Edição do dia 11/12/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Templo de umbanda realiza ação beneficente
GERAL - Alimentos não perecíveis poderão ser entregues na Rua Cambará, 530, até dia 21
Prefeitura anuncia diversos investimentos
ECONOMIA - Entre eles a pavimentação das ruas dos loteamentos no valor de R$ 30 milhões
Regional 2019: Bom Jesus fica com o título inédito
ESPORTES
Fernando Jr. vence em Interlagos e é campeão da Master
ESPORTES
Copa Lisaruth 20 anos: Dois empates e uma goleada
ESPORTES
Tudo pronto para III Abertura Oficial da Colheita do Tabaco
GERAL - Evento acontece nesta sexta, 13 de dezembro, na propriedade de Jeferson Stertz, em Arroio do Tigre (RS)
Instituto forma jovens em empreendedorismo e gestão rural
GERAL
Ginástica Rítmica é campeã estadual de 2019
ESPORTES - Aluna Alice Silva foi reconhecida como a Ginasta Destaque da GR
Presidente da Câmara Brasil-Portugal reúne-se com Eduardo Leite
GERAL
Funcionalismo quer retirada do Pacote de Leite
GERAL
Câmara aprova ampliação da lei para CCs do Legislativo
GERAL
Projeto Guarda-Costas certifica 64 alunos das escolas Leonel Brizola e Rauber
GERAL
Danton Oestreich na Casa das Artes
VARIEDADES
Centro Cultural 25 de Julho: Natal com arte e cultura germânica
VARIEDADES
Christkindfest: Praça Getúlio Vargas entra no clima de Natal
VARIEDADES
Carreteiro Solidário beneficia 3,4 mil pessoas
GERAL
Café Empresarial: Mercado de ações cresce como opção de investimento
EMPRESARIAL
Concerto de Rock ao Entardecer é hoje
VARIEDADES

Santa Cruz tem oito escolas paralisadas

Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente

EDUCAÇÃO - 19/11/2019

Encontro entre comando de greve e representantes de escolas definiu programação desta semanaEncontro entre comando de greve e representantes de escolas definiu programação desta semana Crédito: Frederico de Barros Silva

Rosibel Fagundes
[email protected]

A Greve Geral do magistério que teve início nesta segunda-feira,18, afeta diretamente oito escolas estaduais de Santa Cruz. Deflagrada na quinta-feira da semana passada, 14, a paralisação é por tempo indeterminado. De acordo com o levantamento da 6ª Coordenadoria Regional de Educação (6ª CRE), estão totalmente suspensos os atendimentos nas escolas Monte Alverne, Estado de Goiás, Bruno Agnes, Felipe Jacobus, Gaspar Bartolomay, Nossa Senhora de Fátima, José Mânica e Santa Cruz. O atendimento parcial acontece nas escolas Luiz Dourado, Guilherme Simonis, Nossa Senhora da Esperança, Alfredo José Kliemann, Ernesto Alves de Oliveira, Nossa Senhora do Rosário e Willy Carlos Frohlich (Polivalente). Já o atendimento normal segue na Petituba, Afonso Rabuske, José Wilke e Sagrada Família. 

Na região de abrangência do 18º Núcleo do Cpers, a estimativa é de que 70% da categoria tenha aderido à paralisação. De acordo com a diretora do núcleo, Cira Kauffmann, nesta segunda-feira, 18, um encontro entre o comando de greve e representantes das escolas serviu para definir as ações que serão encaminhadas ao longo da semana. “Além das atividades da semana realizadas aqui na região, aguardamos novas orientações do comando geral para um possível ato a nível estadual”, comentou. Pela programação, na noite desta segunda-feira, 18, a categoria participou de um encontro na Câmara de Vereadores. Durante toda a semana serão realizadas visitas em escolas onde alguns professores ainda não aderiram à greve. Nesta terça-feira, 19, às 9 horas será instalada a Tenda da Resistência, com abaixo-assinado e conversa com a comunidade. Na quarta-feira, haverá uma reunião na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul, às 16h30, para discutir o pacote do governo estadual. Já na quinta-feira, os deputados Edson Brum, Kelly Moraes e Adolfo Britto participam da plenária às 18h30,na Câmara de Vereadores. 

Professores participaram de encontro na sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira Professores participaram de encontro na sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira Crédito: Julio Mello

De acordo com Cira Kauffman, a orientação é para que todos os professores e funcionários participem do movimento. “Nós estamos conversando com professores e funcionários que ainda não aderiram à greve, queremos que todos participem. Agora é um momento de tudo ou nada, estamos sofrendo um dos piores ataques que algum governador do estado já fez na educação pública. O governador Eduardo Leite tira diretos e vantagens de todos os trabalhadores da educação, tanto dos aposentados quanto dos ativos, nomeados e contratados, e nos deixa sem nenhuma possiblidade. Estamos com 47 meses de salários atrasados e há cinco anos sem ganhar reposição salarial”, afirmou.