Edição do dia 28/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Fábrica da Philip Morris elimina copos plásticos descartáveis
GERAL
Depois de 7 anos, Boate Kiss segue sem condenados
GERAL - Primeiro julgamento deve acontecer em março, mas nem todos vão a júri em Santa Maria
Riovale Jornal engajado em campanhas
GERAL - Bem na Tampa do Hospital Santa Cruz e Hábito Legal do Hospital Ana Nery continuam arrecadando tampas e lacres recicláveis
Por que há lixo espalhado ao lado de contêineres?
GERAL - Fatos recentes aconteceram em regiões centrais da cidade
Novo Coronavírus deixa o mundo em alerta
SAÚDE - Até o momento estão constadas 80 mortes e 2.761 casos suspeitos
Prefeitura nos Bairros chega ao Bom Jesus
GERAL
Produtores podem devolver suas embalagens vazias de agrotóxicos
GERAL
Receita Estadual inicia primeira fase de Programa de Autorregularização
ECONOMIA
Prefeitura abre inscrições para processo seletivo de estagiários
GERAL
Estado paga segunda parcela do RS Verão Total
SAÚDE
2019: Gastos de brasileiros no exterior caem 5,4%
ECONOMIA
A fila no INSS envergonha o Brasil
OPINIÃO
Feliz safra nova
OPINIÃO
Netflix em busca da estatueta de ouro
OPINIÃO
Dia do Aposentado: Ação de panfletagem marca a data
GERAL - Realizada pelo Cpers, ação se concentrou na Praça Getúlio Vargas
Educação alerta pais e abre segunda chamada
EDUCAÇÃO - 106 crianças de 4 e 5 anos não tiveram suas matrículas efetuadas dentro do prazo
Aspede e Unico firmam parceria
ESPORTES
Patrick completa 100 jogos pelo Inter
ESPORTES

Reajuste e menor produção garantem lucro

O quilo do fumo Virginia passou a custar 15,4% a mais se comparado à safra anterior

ECONOMIA - 09/05/2013

Suilan Conrado
[email protected]


A Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), uma das sete entidades que representam os produtores de tabaco, está otimista com a safra 2013. Além do clima favorável que predominou nos últimos meses no Estado, o reajuste firmado em 7,5% no início do ano promete boa lucratividade aos agricultores.


Rolf Steinhaus

Reajuste firmado no início do ano e diminuição na produção favorecem o rendimento 



Conforme o presidente da Afubra, Benício Albano Werner, o quilo do fumo Virginia  custa hoje  R$ 7,34, um aumento de 15,4% em relação à safra anterior. Já o Burley esta sendo comercializado a R$ 7,16, o que representa um incremento de 15%.
Das 705 mil toneladas previstas para esta safra, sendo 602 mil de Virginia, 90 mil de Burley e o restante do fumo galpão comum, cerca de 85%  está destinada à exportação.

Arquivo/RJ

Benício Werner: baixa da produção não preocupa


Werner afirma que as folhas de fumo estão muito boas, e pondera que além do bom tempo, a dedicação do agricultor é fundamental para se ter um produto de qualidade.

REDUÇÃO NA PRODUÇÃO

De acordo com Werner, a redução das cerca de 22 mil toneladas de fumo nesta safra em relação à anterior, não preocupa as entidades, pelo contrário. “Esta diminuição é benéfica para o produtor. Devemos continuar produzindo neste patamar se quisermos assegurar o lucro para o agricultor, porque o comércio funciona com base na lei da demanda e da oferta, quanto mais produto disponível no mercado, menos vão querer pagar por ele”, explica.
Sobre a possibilidade de o produtor estocar na propriedade o fumo, o presidente salienta  que é possível, mas não recomendável. “A estocagem implica em muitos riscos, requer do agricultor uma estrutura muito adequada, caso contrário, o produto sofre as consequências e o prejuízo é iminente”, instrui.

REGIÃO SUL

A importância econômica do tabaco para a região Sul do país é indiscutível. Presente em 656 municípios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, o tabaco é cultivado em 327 mil hectares, por 165 mil produtores integrados.
Um universo de aproximadamente 626 mil pessoas participa desse ciclo produtivo no meio rural, somando uma receita anual bruta de R$ 4,6 bilhões.
Bom para o campo, melhor para a cidade. Na safra 2011/2012, segundo pesquisa da Afubra, a produção alcançou 727 mil toneladas – deste volume, 53% foram produzidos no Rio Grande do Sul, 28% em Santa Catarina e 19% no Paraná, gerando cerca de 30 mil empregos diretos nas empresas do setor instaladas na região Sul do País.