Edição do dia 17/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Costuras e Reformas Suzana Ramos: ateliê comemora quatro anos
GERAL
Resultado financeiro da 35ª Oktoberfest supera R$ 1,6 milhão
GERAL
Contatos feitos via redes sociais são falsos
GERAL - Instituto Consulpam alerta sobre suposta contratação de equipe para trabalhar no concurso da Prefeitura
Atividades na rede municipal são oferecidas no período das férias
GERAL
Distribuição de fraldas em novo endereço
GERAL
Salário mínimo sobe para R$ 1.045
ECONOMIA - Reajuste decorre da inflação mais alta em 2019
Doces que empoderam mulheres e combatem o trabalho infantil
VARIEDADES
Banco de Móveis já contabiliza mais de duas mil doações
GERAL
Pedido de aposentadoria
GERAL - Passados seis meses de espera, segurado pode exigir agilidade na Justiça
Portas Abertas já realizou 11.064 atendimentos
SAÚDE
Saiba como retirar medicamentos na farmácia de Monte Alverne
SAÚDE
Iniciam as obras do posto de saúde sustentável
SAÚDE - Primeira unidade do Brasil começou a tomar forma na última terça-feira
Tarifa adicional de cheque especial não será cobrada
ECONOMIA
Saúde estuda redistribuição de incentivos estaduais para hospitais
SAÚDE
IPE Saúde amplia pagamentos assistenciais para 2020
SAÚDE
Vacina pentavalente já está disponível em Santa Cruz
SAÚDE
Porto Verão Alegre 2020 passa em Santa Cruz do Sul
VARIEDADES
The Wailers volta ao Rio Grande do Sul
VARIEDADES - Após quatro anos desde o último espetáculo, banda jamaicana retorna tocando os maiores sucessos

Inflação fecha 2019 acima do centro da meta

INPC também ficou acima do aumento do salário mínimo, governo não comentou

ECONOMIA - 14/01/2020

Contrariando expectativas, IPCA fechou em 4,31%, mas ficou dentro da margem de erro da meta de inflaçãoContrariando expectativas, IPCA fechou em 4,31%, mas ficou dentro da margem de erro da meta de inflação Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Grasiel Grasel
[email protected]

Na última sexta-feira, dia 10, o Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o resultado da inflação oficial de 2019, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano em 4,31%. A taxa superou os 3,75% atingidos em 2018 e ficou acima do centro da meta da inflação, estipulada pelo Conselho Monetário Nacional, que previa uma elevação de 4,25% nos preços.
Dentre os produtos que mais impactaram a elevação da taxa, a carne é a que mais interferiu no resultado, pois seu preço subiu 32,4% neste ano e representa 0,86 ponto percentual do índice. O segundo maior vilão é o plano de saúde, que teve uma variação de 8,24% (acumulando 0,34 pontos percentuais) e a energia elétrica, que somou 5% de elevação em 2019 (0,19 pontos percentuais).
No mês de dezembro, o IPCA ficou em 1,15%, acima do 0,51% de novembro e do 0,15% de dezembro do ano anterior, o que torna este esse é o pior resultado para o mês desde 2002, quando ficou em 2,10%. Com taxa de 1,54%, os transportes também tiveram impacto relevante no IPCA de dezembro, muito por influência da alta de preços de 3,36% da gasolina no período, colaborando para que ele alcançasse o recorde negativo.

Reajuste do salário mínimo ficou abaixo da inflação
Na sexta-feira também foi divulgado o resultado de 2019 do Índice Nacional de Preços ao Mercado (INPC) de 2019, outro índice que mede a inflação e também é calculado pelo IBGE. Este fechou o ano em 4,48%, ficando 1,05 ponto percentual acima do registrado em 2018 (3,43%).
O INPC se refere às famílias com rendimento de um a cinco salários mínimos e, portanto, serve como base para definir o reajuste da remuneração mínima nacional. No dia 31 de dezembro de 2019 o governo Bolsonaro havia anunciado que, baseado na previsão do índice para dezembro, o salário mínimo de 2020 seria fixado em R$ 1.039, somando uma elevação de 4,1% em relação aos R$ 998 anteriores.
Com a divulgação da taxa final do índice para o ano passado, que se mostrou maior do que o previsto pelo mercado financeiros (0,62%), o salário mínimo deveria chegar a R$ 1.042,70. Além disso, o INPC também apontou que a poupança ficou praticamente empatada com a inflação em 2019 e, portanto, não houve ganho real para quem decidiu guardar seu dinheiro.
Da mesma forma, o INPC também é referência para o reajuste das aposentadorias e pensões do INSS, no entanto, vale destacar que a alteração integral dos valores só é prevista para quem se aposentou até janeiro de 2019. 
Até o fechamento desta edição o Ministério da Economia havia informado que, por enquanto, decidiu não se manifestar sobre possíveis correções no valor do salário mínimo.