Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL
Persuasão interna é o caminho para a alta performance
GERAL
Reforma da Previdência é tema de curso
GERAL

Oficinas de Robótica como ferramenta de estudo

Colégio Marista São Luís incentiva o aprendizado dos alunos que desenvolvem projetos com peças de Lego

EDUCAÇÃO - 27/03/2014

Ana Souza
[email protected]

Os componentes eletrônicos fazem parte, atualmente, do universo infantil. As peças de Lego que apenas eram usadas nas residências como brinquedo, receberam animação eletrônica e podem até ser controladas por celular. Este é um dos enfoques que vem sendo trabalhado no Colégio Marista São Luís com alunos que participam das Oficinas de Robótica, ministradas pelo professor Fabrício Noronha, aluno do Curso de Licenciatura em Computação da Unisc e um dos integrantes da equipe de Informática do colégio.
O projeto da Robótica, como ferramenta de estudo, surgiu no Colégio Marista São Luís no ano de 1992 e desde lá vem despertando, nos alunos do Ensino Fundamental ao Ensino Médio, o conhecimento na área da Computação. A base do aprendizado, repassado pelo professor, alia lições em eletrônica, mecânica e programação. “Os alunos trabalham com kits da Lego diferentes dos tradicionais, os denominados Mindstorm. Nas oficinas são utilizados kits comprados e fornecidos para todos os colégios da Rede Marista. O Mindstorm foi lançado em 1998 e é formado por peças semelhantes aos blocos de construção dos Legos tradicionais, mas com um diferencial que é a adaptação para o encaixe de sensores, motores e engrenagens”, explica.
Os kits utilizados pelos alunos traz como peça fundamental o NXT que é o coração do robô, uma caixa controladora que recebe os comandos do computador. “Funciona como um microprocessador. Ele opera de suas formas: uma por bluetooth, através de celulares ou notebooks e a outra, que é a temática da oficina, a programação. Nesta etapa os alunos programam em um software para escolher os comandos que impulsionam o robô para andar para frente, para trás e girar, em seguida por meio de um cabo USB os comandos são inseridos no NXT.” Os kits da Lego são excelentes para uma introdução, contudo é possível ir bem mais além com a Plataforma Arduino que permite o trabalho com Robótica livre (utiliza materiais alternativos) e utilização de circuitos eletrônicos controlados por linguagem “C” trabalhada a partir do 5º ano do Ensino Fundamental.
Segundo o professor Fabrício, o objetivo principal da Robótica é desenvolver a programação, ou seja, criar rotinas com comandos descritos ou selecionados para acionar, por exemplo, motores e LED´s (pequenas luzes). Trabalhamos com várias linguagens de programação como o Logo e Scratch que são próprias para o Ensino Fundamental, além do Lego. Para o Ensino Médio são utilizados kit Vex e Arduino.
O colégio acredita que é necessário investir em professores da área, além de oferecer os equipamentos corretos para o trabalho com Robótica e esta metodologia é o fator que permite o sucesso das aulas.

PARTICIPAÇÃO

Alunos do Ensino Fundamental, Gabriel Arruda, Francisco Castilho e Rodrigo Bremm Caramello estão inseridos no aprendizado. Francisco ingressou este ano na oficina. “É muito bom participar da Oficina de Robótica, proporciona conhecimento através dos legos e é importante aprender cada vez mais.”
Há 4 anos Rodrigo participa das aulas de Robótica. “Fazer parte da oficina desperta a criatividade. Já participei de Campeonatos de Robótica em Novo Hamburgo e Porto Alegre.”
Aluno do 7º ano do Ensino Fundamental, Gabriel também está há 4 anos fazendo Robótica. “Iniciei no 4º ano e para mim é importante participar dos campeonatos de Robótica, porque além de poder representar o colégio, adquirimos mais conhecimento.” Durante a entrevista eles fizeram uma demonstração do robô Mindstorm NXT, feito com legos e comandando pelo sistema – produzido em computador – e acionado através do aplicativo via bluetooth em celular.


Fotos: Ana Souza

Rodrigo e Francisco demonstraram um dos projetos realizados com Legos: o robô Mindstorm NXT

Gabriel e o professor Fabrício: aprendizado através da Informática

Alunos trabalham com Legos na montagem dos robôs

Robô Mindstorm NXT: comandos através do Bluetooth

 

História do Lego

Foi na oficina de Ole Kirk Christiansen, um mestre carpinteiro da Dinamarca, que surgiu o Lego. Em 1950, com o advento do plástico, o brinquedo ganhou status e passados mais de 70 anos continua sendo uma diversão para as crianças. O Lego é formado por diversas partes, que ao serem encaixadas, se transformam em vários tipos de brinquedos, despertando nos usuários a criatividade.