Edição do dia 11/12/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Templo de umbanda realiza ação beneficente
GERAL - Alimentos não perecíveis poderão ser entregues na Rua Cambará, 530, até dia 21
Prefeitura anuncia diversos investimentos
ECONOMIA - Entre eles a pavimentação das ruas dos loteamentos no valor de R$ 30 milhões
Regional 2019: Bom Jesus fica com o título inédito
ESPORTES
Fernando Jr. vence em Interlagos e é campeão da Master
ESPORTES
Copa Lisaruth 20 anos: Dois empates e uma goleada
ESPORTES
Tudo pronto para III Abertura Oficial da Colheita do Tabaco
GERAL - Evento acontece nesta sexta, 13 de dezembro, na propriedade de Jeferson Stertz, em Arroio do Tigre (RS)
Instituto forma jovens em empreendedorismo e gestão rural
GERAL
Ginástica Rítmica é campeã estadual de 2019
ESPORTES - Aluna Alice Silva foi reconhecida como a Ginasta Destaque da GR
Presidente da Câmara Brasil-Portugal reúne-se com Eduardo Leite
GERAL
Funcionalismo quer retirada do Pacote de Leite
GERAL
Câmara aprova ampliação da lei para CCs do Legislativo
GERAL
Projeto Guarda-Costas certifica 64 alunos das escolas Leonel Brizola e Rauber
GERAL
Danton Oestreich na Casa das Artes
VARIEDADES
Centro Cultural 25 de Julho: Natal com arte e cultura germânica
VARIEDADES
Christkindfest: Praça Getúlio Vargas entra no clima de Natal
VARIEDADES
Carreteiro Solidário beneficia 3,4 mil pessoas
GERAL
Café Empresarial: Mercado de ações cresce como opção de investimento
EMPRESARIAL
Concerto de Rock ao Entardecer é hoje
VARIEDADES

Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano

SAÚDE - 19/11/2019

Secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, assinou o convênio com o municípioSecretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, assinou o convênio com o município Crédito: Luiz Fernando Bertuol/SECOM

Até o fim deste ano, Santa Cruz do Sul estará entre as três cidades do Rio Grande do Sul que possuem uma Central de Regulação Compartilhada do Samu. O convênio com a Secretaria Estadual de Saúde foi assinado na tarde desta segunda-feira, 18, no local onde está instalada a base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O evento contou com a presença da secretária estadual Arita Gilda Hübner Bergmann.
O objetivo da instalação é agilizar a prestação do serviço aos santa-cruzenses. Pelo sistema atual, a ligação cai em uma central do Samu em Porto Alegre, que faz o cadastro do usuário, com informações pertinentes ao atendimento. A partir de então, a chamada entra em uma fila de espera para regulação do médico na própria Central. Durante o evento, o coordenador médico do Samu no Estado, Jimmy Herrera, fez uma simulação de como funcionará o atendimento a partir da instalação da regulação compartilhada. De acordo com ele, a ligação ainda cairá em Porto Alegre, porém, o médico regulador de Santa Cruz terá acesso assim que a demanda entrar no sistema. “Leva em torno de três segundos até a equipe sair para atendimento”, comenta.
Em seu discurso, a secretária Arita destacou a importância da regulação compartilhada para qualificar o serviço. "Santa Cruz terá, a partir dessa regulação, mais rapidez porque a equipe local conhece a cidade e a área rural. A gestão municipal está demonstrando que quer agilidade, segurança e atendimento pontual nos chamados do Samu", disse.
Nesse primeiro momento, a Central Compartilhada do Samu funcionará de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. O atendimento poderá ser acionado pelo 192 ou pelo aplicativo Chamar 192 – SAMU, lançado neste mês pelo governo do Estado. Apenas as chamadas de Santa Cruz serão reguladas na central compartilhada local. As de outros municípios da região, que, eventualmente são atendidos pelas mesmas ambulâncias, continuarão ocorrendo em Porto Alegre.
O investimento anual do Município é de R$ 36 mil – R$ 3 mil por mês. O valor inclui a locação do sistema de software, treinamento, fornecimento de microcomputador, dois monitores, nobreak e acesso de link para a internet. A equipe que irá atuar pelo Samu remoto é composta por oito médicos, seis enfermeiros, nove condutores e oito técnicos em enfermagem – os mesmos profissionais que hoje trabalham na base do município. A partir da implantação da central, que deve ser concluída até o início de dezembro, os médicos receberão treinamento para iniciar operações. A empresa responsável pela instalação será a NGS Suporte em Informática LTDA.
Para o prefeito Telmo Kirst, a implantação do Samu remoto em Santa Cruz é mais um grande passo para melhorar o atendimento à população. “Muitas vezes, o paciente não pode esperar. Quem precisa de atendimento, não tem tempo para burocracia. O que estamos fazendo aqui é criando uma alternativa para agilizar o serviço no município. Saúde é uma prioridade do nosso governo e, por isso, investimos mais de 20% do orçamento nessa área.”
O Samu registra uma média de 350 atendimentos por mês só em Santa Cruz, o que significa em torno de 12 pacientes por dia. Também são realizados aproximadamente 25 transportes mensais, oriundos de Santa Cruz ou de cidades vizinhas que integram a 13ª Coordenadoria Regional de Saúde, para hospitais no Estado. A base local conta com duas ambulâncias, uma motolância e duas ambulâncias reservas. A Secretaria Municipal de Saúde deve encaminhar o pedido de mais um veículo de Suporte Básico para o serviço. Para cobrir os custos mensais, o Samu local recebe R$ 58.625,00 da União, R$ 103.732,00 do Estado e R$ 128.383,00 da Administração Municipal.
O secretário municipal de Saúde, Régis de Oliveira Júnior, explica que o modelo do Samu compartilhado é um projeto piloto do governo do Estado, com duração de um ano. “Apenas Bento Gonçalves, Santa Maria e Santa Cruz assinaram o convênio por enquanto. Como a regionalização teria um valor muito elevado para o Município, essa foi a ferramenta que encontramos para evitar longas esperas por atendimento.” Ele acrescenta que, com a nova sistemática, também será possível que as equipes de Santa Cruz incluam chamados no sistema, o que hoje não é permitido. Após o evento, o Secretário, Régis de Oliveira Júnior, acompanhou a Secretária estadual, Arita Bergmann, em uma visita aos hospitais Ana Nery e Santa Cruz.

Chamar Samu
O aplicativo Chamar 192 – SAMU foi lançado no começo do mês pelo governo estadual. A ferramenta foi desenvolvida para facilitar o acionamento do serviço em casos de urgência. Ao fazer a ligação por meio dela, o médico regulador que conversar com o solicitante terá acesso antecipado a informações básicas e à localização por GPS, agilizando o processo de regulação e a chegada da ambulância. O aplicativo está disponível para Android, no Google Play.