Edição do dia 20/08/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Professor Nestor Raschen recebe o título de Cidadão Honorário
GERAL
Lançamento da 32ª edição acontece hoje à noite
VARIEDADES - Com o tema Literatura em Rede, a Feira do Livro ocorre entre os dias 4 a 10 de setembro na Praça Getúlio Vargas
Aula inaugural marca início da primeira turma da Escola de Gestão
GERAL
Missão em Israel é tema de aula inaugural na Unisc
ECONOMIA
1º Seminário Desafios do Empreendedor ocorre em Santa Cruz do Sul
GERAL - O evento será realizado dia 29 de agosto, no Hotel Charrua
Santa Cruz receberá desafio de carros superesportivos
GERAL - Encontro ocorre no feriado, de 7 de setembro, no Aeroporto Luiz Beck da Silva, em Linha Santa Cruz. Provas reunião carros superesportivos de alto desempenho
Professor da Unisc lança documentário sobre cicloviagem na Carretera Austral
GERAL
Entenda a guerra contra o cigarro no Brasil
GERAL - Tentativas frustradas de favorecer o setor e impasses judiciais têm causado preocupação
Hidroginástica: Sesc oferece aulas em parceria com a Raia 7 Centro Aquático
GERAL
Copa HB20: Sena Jr. vence e Roncen chega em 7º
ESPORTES
MB Challenge: Correndo em casa, Fernando Jr. conquista pódio
ESPORTES
Lifasc: Semifinalistas definidos
ESPORTES
Assaf sofre derrota em Venâncio Aires
ESPORTES
Avenida chega na semana de estreia na Copinha
ESPORTES
Cras Integrar do Bairro Bom Jesus realizou formatura de inglês
EDUCAÇÃO
Abertas inscrições para Reunião sobre Plantas Bioativas
GERAL
Palavra puxa Palavra é tema de evento
GERAL
Mais de 900 mil reais serão investidos
GERAL - Valor será aplicado em livros e praça de brinquedos

Capa promove oficina sobre abelhas sem ferrão

Participaram técnicos e agricultores da região do Alto Uruguai que realizaram um intercâmbio com foco na a preservação de abelhas nativa

GERAL - 10/10/2013

Everson Boeck
everson@riovalejornal.com.br


O Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (Capa) de Santa Cruz do Sul promoveu durante a última terça-feira, 8 de outubro, uma oficina sobre Meliponicultura (criação racional de abelhas sem ferrão). O evento teve a participação de técnicos e agricultores da região do Alto Uruguai que realizaram um intercâmbio com foco na a preservação de abelhas nativas, que são responsáveis pela polinização de diferentes espécies vegetais, além da produção de mel.
A oficina foi realizada em parceria com José Haas, um meliponicultor que há 12 anos cria diversas espécies de abelhas em Santa Cruz do Sul. Ao todo, desde que a parceria foi firmada, em 2007, foram promovidas 22 oficinas para mais de 300 técnicos e agricultores, sempre na primavera, período em que esses animais têm maior atividade em função do calor.
Segundo Luiz Rogério Boemeke, engenheiro agrônomo do Capa, nas oficinas os participantes recebem conhecimentos teóricos e práticos. “Normalmente durante a manhã repassamos informações sobre a biologia, a ecologia e a identificação das diversas espécies dessas abelhas e, à tarde, eles podem identificar tudo isso in loco: ver os enxames, fazer a coleta de mel, entre outras atividades”, explica.
Edson Klein, que participou da oficina, afirma que a atividade é interessante porque permite identificar e discutir com os demais agricultores o processo de recuperação e multiplicação destas espécies nativas. “O Capa tem um trabalho que é referência em nível de Estado. Aqui há espécies que não encontramos em nossa região, portanto, nosso objetivo é conhecê-las e levar esse conhecimento aos nossos agricultores e técnicos para que possam ensinar e disseminar o trabalho lá”, observa.

Everson Boeck

Participaram técnicos e agricultores da região do Alto Uruguai que realizaram
um intercâmbio com foco na a preservação de abelhas nativas

Meliponicultura em Santa Cruz

Estas abelhas, por serem silvestres, não estão disponíveis para comércio e que para se iniciar a produção o Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (Capa) incentiva a preservação de enxames e o uso de caixas com iscas para a captura. Interessados em aprender mais sobre a Meliponicultura podem procurar o Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor, que desenvolve oficinas onde são ensinadas técnicas de captura e manejo. A sede do Capa fica na Rua Thomaz Flores, 805, em Santa Cruz do Sul.
Meliponicultura é a criação racional de abelhas sem ferrão (Meliponíneos). A meliponicultura já era praticada há muito tempo pelos povos nativos da América Latina, em especial Brasil e México. A Meliponicultura trata-se das colméias de abelhas sem ferrão. Dentro do conceito de se desenvolver práticas agrícolas economicamente viáveis, ecologicamente sustentáveis, a Meliponicultura se enquadra dentro dos conceitos de diversificação e melhor uso das terras.
Cada colméia tem capacidade de produzir entre 100 gramas e 4 quilos de mel anualmente. A qualidade do produto é a mesma da produção de abelhas comuns, no entanto, há variações de cor, sabor e aroma. Por suas características, quando produzido em maior quantidade, com objetivo comercial, o mel das abelhas sem ferrão tem maior valor no mercado.
Estes animais são, de um modo geral, bastante dóceis e de fácil manejo. Por isso, dispensam o uso de roupas e equipamentos de proteção tais como macacão, luvas, máscaras e fumegadores, reduzindo os custos de sua criação e permitindo que essas abelhas sejam mantidas perto de residências ou de criações de animais domésticos.

Everson Boeck

Participantes aprendem sobre a biologia, a ecologia e a
identificação das diversas espécies dessas abelhas