para apresentar a documentação fiscal comprobatória da regular importação destas. A não comprovação acarretará a pena de perdimento, bem como representação fiscal para fins penais em nome dos responsáveis, a ser encaminhada ao Ministério Público Federal.
Entre as mercadorias apreendidas, constam mixers digitais, mesas digitais, teclados musicais, caixas de som, amplificadores, parleds, projetores e diversos instrumentos musicais, sendo estimado o valor da apreensão em R$ 700.000,00.
De acordo com o auditor-fiscal Leomar Padilha, Delgado da Receita Federal em Santa Cruz do Sul, o contrabando, o descaminho muito embora, regra geral, na visão da sociedade brasileira, não seria um crime, pois o senso comum é que a pessoa está trabalhando e não estaria cometendo nenhuma irregularidade, visão essa absolutamente equivocada, trata-se de uma prática trata-se de um crime extremamente danoso para sociedade, para nossa economia, para nossos empregos.
Quando o cidadão compra um produto contrabandeado, está abrindo mão de recursos (pois o contrabando não paga imposto) para saúde, educação, segurança pública, entre infindáveis outros serviços públicos. Também está abrindo mão da geração de emprego, seja o seu, de seus filhos, familiares, pois o contrabando, por não pagar impostos gera concorrência desleal, inviabilizando muitas empresas, que fecham as portas e demitem inúmeros trabalhadores desempregados. Esses são apenas alguns dos perversos malefícios que o contrabando causa.
Ainda, segundo Padilha, a Receita Federal vem investindo fortemente no combate a essa danosa e corrosiva pratica, com uso intensivo de tecnologia, inteligência, de forma a melhorar ainda mais a efetividade do combate ao contrabando.
Ano após ano são batidos recordes de apreensões, conforme pode ser observado no gráfico abaixo. 

Obs: 1- 2019 abrange dados de Jan a Set;  2- Em 2018 os cigarros representaram 42,6% do total Obs: 1- 2019 abrange dados de Jan a Set; 2- Em 2018 os cigarros representaram 42,6% do total Crédito: Receita Federal

Ainda, a Receita Federal, só em 2019, janeiro a setembro, já apreendeu 41.433 kg de drogas (maconha e cocaína).
No Rio Grande do Sul, em 2018, foram executadas 477 operações de repressão, já em 2019, até o mês de julho foram realizadas 517, sendo que para o presente ano foram
planejadas mias de 760 operações. Até julho de 2019 já foram R$ 94.000.000,00, em mercadorias apreendidas.
As mercadorias mais contrabandeadas são: 

Crédito: Receita Federal